0

Câmara aprova e prefeito sanciona lei que doa terreno à PM para construção do Colégio Tiradentes

Projeto foi votado em sessão extraordinária nesta quinta (06). Polícia Militar, que administra o colégio, terá dois anos para construção da escola, ao lado do Parque Municipal..

Magson Gomes
06/05/2021

Prefeito sanciona doação de terreno para PM. Foto: Ascom prefeitura

A Câmara Municipal de Pouso Alegre aprovou, nesta quinta-feira (06), durante sessão extraordinária, o projeto de lei que permite a prefeitura doar um terreno de quase 10 mil m² ao Estado de Minas Gerais para a construção da sede própria do Colégio Militar Tiradentes.

Representantes da Polícia Militar e o prefeito Rafael Simões acompanharam a votação. O coronel Lucas Pinheiro Neto, Comandante 17ª RPM, fez um agradecimento na tribuna da Câmara.

O prefeito Rafael Simões disse que era um compromisso seu em fazer essa doação e que o projeto não atende apenas o Colégio Tiradentes. “Esse terreno foi doado ao Estado de Minas Gerais para que o Colégio Tiradentes, administrado pela Polícia Militar, possa lá construir uma escola. Ele atende a vários interesses: Dar uma casa própria ao Colégio Tirantes que é referência em educação para o nosso país, é um exemplo para ser seguido. A medida que estamos dando uma casa nova, com terreno mais amplo, temos a possibilidade que esse colégio atenda filho de civis. Isso vai ser muito importante, a metodologia lá utilizada é a que nos pais e nossos avós e nossos professores lá atrás utilizavam: do respeito, disciplina e comprometimento, que foram se perdendo no caminhar”, afirmou Simões.

Na terça-feira a Câmara aprovou a primeira etapa do projeto para permitir a doação do terreno, que fica junto ao Parque Municipal, no bairro Jardim Floresta. A área doada ficava entre duas áreas verdes. Houve uma mudança, unindo as duas áreas verdes e deixando a área do município no início do trecho.

O prefeito respondeu às críticas de que o terreno estaria dentro de área de preservação ambiental por estar inserido na área de amortecimento do Horto Florestal. “Ao contrário do que disseram aqui, o meio ambiente está ganhando. Nós teremos lá o colégio militar, esses jovens poderão fazer cursos de biologia, nós estaremos trazendo a sociedade para defende o meio ambiente.

O projeto foi sancionado ainda no plenário da Câmara, se tornando a lei Municipal número 6.391, que autoriza a doação de terreno ao Estado de Minas Gerais para fins de construção da sede próprio do Colégio Tiradentes. O prazo para a construção da sede da escola com ensino fundamental e médio é de dois anos.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.