Categoria: Saúde

Pouso Alegre faz pit stop para ‘repescagem’ e segunda dose neste sábado. Foto: Terra do Mandu

Moradores de Pouso Alegre que ainda não tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19 terão mais uma oportunidade para se imunizar. Neste sábado (18), a prefeitura fará repescagem para vacinação do público acima de 18 anos. Também haverá aplicação da segunda dose.

A imunização será em sistema drive-thru, das 08 às 16h, no campus Fátima da Univás. A administração municipal informou que a vacina não será aplicada nos postos de saúde da cidade neste fim de semana.

Para receber a primeira dose, é preciso apresentar documento com foto, comprovante de endereço e cartão SUS cadastrado em Pouso Alegre. Já para tomar a segunda dose, base apresentar o cartão de vacinação e um documento.

A vacinação do último público da população adulta aconteceu na quinta-feira (16). Agora, a prefeitura fará  repescagem da primeira dose para pessoas acima de 18 anos que por algum motivo ainda não se vacinaram.

Categoria: Saúde

O médico psiquiatra, Munir Jacob, explica que a ansiedade é um sentimento natural do ser humano. Todos nós sentimentos ansiedade. “Quando está em um grau dentro do normal, nos impulsiona pela vida. Vem da nossa ancestralidade essa expectativa apreensiva que a gente tem, diante do mundo, diante de coisas novas. Portando, é um sentimento que nos acompanha”.

Mas há graus de ansiedade e é importante que o indivíduo se informe melhor sobre esse sentimento, para saber até que ponto é normal e conseguir ter a vida com menos sofrimento, diz o psiquiatra.

“A ansiedade passa ser um transtorno psiquiátrico quando deixa de ser algo funcional. Uma ansiedade que acompanha a pessoa em todos os lugares, prejudicando no trabalho, na família, na vida social. Começa a surgir sinais físicos, após a ativação da amídala cerebral, que demonstra o sofrimento do indivíduo”.

Veja a entrevista os graus de ansiedade e o momento em que você deve buscar ajuda de um profissional. Munir Jacob comenta ainda sobre a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio.

ASSISTA:

Categoria: Saúde

Pouso Alegre aplica 2ª dose contra Covid em sistema drive-thru. Foto: Terra do Mandu

Pouso Alegre realiza mais um drive-thru para aplicação da segunda dose da vacina contra Covid-19. Neste sábado (11), moradores que estão com o vencimento marcado até o dia 12 ou 19 de setembro podem procurar o pit stop que acontece na Univás, unidade do Fátima, das 08h às 16h.

  • Coronavac: com vencimento da segunda dose até 12/09;
  • Pfizer: com vencimento da segunda dose até 19/09;
  • AstraZeneca: com vencimento da segunda dose até 19/09.

Vale destacar que para receber a segunda dose é indispensável levar o cartão de vacinação, comprovando a data em que tomou a primeira dose, e um documento com foto.

O prefeito de Pouso Alegre, Rafael Simões, afirmou que aguarda a chegada de novas doses contra a Covid-19 para ampliar a vacinação por idade. Nesse momento, pessoas acima de 21 anos estão sendo imunizadas no município.

“Lamentavelmente nós não recebemos doses suficientes para fazer a primeira dose naqueles que já têm 20 anos completos. Mas estamos cobrando a Secretaria de Estado de Minas Gerais para que mande pra cá as doses, já que o governador está anunciando que vai vacinar até criança, e nós não estamos recebendo as doses necessárias para terminarmos os 18 anos completos”, afirma o prefeito.

Categoria: Saúde

Pouso Alegre ampliou a vacinação contra a Covid-19 para jovens com 21 anos. Após o município retirar uma nova remessa de vacinas na Superintendência Regional de Saúde, a prefeitura anunciou que esse público será imunizado a partir desta quarta-feira (08) em cinco postos de saúde da cidade.

Para se vacinar, é necessário ter se cadastrado no site da prefeitura. A imunização acontece, das 13h às 19h, nos postinhos do Cidade Jardim, São João, São Cristóvão, Puericultura e Pão de Açúcar.

É importante ressaltar que é necessário apresentar documento com foto, comprovante de endereço e cartão do SUS cadastrado em Pouso Alegre.

Nova remessa de vacinas

A Superintendência Regional de Saúde de Pouso Alegre recebeu nessa semana mais dois lotes de vacinas contra a Covid-19. Os imunizantes já começaram a ser distribuídos para os 53 municípios que fazem parte da regional.

De acordo com a planilha divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Pouso Alegre irá receber mais de 9 mil doses da Pfizer e Coronavac. Porém, a maioria é destinada à aplicação da segunda dose.

Categoria: Saúde

Setembro Amarelo é o mês de prevenção ao suicídio. Nós conversamos com a médica psiquiatra Sylvia Cerávolo, que fala a importância em as pessoas buscarem ajuda aos primeiros sinais de transtorno mental

A médica, junto com outros colegas psiquiatras de Pouso Alegre, criaram a campanha #pouoalegrepelavida2021.

