0

PM acaba com 14 festas clandestinas durante pandemia da Covid-19 na região de Pouso Alegre

Magson Gomes
21/07/2020

No fim de semana os policiais interromperam duas festas raves, com mais de 100 pessoas em cada uma. Seis pessoas foram conduzidas à delegacia.

Festa rave interrompida no fim de semana em Pouso Alegre – Foto: PMMG

Desde o início das restrições de eventos devido à pandemia da Covid-19 a Polícia Militar acabou com 14 festas clandestinas realizadas em Pouso Alegre e cidades que fazem parte do 20º Batalhão da PM. Somente em Pouso Alegre foram sete festas interrompidas pelos policiais.

Nesse fim de semana os PMs foram a duas festas raves que eram realizadas no bairro Brejal, zona rural de Pouso Alegre, e bairro Jardim Jatobá, região do São Cristóvão. Segundo a polícia, havia mais de 100 pessoas em cada uma das festas.

Ao todo, seis pessoas foram conduzidas à delegacia de Polícia Civil como responsáveis pelas festas. Entre os conduzidos, um casal foi detido por tráfico de drogas. A polícia informou que um dos conduzidos é suspeito de realizar diversas festas em Pouso Alegre.

Nesses locais foram encontrados 11 pinos de cocaínas, cinco buchas de maconha e R$ 101 em dinheiro. A PM determinou o encerramento das festas e os presos para Delegacia de Polícia Civil. Foram lavrados dois Termos Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Drogas apreendidas durante festa clandestina em Pouso Alegre. Foto: PMMG

Desde o início da pandemia da Covid-19 a PM faz prisões de organizadores de bailes e festas que estão desrespeitando as normas e medidas de segurança de combate à pandemia.

A PM afirma que a fiscalização será intensificada contra a perturbação do sossego, uso irregular de som automotivo, com multas e condução dos responsáveis.

As denúncias de festas clandestinas podem ser feitas junto ao Procon Municipal pelos telefones 3449-4932 e 3449-4315. Já para as denúncias de perturbação do sossego e festas com grande aglomeração de pessoas o 190 continua à disposição da população.

Igreja também interditada em Pouso Alegre

Fiscais da Vigilância Sanitária interditaram uma igreja evangélica que realizava culto com presença de mais de 40 fiéis.

De acordo com o último decreto municipal que regulamenta as medidas de combate ao novo coronavírus, estão proibidos eventos públicos e particulares com mais de 20 pessoas presentes.

Igreja é interditada por realizar culto com mais de 40 pessoas. Foto: reprodução

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.