0

Prefeito de PA se reúne com representantes do comércio para tratar de medidas contra a pandemia

Diante do aumento de casos de Covid, Rafael Simões afirma que, neste momento, comércio de Pouso Alegre permanecerá aberto e pede conscientização da população. Caso contrário, novas medidas serão adotadas.

Magson Gomes
10/03/2021

O prefeito de Pouso Alegre, Rafael Simões (DEM), se reuniu, nesta terça-feira (09), com representantes do comércio para tratar de um possível fechamento das atividades não essenciais na cidade, após o Ministério Público orientar medidas restritivas na cidade.

Neste momento, afirmou o prefeito, todo o comércio permanecerá funcionando, conforme última liberação. No entanto, Simões voltou a pedir a conscientização da população contra abusos às medidas de segurança em relação à Covid-19. “Caso contrário, a prefeitura terá que tomar medidas mais duras”, enfatizou Simões.

Em janeiro, a prefeitura já havia decretado o fechamento das atividades não essências por 11 dias. A medida também havia sido adotada no início da pandemia, no ano passado. Porém, Rafael Simões destacou que nenhuma medida desse tipo será adotada para que a população se conscientize da necessidade de cumprir as normas contra a disseminação da Covid.

Participaram do encontro realizado na prefeitura, o presidente da Associação do Comércio e Indústria de Pouso Alegre (Acipa), o médico Ibrahim Elias Kallás, o presidente do sindicato dos bares e restaurantes, Marco Antônio Dias, o diretor da Acipa, Omar Furtado, além do vice-prefeito Cel Dimas Fonseca.

“Eu entendo que já tomamos essa atitude por duas vezes e criamos uma situação muito delicada para os comerciantes e para os comerciários. Em razão disso, nós estamos aqui numa reunião onde eu estou pedindo à associação comercial e ao sindicato de que faça a conscientização dos comerciantes da necessidade de nós coibirmos os abusos”, disse o prefeito em vídeo gravado na reunião.

Rafael Simões comentou que no último final de semana foram registrados diversos abusos pela cidade, com pessoas indo para as ruas, em desrespeito às normas de segurança estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “Fomos notificados pelo Ministério Público numa orientação de que nós deveríamos trazer restrições ao comércio local”, disse o prefeito.

“Os casos de Covid vem aumentando demais. Nós estamos com os leitos superlotados. E precisamos tomar uma ação. Sabemos da importância de ter um equilíbrio da economia com a saúde. Mas a vida vem em primeiro lugar”, ponderou.

O prefeito reforça o pedido de conscientização e afirma que, em caso de repetição dos abusos de falta de isolamento social, a prefeitura terá que tomar medidas mais duras. “As quais eu não quero tomá-las. Mas, infelizmente, nós precisamos da conscientização da população”.

O prefeito de Pouso Alegre também lembrou que há uma nova mutação do coronavírus, onde os jovens também estão sujeitos às complicações da doença.

“Vivemos momentos difíceis. Há uma mutação no vírus. Ele está pegando agora os jovens. E nós precisamos cuidar de todos. A prefeitura, por si só, não é capaz de fazer todos as ações necessárias para inibir esses abusos. Nosso momento é de isolamento, distanciamento. Não podemos deixar nossa economia quebrar por falta de responsabilidade”, finaliza.

CASOS DE COVID EM POUSO ALEGRE

Conforme os dados do último boletim epidemiológico da prefeitura, divulgado nesta terça-feira (09), Pouso Alegre chegou a 110 mortes por Covid desde o início da pandemia. O total de moradores contaminados subiu para 7.587. Atualmente, são 275 pacientes já confirmados com o vírus que estão em acompanhamento, cumprindo isolamento domiciliar ou internadas em hospitais. Os recuperados, após pegar a doença, está em 7.202.

O número de pessoas internadas em hospitais de Pouso Alegre aumentou 91 no total. São 61 pacientes internados em leitos clínicos e 30 em leitos de UTI. São 31 moradores de Pouso Alegre internados em leitos clínicos e 30 são pessoas de cidades vizinhas. Na UTI são 17 moradores locais e 13 de pacientes de municípios que têm Pouso Alegre como referência.

O boletim divulgado pela prefeitura informa que foram disponibilizados novos leitos hospitalares para o tratamento de pessoas contaminadas com a Covid. São 20 novas vagas de leitos clínicos, passando de 60 para 80. E mais seis leitos de UTI, aumentando de 32 para 38 leitos.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.