0

Pelo menos cinco cidades do Sul de Minas cancelam carnaval e réveillon; vídeo

Entre as cidades estão Cambuí, Paraisópolis e Gonçalves.

Terra do Mandu
23/11/2021

Cancelar principalmente o carnaval de 2022, essa é uma das atitudes de cinco municípios sul mineiros até o momento. Cambuí, Córrego do Bom Jesus, Gonçalves, Paraisópolis e Sapucaí Mirim anunciaram a suspensão oficial. Em algumas delas foi cancelado também o réveillon e em Paraisópolis, até o aniversário da cidade.

O motivo é preservar a saúde da população ao evitar aglomerações, informaram as prefeituras por meio de nota. O Sul de Minas é um roteiro tradicional para quem busca festas no interior do estado. O carnaval na região é atrativo para turistas de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e até outros estados.

Entre as cidades mais famosas pelo carnaval sul mineiro estão Cambuí, Gonçalves, Paraisópolis, Santa Rita do Sapucaí e outras. Em Santa Rita do Sapucaí o Bloco do Urso foi confirmado para 2022. É uma festa particular que recebe milhares de pessoas. Festas gratuitas em praças e avenidas são tradição em cidades pequenas e movimentam a economia por meio do turismo.

CAMBUÍ

Último carnaval de Cambuí foi em 2020. Imagem Prefeitura.

O “melhor carnaval do Sul de Minas” é o título que a prefeitura de Cambuí usou nos últimos anos para divulgar a festa de quatro dias, até 2020. Desfiles de blocos e escolas de carnaval, além de shows gratuitos reuniam milhares de moradores e turistas na Praça da Matriz.

“Priorizando a saúde da população, visto que a pandemia do Coronavírus ainda não acabou e levando em consideração as grandes aglomerações que se formam nesta data, ficam suspensas as festividades de Carnaval em 2022.” Essa é a citação do prefeito Tales Tadeu Tavares ao anunciar o cancelamento da festa, por meio de nota.

CÓRREGO DO BOM JESUS

Em reunião com prefeitos da região, a prefeita de Córrego do Bom Jesus, Eliana Alves e Silva, cancelou o carnaval 2022 e o ponto facultativo da data. O município com população estimada de cerca de 3,7 mil pessoas, realizava o conhecido pré-carnaval “CarnaKórggo”. Segundo Eliana, considerando que “a pandemia ainda persiste e o mundo todo sofre, as aglomerações devem ser evitadas, para a contenção do contágio do coronavírus”.

GONÇALVES

Mesmo com a flexibilização de municípios em relação à pandemia, prefeitos da região de Gonçalves se preocupam com o fluxo de pessoas no carnaval e o contágio por Covid-19. A prefeitura cancelou o réveillon e o carnaval 2022. “No domingo (de carnaval), que é um dia de bastante aglomeração, chega a ter 8 mil pessoas na cidade, sabe, então devido a essa preocupação a gente resolveu cancelar”, destaca o prefeito Márcio de Oliveira.

Essa decisão não deve ser alterada posteriormente já que, “você não consegue organizar um carnaval do dia para a noite, né”. O prefeito fez essa citação ao ser questionado se com o acompanhamento da situação epidemiológica haveria possibilidade de rever a decisão nos próximos meses.

PARAISÓPOLIS

Paraisópolis atrai turistas inclusive de Minas Gerais e São Paulo. A prefeitura cancelou reveillón 2022, aniversário da cidade em janeiro e carnaval de 2022. O comunicado oficial informa que o aniversário da cidade terá apenas cerimônias cívicas e cita que “ainda é necessário zelar para saúde dos nossos munícipes”.

Já o réveillon e carnaval foram cancelados após reunião com prefeitos da região. O motivo, segundo o poder executivo de Paraisópolis, é “em razão da grande quantidade e circulação de pessoas nessas datas e, consequentemente, a dificuldade da manutenção das ações sanitárias necessárias para evitar a Covid-19″.

SAPUCAÍ-MIRIM

Sapucaí-Mirim fica a cerca de 30 minutos de viagem até Gonçalves e é um município na divisa de Minas Gerais e São Paulo. A prefeitura decidiu cancelar o carnaval, após reunião conjunta com municípios vizinhos e órgãos de vigilância epidemiológica.

A decisão foi comunicada na última sexta-feira (19), na rede social da prefeitura. “Em razão da possibilidade de uma nova onda de contágio do Covid-19 e, considerando, principalmente, a solidariedade com as famílias enlutadas pelas perdas de seus entes queridos durante a pandemia, não realizará o Carnaval de rua na cidade em 2022.”

VEJA NA REPORTAGEM DE NAYARA ANDERY:

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.