0

Sargento da PM de 43 anos morre de Covid em Itajubá

Magson Gomes
06/03/2021

O município contabilizava, até ontem, 137 óbitos pelo novo coronavírus. Foram 24 confirmações na semana.

Militar tinha 43 anos. Corpo foi sepultado na tarde deste sábado, em Itajubá. Imagem: reprodução

A Polícia Militar de Minas Gerais confirmou a morte do sargento Marcus Aurílio Lopes, em decorrência da Covid-19. O militar, de 43 anos, trabalhava no 56º Batalhão da PM, em Itajubá, Sul de Minas. Ele estava internado há mais de uma semana no Hospital Escola da cidade e faleceu neste sábado (06). A reportagem apurou que o militar trabalhava na sessão de RH do batalhão. Ele sofria com problemas de obesidade e pressão arterial.

A corporação divulgou uma nota em suas redes sociais para comunicar o falecimento do sargento, que será sepultado ainda neste sábado, em Itajubá.

reprodução PMMG

NOTA DE FALECIMENTO

“É com grande pesar que comunicamos o falecimento de nosso irmão de farda, o 3º Sgt PM Marcus Aurilio Lopes, lotado na P1 do 56º BPM (Itajubá), internado por COVID-19 no Hospital Escola há mais de uma semana.

Nossos sentimentos e que Deus possa confortar toda sua família e amigos!”, diz a nota.

Até ontem, Itajubá contabilizava 137 óbitos pela Covid-19

A morte do sargento Marcus Aurílio ainda não consta nos registros divulgados pela prefeitura de Itajubá. De acordo com o boletim epidemiológico publicado na noite de ontem (05), o município já contabilizava 137 vidas perdidas em razão da pandemia da Covid-19. A cidade confirmou 24 mortes por coronavírus, entre sexta-feira da semana passada (dia 26) e ontem.

Com a escalada no número de casos fatais e de infecções, a prefeitura adotou várias medidas, na tentativa de deixar a população mais isolada possível. Foi decretado toque de recolher entre às 20h e 05h, interdição de parques infantis e academias ao ar livre.

A prefeitura distribuiu mais de 20 mil máscaras e 50 mil cartilhas educativas, e fez higienização dos espaços públicos, além de intensificar a fiscalização no comércio da cidade das regras que devem ser seguidas. Artistas locais também foram contratados para, de maneira lúdica e educativa, conscientizar a população sobre a importância do uso de máscaras.

O grupo simula as regras de uma partida de futebol. As bandeirinhas acusam o impedimento pelo não uso ou uso incorreto da máscara, enquanto a árbitra apita e aplica o cartão. Durante a ação de conscientização, a segunda bandeirinha se aproxima e alerta sobre a importância do uso da máscara para a prevenção à Covid-19. Se a pessoa não tiver máscara, ela recebe um kit contendo uma unidade do protetor facial e um folheto explicativo.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.