0

Covid-19: Pouso Alegre começa 2022 com quatro pessoas internadas

Cidade chegou a ter quase 200 internações simultâneas em abril de 2021. Mesmo com vacinação, variante Ômicron é preocupação para não regredir na pandemia

Magson Gomes
01/01/2022

Pouso Alegre começa o ano de 2022 com quatro pessoas internadas em hospitais da cidade contaminadas com a Covid-19. São dois pacientes em leitos de UTI e outros dois em enfermaria. Na última semana de 2021, a prefeitura confirmou um óbito pela doença. Quando as pessoas foram internadas não é informado.

Ainda que o melhor cenário seria zero internações e mortes, a situação atual é bem diferente do que ocorreu, principalmente, no primeiro semestre de 2021, quando houve um salto no número de contaminações e mortes em decorrência do novo coronavírus. Foram mais de dois meses com mortes diárias. 

Na comparação feita com os boletins epidemiológicos divulgados pela prefeitura é possível perceber como a pandemia se comportou nesse último ano.

No último boletim de 2020 eram 42 pacientes internados em hospitais de Pouso Alegre. Até aquele momento, a cidade havia registrado 80 mortes em decorrência da pandemia, iniciada em março daquele ano.

A vacina chegou em janeiro de 2021. Mas a quantidade de doses não era o suficiente para frear o avanço da doença. A situação chegou ao colapso entre março e abril. No boletim do dia 02 de abril eram quase 200 pessoas internadas em Pouso Alegre, com ocupação acima de 100% nos leitos clínicos e de UTI.

O total de mortes no início de abril já era de 180 vítimas. Infelizmente, a pandemia continua com números tristes nos meses seguintes, chegando a 350 mortes no final de maio, quando as internações já estavam em queda.

Último boletim de 2021, com intervalo de 20 dias para o anterior; boletim de abril, que era diário e de dezembro 2020. Imagens: reprodução

O avanço da vacinação garantiu a redução de mortes e internações. Os governos fizeram novos decretam para flexibilizar as medidas que impuseram diversas restrições ao comércio e à sociedade, de forma geral.

Nova ameaça

O Ano Novo chega trazendo uma nova preocupação. Mesmo com as internações e mortes ainda em queda, chegando a ficar meses sem vítimas em muitas cidades, agora existe a ameaça da variante Ômicron.

Pouso Alegre e outras cidades brasileiras já confirmaram casos da variante do coronavírus surgida no continente africano. Especialistas afirmam que a nova cepa é mais contagiante, espalhando rapidamente. No entanto, por causa da vacinação, não dá para afirmar qual seria a letalidade e gravidade das pessoas contaminadas.

As autoridades reforçam a necessidade de as pessoas garantirem a vacinação completa e o reforço nas doses para evitar que essa variante leve multidões aos hospitais, criando um novo caos.

A prefeitura de Pouso Alegre confirmou, nesta quinta-feira (30/12), os primeiros dois casos de moradores da cidade contaminados com a variante Ômicron da Covid-19. Trata-se de duas mulheres, uma com 23 anos e outra com 25 anos.

Segundo a secretaria municipal de Saúde, as duas pacientes estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhadas por equipes da Secretaria. “Esses dois casos que foram confirmados, mostram que não podemos baixar a guarda, é preciso que as pessoas continuem conscientes, fazendo o uso da máscara de forma correta e a higienização as mãos,” alerta a Secretária de Saúde Silvia Regina.

LEIA TAMBÉM: Pouso Alegre confirma os primeiros casos da variante Ômicron na cidade

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.