0

Prefeito sanciona Lei de desapropriação do Campo da Lema para construção de UPA

Magson Gomes
20/03/2018

Um dia após a Câmara de vereadores aprovar a autorização para a prefeitura de Pouso Alegre, Sul de Minas, negociar a desapropriação do Campo da Lema, o prefeito Rafael Simões (PSDB) já sancionou a Lei Nº 921/2018 que garante a conclusão do negócio. A área de mais de 8 mil m² que fica ao lado do Hospital das Clínicas Samuel Libânio, na Rua Comendador José Garcia, será utilizada pela prefeitura para a construção de uma Unidade de Pronta Atendimento (UPA). Segundo o prefeito, uma parte será destinada para ampliação do HCSL.

O Campo da Lema na verdade pertence ao Pouso Alegre Futebol Clube que receberá R$ 14,9 milhões pela negociação com o município. Parte será paga com um terreno às margens da BR-459, avaliado em R$ 6 milhões, outra parte (R$ 900 mil) será abatida em dívidas fiscais do clube, e os R$ 8 milhões serão pagos em parcelas pela prefeitura. Cerca de 2 mil m² da área do imóvel da Comendador continuará com o PAFC.

Segundo a prefeitura, a perspectiva é que a UPA atenda, diariamente, cerca de 300 pessoas. A localização da nova Unidade de Pronto Atendimento possibilitará a integração da rede de atenção básica à saúde ao principal hospital da cidade e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) é responsável pelo projeto executivo, que atenderá todas as normas do Ministério da Saúde.

O prefeito agradeceu o apoio dos vereadores que apreciaram o projeto em segunda votação durante sessão extraordinária realizada nesta segunda-feira. “Quero deixar meu agradecimento particular aos que tiveram a sensibilidade de votar em prol de algo que será tão importante para quem mais precisa e carece de um atendimento digno na área da saúde. Meu muito obrigado a todas as pessoas que apoiaram este grande projeto para Pouso Alegre e Sul de Minas”. Vídeo divulgado pela Ascom da prefeitura:


 [metaslider id=”4967″]

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

TV Terra do Mandu