Categoria: Região

Simulado é realizado na manhã desta terça com o objetivo de treinar equipes em casos de acidentes com interdição total no trecho.

Fluxo está sendo desviado pela pista norte e segue no fluxo contrário. Foto: reprodução

A concessionária Arteris Fernão Dias e a Polícia Rodoviária Federal realizam, na manhã desta terça-feira (10), um simulado de interdição total da rodovia no sentido São Paulo. A operação é feita entre os quilômetros 921 ao 922, próximo a Camanducaia.

Segundo a concessionária, o objetivo é capacitar e integrar as equipes para atuarem em eventos de grande complexidade. O simulado do plano de contingência (desvio operacional) tem a finalidade de garantir maior fluidez do tráfego nos acidentes com interdição total de pista.

No trecho é simulado um acidente na região de Camanducaia, que resulta na interdição total de pista no km 921, sentido São Paulo. Equipes da Arteris Fernão Dias, com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), fazem a operação reversível.

Na altura do km 920+700, o tráfego será desviado para o sentido sul na pista norte, retornando para a pista sul no segundo acesso no km 922+800.

“Nosso intuito é averiguar quanto tempo é necessário para viabilizar a abertura do desvio operacional, além de analisar a sua eficácia dentro do plano de contingência”, explica o gerente de operações, Edivaldo Braga.

Serviço:

Simulado do plano de contingência (desvio operacional)

Data: 10 de dezembro

Local: km 921, sentido São Paulo

Horário: a partir das 9h até às 12h.

Categoria: Região

Arsenal inclui armas de diversos calibres. Segundo o promotor do Gaeco, as armas eram comercializadas para criminosos que praticam assaltos em Pouso Alegre e região. Até munição para fuzil foi apreendida. As investigações duraram cinco meses.

Parte do arsenal apreendido pelo Gaeco. Foto: Gaeco Pouso Alegre

Nesta quinta-feira (28), o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou uma operação de combate à posse e ao comércio ilegal de armas de fogo. Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em Pouso Alegre e outras quatro cidades da região.

Durante a operação foram apreendidas 69 armas de fogo de diversos calibres, sendo longas e curtas, carregadores e munições. Sete pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal e possível comercialização dessas armas e munições. A operação foi realizada em Pouso Alegre, Monte Sião, Ipuiuna, Conceição dos Ouros e São João da Mata.

De acordo com o promotor de justiça Fabiano Laurito, coordenador do Gaeco unidade Pouso Alegre, as investigações duraram cinco meses. “No curso das investigações de roubos ocorridos em Pouso Alegre e região, detectamos que havia um comércio ilegal de armas que estavam indo parar nas mãos de criminosos. A partir disso, iniciamos as investigações e conseguimos fazer as apreensões de hoje”’, conta o promotor.

Ainda segundo o promotor de justiça, algumas dessas pessoas que estariam vendendo armas se passavam por atiradores, inclusive com registro para a atividade. “Mas isso era um pretexto para comercializar armas, fazer contatos. O objetivo da ação do Gaeco é retirar essas armas de circulação e impedir que caia nas mãos de bandidos”, explicou.

Entre as armas apreendidas estão espingardas, cartucheiras, carabinas, revólveres e pistolas. Tem ainda sete carregadores, dois silenciadores e diversas munições, incluindo munição de fuzil.

Os presos e o material apreendido foram encaminhados para as delegacia da Polícia Civil em Pouso Alegre e Monte Sião.

A operação envolveu 50 policiais militares e um promotor de justiça.

Categoria: Região

Não teve vítima nesse acidente. Ainda nesta quarta, outros dois acidente na Fernão Dias, no trecho do Sul de Minas, deixaram trânsito fechado, uma vítima fatal e uma vítima com ferimentos grave.

Ônibus pegou fogo no km 915, em Camanducaia. Sem feridos. Foto: Adélia Oliveira

Um ônibus pegou fogo na rodovia Fernão Dias, na manhã desta quarta-feira (27). O acidente ocorreu no km 915, no sentido São Paulo, próximo a Camanducaia. De acordo com a concessionária Arteris Fernão Dias, apenas o motorista estava no veículo. Ele conseguiu sair sem ferimentos. O veículo é de uma empresa de turismo.

