0

Polícia Civil prende quadrilha suspeita de furtar gado na região de Pouso Alegre

Magson Gomes
17/02/2021

Segundo investigação, criminosos furtaram mais de 400 cabeças de gado nos últimos meses em seis municípios da região.

Nessa semana, quatro homens tinham sido presos em flagrante numa tentativa de furto, quando o caminhão ficou atolado na fazenda. Foto: PMMG

A Polícia Civil prendeu três suspeitos de diversos furtos de gado na região de Pouso Alegre, Sul de Minas, durante a ‘Operação Nelore’, realizada nesta terça-feira (16). A quadrilha agiu em, pelo menos, seis municípios e furtou cerca de 400 cabeças de gado nesses últimos meses.

Diversos furtos de gados na região podem ser atribuídos a esta associação criminosa, entre eles, o que ocorreu em São Gonçalo do Sapucaí, em janeiro deste ano, quando foram levadas 46 cabeças de gado. Também podem estar envolvidos nos crimes em Cambuí, Pouso Alegre, Careaçu, Munhoz e São Sebastião da Bela Vista.

Após as investigações, os policiais civis identificaram e localizaram os suspeitos nas cidades de Santa Isabel, Nazaré Paulista e Igaratá, todas do interior de São Paulo.

Os mandados de prisão foram cumpridos e encontrados os suspeitos de 37 anos, 44 anos, e 45 anos, nas próprias residências. Com um deles ainda foi apreendida uma arma de fogo longa, calibre 36. Os presos foram levados para o presídio de Santa Rita do Sapucaí.

O delegado Regional de Pouso Alegre, Renato Gavião, fala da investigação e afirma que a operação terá novas fases para prender mais integrantes da quadrilha. VEJA NO VÍDEO:

Além deles, nesta segunda, um dos suspeitos de envolvimento com a quadrilha, de 24 anos, foi preso em flagrante na cidade de Minduri, também Sul de Minas. Outros três homens que estavam na tentativa de furto a gado numa fazenda de Minduri também foram presos.

Os indivíduos arrombaram a porteira da fazenda e do curral, subtraindo cinco sacos brancos de sal, com a finalidade de alimentar e orientar os gados a entrarem no caminhão. De acordo com o solicitante, o caminhão ficou atolado na lama da fazenda e os autores não conseguiram finalizar o furto dos gados.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.