0

Eleição na FUVS define 12 nomes, 3 deles serão escolhidos pelo governador para o conselho diretor da fundação

Por Terra do Mandu
21/12/2017

São duas listas com seis nomes cada de onde três serão escolhidos. FUVS mantém Hospital Samuel Libânio e Univás além de outras instituições.

A penúltima etapa do processo de escolho do novo conselho diretor da Fundação de ensino Superior do Vale do Sapucaí foi realizada nesta quinta-feira (21). A Assembleia Geral da FUVS elegeu dois nomes, sedo oito membros efetivos da fundação e quatro nomes de pessoas da comunidade. Os eleitos estão em duas listas sêxtuplas por ordem de votação. As listas seguem para o governador Fernando Pimentel (PT) nesta sexta-feira. O governador vai escolher três nomes, sendo um da comunidade e dois membros da FUVS que comporão no novo conselho diretor.

Veja os nomes eleitos na Assembleia Geral:

Membros da Assembleia com direito a votar:

Prefeito, presidente da Câmara Municipal, secretária municipal de Saúde, secretária municipal de Educação, juiz diretor do Fórum, representante da Arquidiocese, reitor da Univas, membros do conselho diretor da FUVS, comandante do 14º GAC, presidente da Acipa, presidente da OAB local, diretor da FDSM, chefe da 17ª RPM, chefe da 17º departamento Polícia Civil, diretor regional de Saúde, diretores clínico e técnico do HCSL, diretores das unidades de ensino da fundação, representante dos conselhos regionais de medicina, enfermagem e odontologia, ex-presidente imediato da FUVS, além de Dr. Elísio Meireles de Miranda e Dr. Gabriel Meireles de Miranda.

Disputa judicial

Desde março, a escolha do conselho diretor da fundação se tornou uma disputa político-judicial. Uma mudança no estatuto retirou a prerrogativa do governador de indicar os membros do conselho e uma eleição foi realizada após essa mudança. O Estado de Minas Gerais conseguiu anular as alterações no estatuto na justiça; um conselho provisório foi nomeado sob protestos; e a nova eleição está sendo finalizada.

Milhões de pessoas atendidas

A fundação atende milhões de pessoas do Sul de Minas através de suas instituições e é o segundo maior empregador de Pouso Alegre, atrás apenas da prefeitura. Daí a importância estratégica política para a direção da FUVS que é mantenedora do Hospital das Clínicas Samuel Libânio, da Universidade do Vale do Sapucaí, do Colégio Anglo e Colégio João Paulo II e uma rádio educativa.

Leia mais sobe o assunto:

Escolha de presidente da Fuvs vai parar na justiça

Justiça anula alterações no estatuto da FUVS e nomeia Conselho Diretor temporário

Novo Conselho Diretor da FUVS toma posse, em meio a protestos

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.