0

Garoto com câncer realiza sonho de conhecer o Exército

Magson Gomes
13/09/2019

Visita foi organizada pelo hospital onde menino de 4 anos faz tratamento contra leucemia. Mãe conta que, assim que descobriram o câncer, mostraram fotos de como era o corte de cabelo dos militares para preparar o garoto para a perda dos cabelos.

Heitor acompanha solenidade no 14º GAC ao lado do comandante, cel Mello Jr. Foto: Ascom FUVS

Heitor, de apenas 4 anos, vive um momento em que é preciso muita coragem e resistência para enfrentar um inimigo complicado. O pequeno guerreiro enfrenta um câncer e, há cinco meses, faz tratamento no Hospital das Clínicas Samuel Libânio.

Nesta sexta-feira (13), Heitor ganhou ainda mais força para continuar a batalha contra a leucemia. O menino realizou o sonho de conhecer o Exército em Pouso Alegre, no Sul de Minas. Ele esteve acompanhado de familiares e diretores da Fundação do Vale do Sapucaí (FUVS), mantenedora do hospital.

Heitor faz tratamento uma vez por semana no HCSL. A família é de Careaçu. Foto: Ascom FUVS

A mãe conta que quando descobriram que o filho estava com leucemia, começaram a prepara-lo para os procedimentos a que seria submetido. Entre eles, a perda dos cabelos. Para exemplificar esse momento que chegaria, Elaine Cristina Rezende de Oliveira diz que mostraram fotos dos cortes de cabelo dos militares do Exército, sempre praticamente raspados.

“Quando começou a perder os cabelos, Heitor disse pra nós que já estava pronto para servir o exército e queria conhecer a instituição militar de perto”, conta a mãe emocionada.

Os pais de Heitor contaram para a médica Emanuela Vacarezza, que cuida do garoto, e a médica passou o desejo para a direção da fundação que é mantenedora do hospital e a visita ao 14º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC) foi agendada.

“Não tenho palavras para expressar o sentimento que tenho de ver meu filho realizando um desejo que vem do fundo do coração dele”, comemorou a mãe Elaine Oliveira. A família mora em Careaçu, cidade a 40 km de Pouso Alegre. Uma vez por semana, Heitor tem que passar pelo tratamento de quimioterapia no HCSL.

A visita ao quartel

O pequeno guerreiro foi recebido no Exército pelo comandante do 14º GAC, coronel Mauro Fernando Rego de Mello Jr. Heitor acompanhou algumas cerimônias militares, como o hasteamento da Bandeira Nacional, a passagem de comando. Ele também conheceu as dependências do quartel, como a sala dos ex-comandantes. O menino estava acompanhado dos pais, dos diretores da FUVS e da médica dele.

Heitor conheceu a sala dos ex-comandantes do 14º GAC. Foto: Ascom FUVS

O setor de Oncologia do HCSL tem cadastradas atualmente 120 crianças, sendo que 30% delas fazem tratamento de quimioterapia. “Esse momento encanta e fortalece e prepara o Heitor para o tratamento oncológico. Tenho certeza que esse momento será um diferencial no tratamento desse paciente tão querido por todos nós”, explica a médica do serviço de Oncologia do HCSL, Emanuela Vacarezza Souza.

“Estou muito emocionado e feliz pois hoje proporcionamos uma alegria enorme para esse menino tão querido. Que Deus abençoe e vamos em frente”, declarou o presidente da FUVS, José Walter da Mota Matos, que também agradeceu ao Exército e à família do garoto Heitor.

Pra nós, receber o Heitor é um motivo de muita satisfação. Ele é uma criança que representa o futuro do Brasil, um guerreiro que luta pela vida e tem uma ligação e uma direção muito forte por nossa instituição. Estamos felizes e já falei pro Heitor que as portas do 14º GAC estão sempre abertas para ele”, ressaltou o coronel Mello, que fez questão de mostrar vários setores do 14º GAC ao Heitor e seus familiares.

O presidente e o vice-presidente da FUVS levaram o pequeno Heitor até o quartel. Foto: Ascom FUVS

O vice-presidente da FUVS, Eliéser Castro e Paiva, que organizou toda a visita estava emocionado e feliz durante todas as atividades em que Heitor participou. “Heitor acompanha e gosta muito dessa vida militar através de desfiles, revistas e gibis e tinha esse sonho de conhecer de perto o exército. Temos uma parceria forte com o 14º GAC e ao saber da história do paciente liguei imediatamente para os comandantes, que se prontificaram de imediato em realizar esse sonho. Diante de tudo isso, vivemos aqui hoje um momento único, de grande emoção, e de esperança com a vida e com o ser humano. Vou levar esse momento lindo para o resto da minha vida”, conta Eliéser.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.