0

Amigos se unem para revitalizar espaço do Cristo em Pouso Alegre

Magson Gomes
21/04/2020

Além da limpeza e pintura do entorno do ponto turístico, os voluntários instalaram placas de sinalização no percurso. A estátua do Cristo completa 20 anos no fim deste ano e apresenta trincas e já perdeu partes do concreto.

Prestes a completar 20 anos da inaugurado, Cristo Redentor de Pouso Alegre segue em situação de abandono.

Com sete quilômetros de trilha sinuosa, a partir do bairro São João, o caminho até o monumento é usado para lazer e práticas esportivas. Quando chegam ao mirante, os visitantes encontram muita sujeira, pichações e partes quebradas.

Esse grupo de amigos decidiu intervir. Eles se uniram para limpar e pintar parte do ponto turístico.

A iniciativa partiu do personal trainer e professor de artes marciais Hiromi Matsumoto, que convocou seus amigos atletas, empresários e pessoas da comunidade para a ação.

“Sempre pratiquei atividades esportivas aqui, gosto muito de subir por essa trilha correndo. Além de toda a beleza do lugar, o ar puro e toda essa natureza fazem o percurso mais atrativo, nos dá muita paz interior”, diz o professor.

Construído para ser o principal ponto turístico da cidade, o projeto de infraestrutura para o espaço nunca saiu do papel. O mirante, com 1.200 metros de altitude, teria lanchonete, sanitários, estacionamento, rampa para voo livre. Mas, só está de pé o monumento de 33 metros de altura, o terceiro maior do Brasil.

Estátua danificada

Se nada for feito, nem a estátua ficará assim por muito tempo de pé. Fotos tiradas com drone mostram que partes do concreto já despencaram e as trincas se espalham.

O topo da cabeça e um dedo da estátua perderam partes do concreto. Foto: Lincoyán Fernando Reyes Olate

A imagem do Cristo é cercada por muito verde, com remanescente de Mata Atlântica que segue até o Parque Municipal, fazendo divisa com a área que pertence ao Exército. A vista lá de cima impressiona.

Além da pintura e limpeza do entorno da estátua, os voluntários também instalaram placas sinalizando o trajeto até o Cristo. Placas com as estações da Via Sacra foram colocadas para a celebração da Semana Santa, que não ocorreu devido a pandemia Covid-19.

O grupo de amigos afirma que a intenção não só a limpeza, mas também orientar os usuários que conservem o local limpo para o a prática de esportes e também como ponto turístico.

Placas instaladas no percurso até o Cristo. Foto: reprodução

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.