0

Bombeiros retomam buscas por criança que teria sido jogada em rio pelo pai

Magson Gomes
25/02/2021

O rapaz, de 21 anos, foi encontrado morto às margens do rio Sapucaí, no município de Silvianópolis. Próximo ao corpo havia um sapatinho da menina, que tinha sido levada da casa da mãe no dia anterior

O Corpo de Bombeiros retomou, na manhã desta quinta-feira (25), as buscas pela menina de 1 ano e 9 meses que está desaparecida desde a manhã de ontem (24) em Silvianópolis, no Sul de Minas, região de Pouso Alegre.

A suspeita é que o pai da criança tem jogado a filha no rio Sapucaí, zona rural do município. O corpo de Wallace Prado, de 21 anos, foi encontrado ontem à tarde, no bairro rural Barro Preto, que liga Silvianópolis a Careaçu. Segundo a polícia, o rapaz se enforcou.

Dentro do carro do rapaz foi encontrado um sapatinho da filha dele. O outro sapatinho estava na beira do rio Sapucaí, a poucos metros do ponto escolhido pelo rapaz para se matar. A suspeita da polícia é que o pai tenha jogado a filha no rio.

Os bombeiros fizeram buscas durante toda a quarta-feira no rio Sapucaí, usando as técnicas de mergulho livre e mergulho equipado com cilindro de ar, mas a criança não foi encontrada. O trabalho de busca foi retomado às 07h da manhã de hoje.

Pai pegou a criança na casa da mãe

Um tio da menina Lara Sophia, que conversou com a nossa reportagem, contou que Wallace pegou a filha na noite de terça-feira (23) na casa da mãe, em Turvolândia, cidade vizinha, dizendo que iria levar a filha para a casa da avó, em Silvianópolis.

Aquela seria a primeira noite que Wallace estava saindo de casa depois da companheira pedir a separação, contou o tio da criança. O casal estava junto a cerca de três anos. Ainda na noite de terça, o rapaz ligou para a mãe da criança, questionando se ela estava decidida terminar o relacionamento.

Quando o dia clareou, a mãe ligou para saber da filha. Mas não teve nenhuma notícia da menina, nem do paradeiro de Wallace. Ela registrou um boletim de ocorrência na Polícia Militar e as buscas pelos dois desaparecidos.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.