O Corpo de Bombeiros de Extrema foi acionado para combater as chamas. O trânsito chegou a ser interditado por alguns minutos devido o volume de fogo e fumaça. O ônibus ficou totalmente destruído. O trânsito no local já foi liberado.

MAIS ACIDENTES COM VÍTIMAS

Ônibus bate em traseira de caminhão no km 817, em Careaçu. Motorista fica ferido. Havia 35 passageiros no ônibus, todos sem ferimentos. Foto: Redes sociais

Ainda nesta quarta-feira, outros dois acidentes graves deixaram o trânsito fechado na Fernão Dias, no trecho do Sul de Minas.

No km 817, em Careaçu, no sentido SP, um ônibus da viação Gontijo se chocou na traseira de um caminhão. O motorista do ônibus ficou presou nas ferragens e foi levado, em estado grave, para o Hospital das Clínicas Samuel Libânio, em Pouso Alegre.

Havia 35 passageiros no ônibus. Nenhum deles precisou de atendimento médico no hospital. O trânsito no local já foi liberado.

Na madrugada, no km 763, em Três Corações, sentido BH, uma carreta bateu na traseira de outra carreta que transportava botijões de gás. O motorista da carreta de trás morreu no local do acidente.

O trânsito no trecho ficou fechado e o congestionamento passou dos 11 quilômetros. Trânsito segue lento no local.

Carreta bate na traseira de outra carreta no km 763, em Três Corações. Motorista dessa carreta morreu no local. Foto: redes sociais

Categoria: Região

Defensor da causa animal organiza pedido e justifica danos aos animais e pessoas idosas, autistas… Após colher assinaturas, o documento será encaminhado ao prefeito da cidade requerendo substituição nas festividades públicas da queima dos fogos com barulho por fogos artificiais silenciosos.

Analista fiscal que organiza abaixo-assinado criou abrigo para mais de 200 animais, maioria são cães. Foto: reprodução

Um abaixo-assinado online está em andamento em Itajubá, Sul de Minas, para pedir o fim da queima dos fogos de artifício com barulho nas festividades realizadas pela prefeitura, como a do fim do ano. A petição popular solicita a substituição por fogos de artifício silenciosos.

Quem organiza a mobilização é o analista fiscal Sílvio Vieira, defensor da causa animal. Segundo ele, apesar dessa prática ser apreciada por alguns, ela pode causar danos irreversíveis às pessoas, animais e ambiente. O analista ainda lembra que outras cidades brasileiras e até do Sul de Minas já adotaram a medida.

Sílvio iniciou, há quatro anos, um trabalho de resgate e cuidado de animais abandonados na cidade. O local abriga, atualmente, pouco mais de 200 animais, a maioria cães.
“Nos animais, o barulho dos fogos com estampido causam estresse, ansiedade e até ataques cardíacos”, justifica o analista na petição.

O documento também ressalta que a queima de fogos incomoda idosos em asilos, crianças de colo e, principalmente, pessoas com autismo.

Até o momento, o abaixo-assinado online está com cerca de duas mil assinaturas. Depois de conseguir um volume maior, o documento será encaminhado análise do prefeito de Itajubá, Rodrigo Rieira (MDB).

“O motivo principal da iniciativa é dar voz a quem não tem, quem sofre sem poder reclamar. Os animais são diretamente afetados por essa prática, sem falar nas crianças autistas e nos idosos. Não quero com isso atrapalhar a festa de ninguém, já que existem fogos sem estampido, seria apenas uma substituição”, destaca o analista fiscal.

A petição pública pode ser assinada aqui: abaixo-assinado sobre queima de fogos de artifícios.

Categoria: Região

Polícia foi chamada para atender o que teria sido um acidente, mas percebeu várias perfurações por arma de fogo no corpo da vítima. Ninguém foi preso, até o momento.

Corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Pouso Alegre. Foto: reprodução Rádio Difusora Ouro Fino

Um entregador de gás, de 42 anos, foi morto a tiros na zona rural de Inconfidentes. O crime foi na tarde deste sábado (23), numa estrada que liga os municípios de Inconfidentes e Ouro Fino.

De acordo com a Polícia Militar, houve um chamado para atender uma ocorrência que seria de acidente de trânsito na estrada rural. Ao chegar no local, os policiais encontraram a vítima caída ao lado da moto, que puxava uma carretinha com botijões de gás. Os policiais perceberam que o homem já estava sem os sinais vitais e havia, pelo menos, sete perfurações no corpo provocadas por arma de fogo.

