0

Mutirão castra cães e gatos de famílias de baixa renda em Pouso Alegre

Por Terra do Mandu
09/04/2019

Castramóvel está na Praça de Esportes, das 08h às 13h. Para participar do programa, é necessário fazer um cadastro na sede da Defesa Civil.

Cirurgias são feitas por uma equipe de veterinários. Foto: Ascom PMPA

Famílias de baixa renda, sem condições para cadastrar seus cães e gatos, podem se cadastrar na Defesa Civil de Pouso Alegre para ter os animais esterilizados. O mutirão de castração está em andamento esta semana. O Castramóvel, um ônibus coletivo adaptado em clínica veterinária, está estacionado na Praça de Esportes. O mutirão é realizado de terça a sexta-feira, das 08h às 13h.

Segundo a prefeitura, no ano passado, 700 animais foram esterilizados, entre selecionados por ONGs de proteção animal, os abandonados nas ruas e animais de famílias, comprovadamente, de baixa renda. A meta para este ano é castrar 30 animais, por dia, enquanto durar a campanha.

Como fazer o cadastro

Quem ainda não se cadastrou, deve comparecer na Praça de Esportes, onde o Castramóvel está estacionado, com cópias do RG, CPF e comprovante de residência. O cadastro também pode ser feito na sede da Defesa Social, que fica na Avenida Abreu Lima, nº 84, no Centro. O cadastro deve ser feito pessoalmente pelo proprietário ou tutor do animal. Mais informações: (35) 3449-4317.

Fala do veterinário

O veterinário Renato Junqueira Rodrigues explica que o trabalho é de controle populacional de animais doméstico. “A castração de fêmeas visando o controle populacional é a única saída que nós temos para acabar com o abandono, com o sofrimento dos animais que perambulam pelas nossas ruas. Se a gente começar a castrar, castrar, uma hora vai diminuir muito o número de animais [nas ruas]”, afirma o veterinário.

Os animais que forem passar pela cirurgia tem que estar em boa saúde, em jejum de 12 horas e banho tomado. Antes do procedimento a equipe do Castramóvel ainda faz uma triagem para ver as condições do animal e seguir com a cirurgia.

Protetora diz que programa é importante, mas precisa ser ampliado

Para a presidente da ONG SOS Bichos, Carla Viviane Fernandes, o mutirão é fundamental para o controle do número de animais abandonados nas ruas. Porém, a protetora afirma que o programa precisa ser ampliado e precisa ser trabalhado com outras ações.

“É a única medida eficaz para o controle da superpopulação de animais abandonados que existe no país todo. O mutirão é uma das frentes importantes que precisam ser trabalhadas em conjunto, que são a conscientização, a fiscalização, a castração e a punição”.

“Embora seja importante, o número ainda é baixo em relação a demanda. Pouso Alegre precisaria de, no mínimo, quatro mil castrações por ano para daqui há cinco anos ter um resultado efetivo no número de animais abandonados”, diz Carla.

Castramóvel é usado para os mutirões de castração. Foto: Terra do Mandu

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.