Sylvia Cerávolo reforça que as pessoas devem ficar atentas e não esperar a situação se agravar para ir ao especialista. Tem que procurar logo no início.

Assista:

Categoria: Saúde

Nesta terça-feira (24), Pouso Alegre e Camanducaia confirmaram os primeiros casos de contaminação com a variante delta da Covid-19. Itajubá também já havia detectado a cepa indiana na segunda-feira (23). Os três municípios pertencem a mesma Regional de Saúde.

Em Pouso Alegre, a variante foi identificada em uma mulher na faixa dos 50 anos, que testou positivo para o coronavírus no dia 8 de agosto. Ela já tinha recebido as duas doses da vacina contra a Covid-19. Conforme a prefeitura, a paciente não teve complicações e já recebeu alta.

Já em Camanducaia, a cepa foi detectada em um homem de 60 anos, que realizou o teste da Covid no dia 02 de agosto. Ele já tinha tomado a primeira dose da vacina e não desenvolveu o quadro grave da doença. Segundo a prefeitura, o morador cumpriu o isolamento e não precisou ser internado.

As confirmações ocorreram após as amostras serem analisadas pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte. De acordo com o painel da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), até o momento há três casos da cepa indiana no Sul de Minas:  em Itajubá, Pouso Alegre e Camanducaia.

“A SES-MG segue conduzindo a investigação dos casos, junto aos municípios, para avaliação da história clínica e epidemiológica dos pacientes e seus contatos. Diante das investigações realizadas, número de confirmações e distribuição dos casos pelo território, pode-se afirmar que existe transmissão comunitária da variante Delta no estado”, diz a nota da Secretaria de de Saúde.

Isso acende um alerta para a população redobrar as medidas de prevenção à Covid-19, já que a nova variante é mais contagiosa. É necessário reforçar a importância do uso da máscara, higienização das mãos e distanciamento social.

Variante delta em Minas Gerais

Em Minas Gerais, 91 amostras genotipadas identificaram a cepa indiana – sendo 51 casos do sexo feminino (56%) e 40 casos do sexo masculino (44%). Desse total, a SES informou que dois casos evoluíram a óbito.

“Para minimizar o risco de disseminação, a SES-MG realiza monitoramento dos casos confirmados e contatos, além do apoio técnico junto às Secretaria Municipal de Saúde e Unidades Regionais de Saúde para obter mais informações para a investigação epidemiológica”, informou a secretária de Saúde.

Em nota, o órgão também disse que tem adotado estratégias para acelerar a imunização, principal medida de prevenção. A SES ainda reforça a importância da segunda dose, já que só com o esquema vacinal completo é possível reduzir a transmissão do vírus e evitar a forma grave da doença.

Categoria: Saúde

O primeiro caso da variante delta no Sul de Minas foi confirmado nesta segunda-feira (23), após a prefeitura de Itajubá divulgar que a cepa indiana foi identificada em um paciente de 37 anos que mora no município. A confirmação ocorreu após uma amostra ser analisada pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), de Belo Horizonte.

De acordo com a prefeitura, o paciente relatou que recebeu, no início de agosto, a visita de um parente de Brasília. Ainda conforme a administração municipal, ele e seus familiares, que também se contaminaram, já se recuperaram da doença e passam bem.

“A confirmação acende o alerta para a população redobrar os cuidados a fim de evitar a infecção pela nova cepa do coronavírus, especialmente por se tratar de uma variante ainda mais contagiosa e potencialmente perigosa. Os cuidados devem ser mantidos: distanciamento social, uso de máscaras, evitar tocar olhos e boca e higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%”, diz a nota da prefeitura.

Até então, haviam 12 casos da variante delta confirmados em Minas Gerais, sendo cinco na macrorregião Centro, quatro na Sudeste, dois na Noroeste e um na Norte. Apesar do baixo número, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, disse que Minas Gerais já tem transmissão comunitária da cepa indiana.

Covid-19 em Itajubá

Itajubá contabiliza 9.399 casos positivos de Covid-19 e 408 mortes em decorrência da doença desde o início da pandemia. O total de recuperados chegou a 9.399.

Neste momento, 39 moradores estão infectados pelo vírus no município. A ocupação de leitos de suporte ventilatório está em 12% e a ocupação de UTI está em 34%.

Em relação à vacinação, 65.195 foram imunizadas com a primeira dose ou dose única contra a Covid-19. De acordo com a prefeitura, isso corresponde a 66,98% da população.

Veja a entrevista com o vice-prefeito e secretário de Saúde de Itajubá, Nilo Baracho:

Categoria: Saúde

Moradores de Santa Rita do Sapucaí estão recusando a vacina contra a Covid-19 por compromissos de festas e viagens, segundo a secretária de Saúde, Rosé Mary Bueno de Paiva. Por isso, o órgão decidiu mandar para o fim da fila as pessoas que derem desculpas para as equipes de imunização.