A vítima foi identificada como José Benedito de Pádua, de 42 anos, natural de Ouro Fino. Segundo a PM, ele não tinha passagens por crimes.

A perícia da Polícia Civil esteve no local para recolher possíveis provas contra o autor do crime. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Pouso Alegre.

Até o momento, ninguém foi preso pelo crime.

Homem é morto a tiros em estrada que liga Inconfidentes a Ouro Fino. Foto: reprodução Rádio Difusora de Ouro Fino

Categoria: Região

Mobilizações também ocorreram em outras cidades de Minas em busca do apoio da população para abaixo-assinado em favor do Sistema Comércio.

Mobilização da campanha Eu Valorizo, em Pouso Alegre. Foto: Magson Gomes/Terra do Mandu

Nesta terça-feira (19), atos em defesa do Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac foi realizado em diversas cidades de Minas Gerais e do Brasil.  Essas instituições atuam no aprimoramento de mão de obra, amparo à saúde, cultura e esporte, entre outros benefícios, e correm o risco de perder recursos federais que inviabilizariam essa prestação de serviços.

O ‘Dia S’ é um desdobramento da campanha “Trabalho que valoriza o Brasil”, lançada em outubro pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A ação visa consolidar a atuação da Fecomércio, Sesc e Senac em todo o Brasil, incentivando à população a aderir a um abaixo-assinado em apoio às atividades do Sistema Comércio. O objetivo é coletar 1 milhão de assinaturas no Brasil.

Em Pouso Alegre funcionários do Sistema participaram da mobilização, saindo em caminhada pela Avenida Dr Lisboa até a Praça Senador José Bento, onde concentraram as atividades durante a tarde.

Enquanto eram oferecidos serviços de massagem pelo Senac e avaliação física pelo Sesc, as pessoas eram convidadas a participar do abaixo-assinado de apoio às instituições.

VEJA A LIVE DO TERRA DO MANDU NO LOCAL COM OS DIRETORES DO SENAC E SESC:

Campanha Eu Valorizo do Sistema Fecomércio MG

Mobilização em defesa do Sistema Fecomércio MG, Senac e Sesc em Pouso Alegre.

Posted by Terra do Mandu on Tuesday, 19 November 2019

 O Sistema Comércio em Minas

Integrados ao Sistema Fecomércio MG, o Sesc e o Senac em Minas são responsáveis por milhões de atendimentos desde 1946 – ano de criação das entidades – e pela geração de milhares de empregos diretos e indiretos em sete décadas de funcionamento.

Presente em todas as regiões do Estado, o Sesc em Minas conta com 27 unidades fixas e 11 unidades móveis. Com essa estrutura, a instituição acolheu, em 2018, 4,1 mil alunos desde à alfabetização até o reforço no contraturno escolar. Além disso, destacou-se pela quantidade de atendimentos de saúde: quase 460 mil em unidades fixas e empresas, mais 101 mil nas unidades móveis, que contemplam projetos como Sesc Saúde Mulher, OdontoSesc e MedSesc Oftalmologia.

Já o Senac em Minas, em 2018, ofereceu a 113 mil alunos de 169 municípios mineiros mais de 173 cursos presenciais, desde a formação inicial básica até o ensino superior, além de palestras e workshops. Esse portfólio diverso só foi possível graças a vasta estrutura da instituição, que reúne 40 unidades educacionais; o Hotel Escola Senac Grogotó e a Pousada Escola Senac Tiradentes; três restaurantes-escola; e 12 carretas-escola Senac Móvel, que circulam pelo Estado para ofertar cursos profissionalizantes.

Categoria: Região

De famílias tradicionais de Borda da Mata, Marcela Brandão morreu no local do acidente, Maysa Marques faleceu no hospital de Salvador. Outra vítima fatal da queda do avião foi o ex-piloto de Stock Car Tuka Rocha. Outras sete pessoas estão internadas. Os corpos de Marcela e Maysa ainda estão na Bahia.

Maysa e Marcela viajam com maridos e amigos. Foto: reprodução Instagram

As irmãs Marcela Brandão Elias, de 37 anos, e Maysa Marques Mussi, de 32 anos, vítimas fatais da queda de um jato executivo em Maraú, no Sul de Bahia, são filhas de um casal de Borda da Mata, no Sul de Minas. Os pais, de famílias tradicionais na cidade, são o conceituado publicitário Orlando Marques e Jurema Brandão. A família vivia em São Paulo.

