0

Abaixo-assinado pede queima de fogos sem barulho em Itajubá

Terra do Mandu
26/11/2019

Defensor da causa animal organiza pedido e justifica danos aos animais e pessoas idosas, autistas… Após colher assinaturas, o documento será encaminhado ao prefeito da cidade requerendo substituição nas festividades públicas da queima dos fogos com barulho por fogos artificiais silenciosos.

Analista fiscal que organiza abaixo-assinado criou abrigo para mais de 200 animais, maioria são cães. Foto: reprodução

Um abaixo-assinado online está em andamento em Itajubá, Sul de Minas, para pedir o fim da queima dos fogos de artifício com barulho nas festividades realizadas pela prefeitura, como a do fim do ano. A petição popular solicita a substituição por fogos de artifício silenciosos.

Quem organiza a mobilização é o analista fiscal Sílvio Vieira, defensor da causa animal. Segundo ele, apesar dessa prática ser apreciada por alguns, ela pode causar danos irreversíveis às pessoas, animais e ambiente. O analista ainda lembra que outras cidades brasileiras e até do Sul de Minas já adotaram a medida.

Sílvio iniciou, há quatro anos, um trabalho de resgate e cuidado de animais abandonados na cidade. O local abriga, atualmente, pouco mais de 200 animais, a maioria cães.
“Nos animais, o barulho dos fogos com estampido causam estresse, ansiedade e até ataques cardíacos”, justifica o analista na petição.

O documento também ressalta que a queima de fogos incomoda idosos em asilos, crianças de colo e, principalmente, pessoas com autismo.

Até o momento, o abaixo-assinado online está com cerca de duas mil assinaturas. Depois de conseguir um volume maior, o documento será encaminhado análise do prefeito de Itajubá, Rodrigo Rieira (MDB).

“O motivo principal da iniciativa é dar voz a quem não tem, quem sofre sem poder reclamar. Os animais são diretamente afetados por essa prática, sem falar nas crianças autistas e nos idosos. Não quero com isso atrapalhar a festa de ninguém, já que existem fogos sem estampido, seria apenas uma substituição”, destaca o analista fiscal.

A petição pública pode ser assinada aqui: abaixo-assinado sobre queima de fogos de artifícios.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.