0

Projeto ensina alunos de Pouso Alegre a cuidar de hortas para melhorar a própria merenda escolar

Magson Gomes
17/03/2019

Iniciativa é do Instituto Melhores Dias, em parceria com a General Mills (Yoki) e prefeitura. Programa teve início em 2016 e já criou mais de 25 hortas escolares, além de inspirar outras centenas nas comunidades.

Alunos da escola municipal no bairro Certo em atividade na horta. Foto: Instituto Melhores Dias

Com o objetivo de promover uma alimentação adequada e saudável para as crianças nas escolas, no combate à fome e desnutrição, em julho de julho de 2016 o Instituto Melhores Dias deu início nas escolas municipais de Pouso Alegra ao programa Horta Brasil. A entidade sem fins lucrativos tem o apoio da empresa General Mills e a parceria com a prefeitura da cidade.

De acordo com o Instituto Melhores Dias, através do programa são feitos treinamentos para professores, merendeiras e agentes comunitários sobre saúde, educação sanitária, hortas e nutrição; jogos educativos para crianças sobre hábitos saudáveis; atividades de prevenção à obesidade infantil; construção e manutenção de hortas escolares; e workshops para a comunidade para promover a construção de hortas domésticas. Tem ainda o trabalho de melhora da merenda escolar com produtos das hortas cultivadas ali mesmo, com as atividades educacionais utilizando essas hortas. Os alunos também passam por avaliação do estado nutricional.

Números do programa em Pouso Alegre

Desde que foi implantado em Pouso Alegre, o programa Horta Brasil já envolveu 1031 professores, 112 merendeiras e 270 voluntários. Foram construídas 25 hortas escolares, que inspiraram a comunidade a montar 202 hortas domésticas e uma horta comunitária.

Criança de escola de Pouso Alegre rega hortaliças na escola. Foto: Instituto Melhores Dias

Atualmente, a ação está presente nas 34 escolas públicas do município, levando conhecimento e meios para uma alimentação mais saudável e nutritiva, com bons hábitos de saúde e de higiene para 13.486 alunos do Ensino Fundamental e cerca de 54.000 pessoas das comunidades em torno dessas escolas.

Durante a execução do programa é feita a avaliação nutricional e diagnóstico das crianças. Para isso tem a medição e acompanhamento de altura, peso e exames de hemoglobina das crianças; testes de conhecimento sobre nutrição e estilo de vida saudável para alunos e professores.

Os alunos que apresentam algum problema nutricional, é feito um tratamento de suplementação de ferro quando necessário e com autorização dos pais ou responsáveis.

Visita à escola que tem o projeto

Neste mês, técnicos do Instituto, representantes da General Mills e da prefeitura de Pouso Alegre estiveram na Escola Municipal Sabina de Barros Mendonça, no bairro do Cervo, zona rural, que tem o programa em andamento e mantém uma horta cultivada pelos alunos.

A presidente do Instituto Melhores Dias, Joyce Capelli, destaque que tem sido fundamental a parceria de empresas para manter o programa e melhorar a nutrição das crianças participantes e criar oportunidades em escolas e comunidades no Brasil. “O Instituto Melhores Dias conseguiu impactar a vida de muitas crianças brasileiras por meio de um programa integrado de saúde, educação e bem-estar, focado no desenvolvimento de uma cultura de hábitos saudáveis entre as comunidades”. As ações do Instituto são desenvolvidas de 1993 e já beneficiaram mais de 2,5 milhões de crianças no Brasil.

Crianças em uma horta escolar. Foto: Instituto Melhores Dias

A secretária municipal de Educação de Pouso Alegre, Leila de Fátima Fonseca, diz que o programa é importante para os alunos e para toda comunidade escolar. “A partir de ensinamentos que tiveram nas escolas, ficaram motivados em cultivar hortas em suas casas e melhorar a alimentação de toda família”. A secretária ainda ressalta que o programa ajuda a tirar o foco dos alunos do mundo digital. “Este projeto exige, naturalmente deles, um tempo maior de preparação da terra, cuidados com as plantas, colheita e alimentação, além de passarem mais tempo em contato com a natureza possibilitando desenvolver novas habilidades e descobertas pedagógicas”, afirma a secretária de Educação.

“Esse programa é um orgulho para todos os colaboradores de diferentes partes do país. Muitos de nós, da General Mills, somos voluntários nas atividades do projeto juntamente com a equipe do Instituto Melhores Dias. Acompanhamos de perto e com muito carinho a evolução de todos esses meses de trabalho. Não poderíamos estar mais felizes com os resultados já alcançados e esperançosos com as novidades que estão por vir”, afirma Queli Catalani, Gerente de Assuntos Corporativos da General Mills Brasil.

 

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.