Marcela e Maysa também são netas do ex-prefeito de Borda da Mata, Didi Brandão.

O acidente aéreo ocorreu na quinta-feira (14), quando descia na pista de pouso de um resort de luxo que está desativado. A aeronave pegou fogo após a queda. Marcela, que era jornalista, morreu no local do acidente. A irmã Maysa morreu no sábado (16), em um hospital de Salvador.

Jatinho pegou fogo após queda. Foto: Dudu Face/Camamu Notícias

Os corpos de Macela e Maysa ainda estão na Bahia. As duas devem ser sepultadas em São Paulo.

Outra vítima fatal do acidente foi o ex-piloto de Stock Car Tuka Rocha. Outras sete pessoas que estavam no jatinho permanecem internadas em hospitais de Salvador.

Mais sobre Marcela e Maysa

Marcela era formada em jornalismo e trabalhava em uma assessoria de imprensa especializada em moda, beleza e cultura, em São Paulo. Aos 37 anos a relações públicas viajava acompanhada do marido, o empresário Eduardo Trajano Elias, 38 anos, e o filho Eduardo, de 6 anos, ambos hospitalizados.

Maysa Marques Mussi, tinha 32 anos e era casada com Eduardo Mussi, irmão do deputado federal licenciado de SP Guilherme Mussi. Eduardo também estava no voo. O casal oficializou a união em setembro, na cidade de Itacaré, no Sul da Bahia.

Marcela e Maysa eram filhas do publicitário Orlando Marques, ex-presidente da Associação Brasileira de Agências de Publicidade e chairman da Kantar Ibope.

Jurema Brandão e o marido Orlando Marques no casamento da filha Maysa com Eduardo Mussi ao lado de Marcela e Eduardo Elias (Foto: reprodução / Instagram)

Os outros ocupantes da aeronave ficaram feridos e estão internados em hospitais de Salvador. São eles:

  • Aires Napoleão, de 66 anos, que pilotava o jato
  • Fernando Oliveira Silva, de 26 anos,
  • Marcelo Constantino, de 28 anos, neto do Nenê Constantino, fundador da Gol
  • Marrie Cavelan, de 27 anos
  • Eduardo Mussi, irmão do deputado licenciado Guilherme Mussi
  • Eduardo Trajano Telles Elias, de 38 anos, que era casado com Marcela Brandão Elias
  • Eduardo, de 6 anos, filho de Eduardo e Marcela

Categoria: Região

Moto era uma XT 600. O piloto (entre 20 e 30 anos) estava sem documentos e morreu no local. Foto: PRF

Um motociclista morreu após um acidente na manhã deste domingo (17) na Fernão Dias, em São Sebastião da Bela Vista, Sul de Minas. O acidente foi na altura do km 843.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o homem morreu no local. Ainda segundo a PRF, o motociclista bateu em uma mureta de concreto, que separa as pistas.

A vítima, Donizete Policarpo Silvério, de 27 anos, pilotava uma moto XT 600, e seguia no sentido Belo Horizonte. O rapaz era de São Sebastião da Bela Vista. O corpo foi levado para o IML de Pouso Alegre.

Detalhes do acidente serão confirmados após o resultado da perícia. A cena é impressionante. Imagens do local mostram que a moto se dividiu em várias partes.

 

ACIDENTES DO FERIADO PROLONGADO

Na manhã de sexta-feira (15), no primeiro dia do feriado prolongado, três pessoas morreram em um acidente no KM 857 em Pouso Alegre. O carro em que a família estava saiu da pista e caiu do viaduto do ‘Costinha’. Um casal morreu no local, um rapaz de 22 anos, filho do casal, morreu ao dar entrada no Hospital das Clínicas Samuel Libânio. Uma menina, de 2 anos, filha do rapaz, está na UTI do hospital e respira com a ajuda de aparelhos.

Três pessoas morrem após queda de carro em viaduto na Fernão Dias em Pouso Alegre. Foto: Magson Gomes/Terra do Mandu

A família tinha saído de Betim, Região Metropolitana de Belo Horizonte, e seguia para São Caetano do Sul, São Paulo.

