0

Toneladas de doações de Santa Rita chegam ao Norte de Minas

Confira a situação das cidades atingidas, que foram ajudadas pela população sul mineira

Nayara Andery
06/01/2022

Cidades mineiras afetadas pelas chuvas desde o final do ano receberam ajuda de várias partes do estado, inclusive do Sul de Minas. O Norte de Minas concentra a maioria dos 124 municípios que estão em situação de emergência, aponta a Defesa Civil estadual. Em Porteirinha e Salinas, cidades de cerca de 40 mil habitantes cada, a ajuda veio de Santa Rita do Sapucaí. Uma caravana da Corrente do Bem, com apoio do poder público e sociedade arrecadou e entregou mais de 7 toneladas de alimentos e itens de higiene e limpeza.

A devastação deixada nas cidades

Em vários municípios, moradores continuam a limpeza das casas, enquanto também é feita a limpeza da cidade e tentativa de reconstrução. Mas, eles nem sempre têm água potável, alimentos, água tratada e até energia elétrica. O cenário é de devastação em grande parte dos municípios que tiveram enxurradas, alagamentos e deslizamentos.

Uma das áreas destruídas pela força das chuvas, em Porteirinha. Imagem enviada pela moradora Rosa Alcântara.

Rosa Alcântara, moradora de Porteirinha, relata que “a cidade ainda está destruída e toda ajuda é bem-vinda”. Sobre a situação recente “ainda choveu nesta semana, mas, parece que está melhorando a situação (das chuvas)”. Em Salinas, vários locais, inclusive o centro da cidade ficaram destruídos pela força da natureza.

As doações que fazem a diferença para essa população

 A campanha foi realizada pela Corrente do Bem em parceria com a prefeitura e Defesa Civil. O Ginásio Alcidão virou ponto de arrecadação na semana passada, quando um caminhão levou as primeiras doações ao Norte de Minas. A segunda entrega foi nesta quarta e quinta-feira (05 e 06/01), levada por um caminhão e dois motoristas cedidos pela prefeitura e o caminhão de Carlão, caminhoneiro que se voluntariou para ajudar na ação.

Em Porteirinha, a caravana com itens básicos para as pessoas atingidas pelas chuvas era aguardada na quarta-feira (05/01), por representantes do Cafe-AD. A instituição trabalha com serviço social e destaca que o povo mineiro é um povo solidário. Representantes citam que as doações serão entregues aos que mais precisam e que há várias comunidades rurais sem água potável, que vão receber a água que veio nessas doações.

Já em Salinas, o Conselho Central ofereceu ponto de descanso e alimentação para os voluntários. Roupas, produtos de limpeza e cestas básicas que encheram um caminhão foram divididos entre o Lar Santa Clara que atende 38 idosos e famílias afetadas. “Tenham certeza, todos vocês que nos ajudaram, que as suas doações estão sendo entregues no lugar certo, na hora certa”, destaca Giácomo Costanti, coordenador da Corrente do Bem

Altalmiro da Silva, representante do Conselho Central de Salinas, lembra que mesmo na pandemia a população foi assolada pela tragédia trazida pelas águas. “Deus não tem culpa nenhuma. A culpa é nossa, dos homens, porque a natureza não perdoa, ela cobra.” Ao agradecer as doações ele se referiu também aos voluntários. “Vocês são um desses, que caminha, perde sono, enfrenta chuva na estrada, buraco, para estar servindo.”

O grupo percorreu mais de 1.000km para entregar as doações. O caminhão da prefeitura teve combustível cedido por Santa Rita. Como um caminhoneiro cedeu seu veículo e os dias de serviço, a volta dele e de voluntários depende de doações. Costanti faz um apelo, que as pessoas doem qualquer valor para ajudar a pagar o diesel do retorno. “O consumo foi maior do que o que nós esperávamos, em virtude da chuva, buracos (nas rodovias) e dificuldades na estrada.” Ele cita que as doações podem ser via Pix, chave celular, (35) 998478244.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.