0

Negócio: De um acidente de trânsito, nasce uma oportunidade

Magson Gomes
31/01/2021

Corretora conseguiu assessoria na liberação de verbas indenizatórias que nem sabia que tinha direito e resolveu abrir empresa para auxiliar pessoas que precisam dessa ajuda

Montagem feita pela própria Camila com imagens do acidente e processo de recuperação

A corretora de imóveis Camila Marciano encontrou a chance de começar um novo negócio a partir de um acidente de trânsito sofrido em Pouso Alegre, Sul de Minas. Em maio de 2020, Camila seguia de moto para o trabalho quando, em um cruzamento, foi atingida por um carro que não obedeceu ao sinal de pare. A corretora teve fratura exposta em uma das pernas.

“Se a vida te der um limão, faça uma limonada! Essa expressão carrega um sentido muito forte para mim, sentido que utilizei como uma filosofia para superar o momento mais adverso da minha vida”, conta Camila.

Submetida a cirurgias e com fixador externo na perna, Camila ficaria um período sem poder trabalhar. Precisava agilizar os processos para buscar as indenizações que teria direito devido ao acidente sofrido. Mas nem ela sabia, naquele momento, quais eram seus direitos, além do DPVAT, mais divulgado nessas situações.

“Em um primeiro momento, tentei buscar meus direitos sozinha, mas tive negativas. Alegavam que algumas indenizações seriam apenas no caso de morte. E as lesões permanentes que eu tive? Não mereciam atenção?”, questionava.

Camila evitou entrar com processo judicial, sabendo a liberação de qualquer verba seria ainda mais lenta. “Como eu, autônoma, iria viver sem amparo e sem conseguir trabalhar por meses? ”.

Foi então que surgiu uma empresa de assessoria em seguros que auxiliou na liberação de indenizações que a Camila nem sabia que tinha direito. Em menos de 60 dias, a corretora recebeu valores referentes ao DPVAT, ressarcimento de despesas médicas, seguro de vida e danos corporais a terceiros. “De uma forma rápida, sem depender de vias judiciais, eu consegui o amparo que merecia, celebra.

A partir da assessoria recebida, Camila e o marido firmaram uma parceria com a empresa, com  sede em Pára de Minas, e decidiram abrir um negócio com o intuito de auxiliar vítimas envolvidas em acidentes de trânsito de Pouso Alegre e Região na liberação dos seguros e indenizações de direito (DPVAT, Danos Pessoais, Vida e outros) e assessorar beneficiários de seguros de vida na liberação de indenização em caso de morte, invalidez permanente ou parcial, ocasionados por acidentes ou doenças graves.

Camila ainda segue como corretora de imóveis e ainda passou a oferecer também novos serviços no ramo imobiliário.

“Viver é enfrentar desafios. Quem nunca enfrentou desafios, apenas passou pela vida, não viveu ”, finaliza.

Camila na empresa aberta após o acidente que tem o propósito de ajudar vítimas a receber indenizações. Foto: reprodução

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

TV Terra do Mandu