0

Morador folclórico de Estiva é encontrado morto em terreno perto de casa

‘Frô’, como era conhecido, morava sozinho, numa casa simples. Nunca andava calçado e tinha um jeito peculiar de lidar com as religiões. Também era benzedor.

Magson Gomes
13/08/2021

Estiva está em luto. Um personagem folclórico da cidade, conhecido por todos, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira (13), em um terreno que fica em frente à casa simples que ele morava. A Polícia Militar e a perícia da Polícia Civil estiveram no local para iniciar as investigações da causa da morte.

A vítima é Antônio Vicente da Silva, mas, os moradores o conheciam apenas pelo apelido de ‘Frô’. Ele estava desaparecido desde ontem (12), quando os vizinhos perceberam que a casa estava aberta e Frô não estava por perto. Um boletim de ocorrência tinha sido registrado na Polícia Militar por desaparecimento.

O historiador e morador de Estiva, Antônio Luiz da Silva, falou para a reportagem do Terra do Mandu que ‘Frô era uma figura folclórica e faz parte da cultura da cidade’. São cerca de 50 anos morando na mesma casa, sozinho. O homem era analfabeto e vivia imerso à simplicidade. Não usava nenhum tipo de calçados. Segundo o historiador, ele só colocava o sapato quando ia ao médico.

O fotógrafo Roberto Hunger fez alguns registros de Frô dentro da casa onde morava, mostrando detalhes de seu jeito de lidar com as religiões. O homem humilde também era procurado como benzedor por algumas pessoas.

“Uma figura típica de Estiva, dessas que surgem apenas em um momento específico e fazem parte da história de uma cidade, que não veremos mais surgir nos tempos de hoje. Era um homem sofrido, fruto de uma vida humilde e de um sincretismo brasileiro, era amigo de alguns e motivo de riso de outros que não o compreendiam. Mas, acima de tudo, era um mineiro simbólico. Seus grandes pés, suas roupas surradas, seus chapéus, sua religião única, era tudo muito Estiva, muito Minas! O Frô se foi, e com ele um pedaço da história da região que não tem mais como ser revivido”, escreveu o fotógrafo Roberto Hunger.

O corpo de Frô foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Pouso Alegre. Agora, a polícia busca por suspeitos do crime, já que havia sinais de violência no corpo da vítima. As motivações também serão averiguadas.

VEJA MAIS FOTOS:

O fotógrafo Roberto Hunger fez um ensaio dentro da casa simples que Frô morava. Foto: Roberto Hunger
O fotógrafo Roberto Hunger fez um ensaio dentro da casa simples que Frô morava. Foto: Roberto Hunger
O fotógrafo Roberto Hunger fez um ensaio dentro da casa simples que Frô morava. Foto: Roberto Hunger

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.