Categoria: Região

Concessionária montou esquema especial e reduziu obras na Fernão Dias. Foto: Ascom Arteris

A partir do meio-dia desta quinta-feira (14) intensifica o movimento nas rodovias brasileiras na saída para o último feriadão prolongado de 2019. Só pela Fernão Dias serão quase 1 milhão de veículos trafegando até domingo (17), segundo a concessionária Arteris Fernão Dias.

Neste segundo semestre, esse é o primeiro e único feriado nacional que emenda com o final de semana. As outras datas, como sete de setembro e 12 de outubro caíam em um sábado, encurtando os dias de descanso. Natal e Ano Novo cairão numa quarta-feira. Mas aí é outra história.

ORIENTAÇÕES PARA QUEM VAI PEGAR ESTRADA

Para manter a fluidez e a segurança para quem está na Fernão Dias, a concessionária preparou um esquema diferenciado de sinalização ao longo dos 562 quilômetros da rodovia entre São Paulo e Belo Horizonte, cortando o Sul de Minas. Durante o feriado prolongado ainda haverá redução das obras, sem interdições na rodovia.

A previsão é de que o fluxo fique intenso a partir das 12h desta quinta até a meia-noite. Na sexta também deve ter movimento o dia todo.

Na volta do feriado o movimento maior será no domingo, das 12h a meia-noite.

O gerente de operações da Arteris Fernão Dias, Edivaldo Braga, explica que durante o feriado é, especialmente, comum aumento do fluxo de veículos de passeio, em sua maioria em direção às cidades do interior mineiro. “Para adequarmos o atendimento a este aumento pontual de fluxo, disponibilizaremos um reforço em número de recursos e colaboradores. Porém, caso haja aumento de demanda operacional, a concessionária aumentará também os recursos com acionamentos extras para que seja mantido o nível de serviço e de satisfação do usuário”, explica.

Para uma viagem mais tranquila, a concessionária orienta os usuários a adotarem medidas de segurança: como fazer a revisão prévia no veículo e utilizar sempre o cinto de segurança em todos os bancos, além da cadeirinha infantil para o transporte de crianças. É importante também respeitar os limites de velocidade e programar paradas ao longo da viagem para descanso e alimentação.

Para informações sobre as condições de tráfego, os usuários da Fernão Dias podem ligar para o 0800 283 0381 ou acessar o Twitter @Arteris_AFD.

PRF está com operação Proclamação da República vai até domingo. Foto: PRF

OPERAÇÃO DA PRF

Desde as primeiras horas de hoje até o próximo domingo (17) as polícias Rodoviária Federal e Rodoviária Estadual estão em operação nas principais rodovias que cortam Minas Gerais.

A fiscalização e o policiamento são intensificados por meio de rondas nas rodovias e do posicionamento estratégico das viaturas e policiais ao longo dos trechos mais movimentados e considerados críticos, pelo alto índice de acidentes e pela elevada taxa de infrações de trânsito.

A PRF trabalha com, aproximadamente 800 policiais, em escalas de revezamento e 150 etilômetros.

Categoria: Região

O ônibus bateu na traseira de uma carreta com pisos. Havia 25 passageiros no ônibus. Dois tiveram ferimentos leves e foram encaminhados ao hospital. O corpo do motorista seguiu para o IML  de Pouso Alegre.

Acidente foi no KM 879, em Estiva. Foto: redes sociais

Na madrugada desta quarta-feira (13), o motorista de um ônibus morreu ao bater na traseira de uma carreta carregada com pisos. O acidente foi no KM 879 da Fernão Dias, no sentido Belo Horizonte. A batida foi no município de Estiva, Sul de Minas.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o motorista do ônibus de aplicativo não conseguiu frear e evitar a colisão na carreta que seguia devagar na rodovia. O motorista tinha 63 anos e morreu no local do acidente. A perícia da Polícia Civil foi acionada. Após liberação, os bombeiros fizeram a retirada do corpo da vítima fatal.

O ônibus transportava 25 passageiros. Dois tiveram ferimentos leves e foram levados para o Hospital das Clínicas Samuel Libânio. O motorista da carreta não se feriu.

O corpo do motorista do ônibus foi encaminhado para o IML de Pouso Alegre. O trânsito na Fernão Dias segue normal no trecho do acidente nesta manhã.