0

Padre Andrey Nicioli morre por complicações após transplante de medula óssea

Ele estava internado desde 29 de julho, em São Paulo. Padre Andrey era vigário na paróquia São José Operário, em Pouso Alegre.

Magson Gomes
18/10/2021

O padre Andrey Nicioli morreu nesta segunda-feira (18). O falecimento foi confirmado pela paróquia Santo Antônio, de Jacutinga, que divulgou comunicado da família do padre. Andrey Nicioli, faria 39 anos no próximo dia 1º de novembro. Ele estava internado desde 29 de julho, no hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, onde foi submetido a um transplante de medula óssea, após descoberta de uma pré-leucemia e ter encontrado um doador 100% compatível.

Segundo a Arquidiocese de Pouso Alegre, o corpo do Padre Andrey será velado a partir da manhã desta terça-feira (19), na Igreja Matriz de Santo Antônio, em Jacutinga (MG). Nessa igreja, serão celebradas 4 missas: às 8h, 10h, 12h e 15h. A última missa será transmitida pelo canal: https://www.youtube.com/c/ArquidiocesedePousoAlegre Após a missa das 15 horas, se dará o seu sepultamento, no Cemitério Municipal de Jacutinga.

No final de setembro, a família já havia divulgado uma nota, onde informava que o quadro de saúde do padre Andrey Nicioli era gravíssimo, ‘talvez irreversível’. O padre tinha sido submetido a alguns procedimentos, como traqueostomia e hemodiálise, após ter sido infectado por uma bactéria dias depois de passar pelo transplante de medula óssea. O transplante ocorreu tudo bem e o padre permaneceu internado, como previsto, para o acompanhamento do processo de pega da nova medula.

Andrey era vigário na paróquia São José Operário em Pouso Alegre. Ele é natural de Jacutinga. No mês passado, foram comemorados cinco anos de sua ordenação presbiteral. Andrey também atuou nas paróquias de Estiva e Borda da Mata. Andrey também era jornalista, tendo trabalhado na EPTV, e na rádio Difusora HD, que pertence à arquidiocese de Pouso Alegre, onde assumiu a direção de jornalismo, após se tornar padre.

Descoberta da pré-leucemia e o transplante

Em fevereiro deste ano, na Quarta-feira de Cinzas, durante exames de rotina, o vigário da Paróquia São José Operário, em Pouso Alegre, descobriu que estava com uma pré-leucemia. O diagnóstico foi para a doença chamada de mielodisplasia, em que o tratamento indicado é o transplante de medula óssea.

“Eu fui fazer um hemograma. Na verdade, foi um sopro de Deus no ouvido de uma médica amiga. Até então, era uma suspeita de Covid. Do nada, ela pediu o PCR e um hemograma. Assim descobriram as plaquetas muito baixas e novos exames foram feitos e descobriram a mieolodisplasia, que é uma pré-leucemia”, contou o padre Andrey em entrevista ao Mandu News, em abril.

Ainda de acordo com o padre, os médicos disseram que é uma doença rara para a sua idade. Mas foi descoberta no início, facilitando o tratamento. Porém, a cura depende do transplante.

O padre Andrey Nicioli encontrou um doador de medula óssea 100% compatível. Andrey se internou no final de julho no Hospital da Beneficência Portuguesa, em São Paulo, para começar o processo para receber o transplante, ocorrido no dia 03 de agosto.

Mesmo após o transplante, já estava previsto que o padre Andrey ficaria mais um período internado no hospital e, na sequência, continuaria morando na capital paulista, isolado, para completar o processo do pós-transplante.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.