0

CAC orienta pessoas com dificuldades para requerer o auxílio emergencial

Magson Gomes
24/04/2020

Serviço da Câmara Municipal de Pouso Alegre passou a ser oferecido após a Caixa solicitar ajuda na orientação das pessoas com direito ao benefício do governo federal. Foto: Terra do Mandu

A auxiliar de enfermagem, Juliana Azevedo Terra, tem duas filhas, uma de 4 anos e outra de 13 anos. As duas meninas moram com Juliana, que é mãe solteira. A auxiliar de enfermagem está desempregada e se enquanto no grupo de pessoas que tem direito a receber o auxílio emergencial que o governo federal liberou para ajudar quem perdeu renda por causa da pandemia do novo coronavírus.

Juliana fez o cadastro no sistema da Caixa Econômica Federal para receber o benefício. Depois de alguns dias ela recebeu a informação de que os dados são inconclusivos.

“Quando fiz o cadastro apareceu que estava em análise. Depois veio essa informação e não consegui avançar mais”, conta.

Sem renda para pôr alimento na casa, a mãe de família buscou ajuda no CAC, Centro de Apoio ao Cidadão, que funciona na Câmara Municipal de Pouso Alegre.

A partir dessa semana, o CAC está ajudando as pessoas que têm direito ao auxílio emergencial, mas estejam com dificuldade para fazer o cadastro no sistema da Caixa Econômica Federal para receber o benefício.

O serviço passou a ser oferecido pelo CAC depois que a Caixa pediu ajuda na orientação das pessoas sobre o auxílio emergencial, já que as filas nas agências em Pouso Alegre estão grandes desde início do pagamento dos R$ 600 da primeira parcela. Os funcionários do CAC participaram de um treinamento.

A coordenadora do CAC, Eliane Ramos, explica que o serviço tem sido o mesmo que é feito nas agências da Caixa, que é de orientar a pessoa de como proceder para conseguir o auxílio emergencial, caso ela tenha direito ao benefício.

“Nós estamos orientando o passo a passo que a pessoa precisa fazer. E o primeiro passo é fazer o cadastro no sistema da Caixa exclusivo para o auxílio emergencial. Para isso, a pessoa precisa acessar a internet pelo próprio celular, onde ela receberá a confirmação de acesso ao sistema para validar esse cadastro. Caso a pessoas não tem o serviço de internet disponível, a gente também está ajudando com o wifi da Câmara”, explica a coordenadora do CAC.

No momento do cadastro a pessoa já informa a conta no Banco do Brasil ou da Caixa para receber o benefício. Se os dados dela estiverem corretos e tendo direito ao auxílio, o dinheiro cairá na conta em até 10 dias. Se a pessoa não tem conta em nenhum dos dois bancos públicos, ele será informado de outra forma para receber as parcelas.

“Com o cadastro feito a própria pessoa passa a acompanhar no celular o andamento do processo, da análise ao pagamento”, diz Eliane.

Para receber o atendimento no CAC, assim como na Caixa, a pessoa deve levar os documentos de CPF e RG, além de estar com o próprio celular que será usado no cadastro.

Os atendimentos são realizados na Câmara Municipal, onde funciona o CAC, das 09h às 17h.

Os funcionários da Caixa também orientam as pessoas sobre o recebimento do benefício. Foto: Terra do Mandu

Situação da mãe de família

A coordenadora do CAC informou que todas as informações passadas pela auxiliar de enfermagem serão enviadas novamente à Caixa para uma nova análise do pedido como chefe de família.

“Eu preciso desse dinheiro para comprar comida para minhas filhas. A esperança é receber esse valor, mesmo que seja como profissional desempregada, onde receberia menos”, diz Juliana Terra.

Juliana espera receber o auxílio porque está desemprega e tem duas filhas. Foto: Terra do Mandu

Serviço

CAC – CENTRO DE APOIO AO CIDADÃO

Endereço: CÂMARA MUNICIPAL – AV. SÃO FRANCISCO, 320 – B. PRIMAVERA

Horário: ATENDIMENTO DAS 09H ÀS 17H – SEG À SEXTA.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.