0

Mais de 30 locais foram fechados em Pouso Alegre por desrespeito às regras contra a pandemia, diz prefeitura

Terra do Mandu
27/07/2020

Vigilância Sanitária recebeu mais de 600 denúncias de irregularidades. Veja abaixo como denunciar.

A Prefeitura de Pouso Alegre informou, nesta segunda-feira (27), que 36 estabelecimentos comerciais foram interditados na cidade por descumprimento às regras de prevenção da pandemia da Covid-19.

Conforme a administração municipal, a Vigilância Sanitária apurou, até o momento, 650 denúncias de irregularidades quanto ao desrespeito às medidas de segurança contra o novo coronavírus.

Diante das irregularidades apresentadas, 32 bares foram interditados (dos quais 10 ainda não regularizaram a situação e permanecem fechados), três igrejas foram fechadas e continuam interditadas e um restaurante foi fechado, mas se readequou e voltou a funcionar.

Um dos locais, como mostra foto enviada pela prefeitura, mostra aglomeração de pessoas em frente a um bar e lanchonete. Apesar do aviso para o uso de máscara, ninguém usava a proteção.

Pessoas se aglomeram e não utilizam máscara em Pouso Alegre. Foto: reprodução prefeitura

No início do mês, durante uma das fiscalizações, um homem, que seria clientes de um dos bares interditados, desacatou uma fiscal da vigilância. Visivelmente embriagado, ele ofende a mulher com palavras de cunho sexual, enquanto sobe em uma moto.

Conforme o decreto do último dia 25, bares só podem funcionar até às 22h de domingo a quinta-feira, e até às 23h às sextas-feiras e sábados.

Como denunciar

Em caso de não cumprimento das medidas de segurança exigidas em decorrência da pandemia, as denúncias podem ser feitas através do telefone (35) 3449-4210. As denúncias para a Vigilância Sanitária são apenas para estabelecimentos de saúde ou de interesse à saúde.

Já em caso de aglomerações em vias e/ou espaços públicos as denúncias devem ser encaminhadas ao setor de Posturas pelo telefone (35) 3449-4076 ou 3449-4991

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.