0

Polícia Civil prende três pessoas por morte de agricultor em Estiva

Vítima, de 44 anos, foi encontrada pelo pai na varanda da casa no início de julho. Motivação do crime seria roubo de cerca de R$ 9 mil.

Gabriella Starneck
17/08/2021

A Polícia Civil concluiu o inquérito que investigava a morte de um produtor rural, de 44 anos, no distrito Pantano dos Rosas, em Estiva. A suspeita, inicialmente, era de homicídio. Porém, a polícia identificou indícios de latrocínio, roubo seguido de morte, que levaram a prisão de três suspeitos.

O crime aconteceu no dia 5 de julho. Marciano Joaquim da Silva foi encontrado com diversos ferimentos – incluindo cortes e perfurações causadas por disparos de arma de fogo. O pai da vítima, um senhor de 80 anos, foi quem encontrou o filho na varanda do sítio e foi até a casa de uma irmã pedir ajuda.

De acordo com a polícia, dois dos suspeitos haviam saído do Estado durante as investigações. Com isso, foi expedida a prisão preventiva dos mesmos. Um dos suspeitos, de 23 anos, foi preso no dia 22 de julho na cidade de Piracanjuba (GO). Já um outro, de 19 anos, foi preso no dia 28 de julho em Maurilândia do Tocantins (TO). O terceiro suspeito, de 34 anos, foi preso em Estiva no dia 20 de julho.

Ainda conforme a polícia, a motivação do crime seria o roubo de uma quantia em dinheiro, de cerca de R$ 9 mil, e durante a ação houve o homicídio. “Ao longo das investigações nós apuramos que na verdade foi um latrocínio. Há indícios veementes nos autos de que os autores praticaram o crime com a intenção de subtrair bens na casa da vítima. Esses três autores estão presos”, explica a delegada da Comarca de Estiva, Renata Brizzi.

A Polícia Civil solicitou que os presos, que estão em outros estados, sejam transferidos para Minas Gerais, onde ficarão à disposição da Justiça. O Inquérito Policial foi concluído e remetido à Justiça nesta terça-feira (5).

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.