0

Polícia Federal assume investigação de ataque à agência da Caixa em Pouso Alegre

Magson Gomes
20/05/2019

Cofres que ficam no segundo andar foram explodidos. Até o início da noite desta segunda ninguém tinha sido preso. Agência ficará fechada sem previsão para ser reaberta.

No fim da tarde desta segunda-feira (20) homens do Esquadrão de bomba do BOPE, Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar de Minas Gerais, estiveram na agência da Caixa atacada na madrugada. A quadrilha deixou uma bolsa no hall principal da agência e a suspeita era que fosse um explosivo. A suspeita não se confirmou. Eram outros objetos deixados pelo bando.

Já no segundo andar da agência, onde ficam os cofres explodidos pelos bandidos, o BOPE encontrou explosivo sem ser detonado.

A Polícia Federal também esteve na agência e assumiu o caso, como explica NO VÍDEO o delegado Cristiano Elói.

A perícia da polícia federal ainda será feita na agência, para depois o prédio ser liberado para os serviços de reparo e reconstrução e não há previsão para o banco voltar a funcionar.

A ação do bando

Os criminosos agiram por cerca de uma hora. Imagens gravadas por moradores mostram os tiros e explosões. Durante a ação, os criminosos paravam quem passava pela Avenida Perimetral e os fazia de reféns. Até um ônibus de passageiros foi rendido pelos bandidos. Imagens de uma loja mostram as pessoas caminhando em direção à rotatória que fica a poucos metros da agência que estava sendo atacada.

Enquanto alguns criminosos mantinham as pessoas reféns, outros circulavam no entorno pelo Centro de Pouso Alegre, dando mais tiros, danificando câmeras de segurança. Aqui, o bandido usa o fuzil para mudar a direção da câmera.

Imagens mostram o bando indo embora da cidade, em comboio. As cápsulas de balas de fuzis e metralhadoras ficaram espalhadas pelas calçadas. Segundo o comandante da 17ª Região da Polícia Militar, coronel Oterson Nocelli, cerca de 20 homens participam da ação em Pouso Alegre.

O alvo dos bandidos não eram os caixas eletrônicos, que ficaram intactos. O objetivo deles eram os cofres que ficam no segundo andar da agência, incluindo o cofre de penhor, onde ficam joias. De acordo com o sargento do BOPE, os criminosos conseguiram arrombar os compartimentos.

Ainda de acordo com o coronel Oterson, os criminosos fugiram sentido estado de São Paulo. Dois veículos usados pelos bandidos foram abandonados no meio de um cafezal no município paulista de Santo Antônio do Jardim.

SEM PRESOS

Até o início da noite não havia pessoas presas. Suspeitos foram detidos no interior de São Paulo para averiguação. Mas, segundo a PM, são pessoas envolvidas em outros tipos de crimes e não têm relação com o ataque em Pouso Alegre

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.