0

Pouso Alegre confirma os primeiros casos da variante Ômicron na cidade

São dois casos já diagnosticados, em duas mulheres, que estão em isolamento em casa. Administração pede atenção com as festas de fim de ano

Magson Gomes
30/12/2021

A prefeitura de Pouso Alegre confirmou, nesta quinta-feira (30/12), os primeiros dois casos de moradores da cidade contaminados com a variante Ômicron da Covid-19. Trata-se de duas mulheres, uma com 23 anos e outra com 25 anos.

Segundo a secretaria municipal de Saúde, as duas pacientes estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhadas por equipes da Secretaria. “Esses dois casos que foram confirmados, mostram que não podemos baixar a guarda, é preciso que as pessoas continuem conscientes, fazendo o uso da máscara de forma correta e a higienização as mãos,” alerta a Secretária de Saúde Silvia Regina.

Campanha ‘Não seja um Alvo Fácil’

No final de novembro, a Prefeitura de Pouso Alegre lançou a campanha “Alvo Fácil”, que tem como objetivo incentivar as pessoas a tomarem a vacina contra a Covid-19 e evitar que se tornem um alvo fácil para o vírus.

A vacinação retornará na segunda-feira (03), nos seguintes postos de saúde: Cidade Jardim, São Cristóvão e São João: 13h às 19h; Pão de Açúcar: 13h às 17h; Casa da Cultura: 08h às 17h; Puericultura: 08h às 19h (as doses de reforço da vacina Janssen estão disponíveis somente neste local)

Ômicron no Sul de Minas

A variante Ômicron do novo coronavírus surgiu no continente africano e está se espalhando pelo mundo. Os primeiros casos no Sul de Minas apareceram na semana passada, em Extrema. A cidade que faz divisa com o estado de São Paulo tem 23 casos confirmados, todos de trabalhadores de uma mesma empresa, que participaram de um evento de fim de ano.

Nesta quinta-feira, o secretário de estado de Saúde, Fábio Baccheretti, informou que Minas Gerais já registrou 130 casos da nova variante, sendo que 85 são em Belo Horizonte. As informações foram divulgadas durante a última reunião do Comitê Extraordinário Covid-19 de 2021.

Fábio Baccheretti reforçou que, assim como as demais cepas, os cuidados devem ser redobrados. “Não é o momento de relaxarmos. A população deve continuar usando máscaras, evitar aglomerações e realizar a higienização das mãos corretamente”, alertou.

Nos últimos 14 dias, a taxa de incidência caiu 4%. No entanto, considerando a última semana, o índice subiu 40%, conforme dados do Comitê Extraordinário Covid-19. Já as solicitações por internação tiveram redução de 15%.

Vacinação em Minas

Minas Gerais atingiu a marca de 85% da população acima de 12 anos com as duas doses da vacina contra a covid-19, e 15% já receberam a dose de reforço. Mais de 34 milhões de imunizantes já foram aplicados desde o início da campanha.
De acordo com o secretário, as vacinas para as crianças com idade entre 5 anos e 11 anos devem começar a chegar no estado em janeiro. “Já existe uma sinalização do Ministério da Saúde de que o envio das doses iniciará no próximo mês”, disse.

Fábio Baccheretti reiterou que Minas Gerais não exigirá a receita médica para a vacinação infantil. “Não haverá a exigência da prescrição médica. O público infantil será tratado como os diversos públicos dentro do Programa Nacional de Imunizações (PNI) ”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.