“Os agentes comunitários ligam para as casas das pessoas para agendar a vacinação e recebem as seguintes respostas: ‘Não posso vacinar na sexta-feira, porque eu tenho uma festa à noite’. ‘Não posso vacinar na sexta-feira porque eu vou viajar no sábado'”, afirma a secretária.

A partir de agora, os moradores que não aceitarem o agendamento terão que assinar um termo de recusa. Em caso de negativa, um boletim de ocorrência será registrado e assinado por testemunhas.

“Essas pessoas não querem atender o agendamento e não querem atender o termo de recusa. Para essas recusas, a pessoa que fez o contato vai lavrar uma ocorrência na unidade, vai ser assinado por mais duas testemunhas e essas pessoas que estão recusando atender o agendamento, elas vão para o final da fila”, disse Rosé Mary Bueno.

Categoria: Saúde

Pouso Alegre vai receber mais de 4 mil doses contra a Covid. Foto: SRS de Pouso Alegre

A Superintendência Regional de Saúde de Pouso Alegre recebeu, na tarde desta quinta-feira (29), a 32ª remessa de vacinas contra a Covid-19 enviada pelo Ministério da Saúde ao Estado. São 24.961 doses da Pfizer, AstraZeneca e Coronavac para aplicação da primeira e segunda dose.

A distribuição para os 53 municípios que pertencem a regional de saúde começa nesta sexta-feira (30). De acordo com a planilha divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Pouso Alegre irá receber 902 doses da Pfizer, 1.664 da AstraZeneca e 1.140 da Coronavac. Um total de 3.706 doses.

O Governo de Minas informou que esse lote será destinado para aplicação da primeira dose em caminhoneiros, trabalhadores industriais e pessoas de 50 a 54 anos. Já a segunda dose será aplicada em pessoas com comorbidades e deficiência permanente, trabalhadores aeroportuários, Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas.

Porém, caso o município já tenha completado o esquema vacinal desses públicos prioritários, poderá avançar na vacinação de outros grupos. Por isso, a expectativa é que nos próximos dias a Secretaria Municipal de Saúde de Pouso Alegre amplie a imunização para uma nova faixa etária.

Neste momento, o município vacina com a primeira dose pessoas acima de 41 anos e trabalhadores da indústria. O imunizante também está sendo aplicado em quem está com o vencimento da segunda dose marcado até 31 de julho.

Vacinação em Pouso Alegre

O município já recebeu 107.874 doses de vacinas contra a Covid-19. São 77.298 unidades destinadas à aplicação da primeira dose e 30.576 para a segunda dose. Desse total, 102.693 doses já foram aplicadas (95,20%)

Desde o início da vacinação em Pouso Alegre, 76.072 moradores foram imunizados com a primeira dose ou dose única e 26.621 com as duas doses. Os dados foram atualizados na segunda-feira (26).

Isso revela que 49,87% da população já foi vacinada com ao menos uma dose, com base na estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que prevê que Pouso Alegre possui 152.549 habitantes. A segunda dose foi aplicada em 17,45% dos moradores.

Se for levado em conta a vacinação contra a Covid-19 da população adulta, esse percentual aumenta ainda mais. De acordo com a prefeitura, Pouso Alegre possui 103.699 pessoas com mais de 18 anos. Desse total, 73,36% dos moradores foram imunizados com a primeira e 25,67% receberam duas doses.

Categoria: Saúde

Durante o inverno, algumas alergias e doenças respiratórias são mais comuns por causa do tempo seco. A baixa umidade do ar faz com que a pele e as mucosas fiquem mais desidratadas, o que pode favorecer o surgimento de doenças como rinite, sinusite e conjuntivite alérgicas.

“O tempo seco prejudica muito o sistema respiratório, principalmente de bebês, idosos e pessoas alérgicas. Todo mundo pode sentir com uma maior dificuldade a respiração, ficar com as mucosas de boca, nariz mais difícil de respirar. Principalmente quando a umidade do ar está abaixo dos 40%”, explica a alergista e imunologista Alessandra Jacob.

Em tempo de pandemia da Covid-19, outra preocupação é que os sintomas de algumas doenças respiratórias são semelhantes ao do coronavírus. Como, por exemplo, nariz obstruído, crise de espirros, coriza, tosse e falta de ar. Por isso é necessário redobrar a atenção nesse período.

“Toda a pessoa que tiver qualquer sintoma que às vezes pareça ser uma quadro de rinite ou sinusite, hoje, nessa situação de pandemia, tem que procurar o atendimento médico pra fazer o diagnóstico diferencial e descartar a Covid”, destaca a alergista Alessandra Jacob.

Veja a entrevista completa