0

Pouso-alegrenses formam filas em busca de ovos de chocolate na véspera da Páscoa

Lojas de chocolate e supermercados registraram grandes filas neste sábado (03), mesmo com as restrições de circulação da população.

Magson Gomes
03/04/2021

Pouso Alegre segue, integralmente, as deliberações da onda roxa, imposta pelo Governo de Minas para conter a disseminação da Covid-19. A circulação das pessoas deve ser em casos de extrema necessidade. Apenas o comércio considerado essencial pode abrir, com regras. Na manhã deste sábado (03), véspera do Domingo de Páscoa, havia um grande número de pessoas no Centro da cidade. A maioria atrás de ovos de chocolate (VEJA NO VÍDEO ABAIXO):

View this post on Instagram

A post shared by Terra do Mandu (@terradomandu)

A reportagem do Terra do Mandu flagrou filas nas portas de todas as lojas de chocolates e supermercados por onde passou. Funcionários desses locais tentavam garantir que as pessoas mantivessem o distanciamento mínimo exigido para evitar qualquer transmissão viral. Apesar de grandes filas, realmente, as pessoas se esforçavam para ficar um pouco longe uma das outras e usavam máscaras.

Dentro desses estabelecimentos, pelo que observamos, havia o controle do acesso dos clientes, sem qualquer tipo de aglomeração interna. Mas, diante do tamanho das filas, a Polícia Militar compareceu em uma das lojas para reforçar as recomendações de distanciamento.

Em Pouso Alegre, os últimos 15 dias concentraram a mais alta curva de contágio e de mortes pelo coronavírus, desde o início da pandemia. Os hospitais da cidade seguem superlotados, com ocupação dos leitos destinados aos pacientes com a Covid acima do limite.

A prefeitura segue o decreto da onda roxa do estado e proibiu a venda de bebidas alcoólicas em todos os locais para tentar frear a disseminação do vírus. Mais do que nunca, cabe a cada pessoa ter a consciência de como não pegar e nem passar para frente essa doença que já levou tantas pessoas queridas por amigos e familiares.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.