Categoria: Pouso Alegre

Segundo a PM, são quatro suspeitos do crime. Um menor foi detido e parte do dinheiro e o celular da vítima recuperados.

Polícia encontrou parte do dinheiro e o celular da vítima nessa mata próximo ao bairro Jd Califórnia. Foto: leitor do Terra do Mandu

Uma mulher, de 33 anos, teve a casa invadida por três criminosos na noite deste domingo (16), em Pouso Alegre. A vítima foi agredida com uma coronhada na cabeça, enquanto os ladrões pediam o dinheiro que ela tinha em casa. Foram levados R$ 9 mil da casa da mulher. O roubo foi no bairro Jatobá.

Segundo a Polícia Militar, a mulher contou que três homens pularam o muro e invadiram a residência gritando e pedindo que a vítima entregasse o dinheiro. A mulher gritou por socorro e foi agredida com uma coronhada na cabeça. Os bandidos ainda tentaram prender a mulher no porta-malas do carro dela que estava na garagem, mas não conseguiram.

Os criminosos pularam o muro de volta e fugiram. A PM iniciou o rastreamento e conseguiu identificar que quatro homens participaram da ação, sendo que três deles entraram na casa.

Durante as buscas, a equipe de policiais entrou numa mata atrás dos ladrões, próximo ao bairro Jardim Califórnia. No local, os policiais encontraram o celular da vítima e recuperaram R$ 1 mil do dinheiro roubado na residência.

Na sequência, um menor, de 17 anos, foi detido correndo sem camisa na Avenida Prefeito Olavo Gomes de Oliveira. Ele foi reconhecido como um dos ladrões que entraram na casa da mulher.

A polícia ainda busca pelos outros três suspeitos do roubo.

Categoria: Pouso Alegre

Justiça havia determinado a prisão preventiva do ex-secretário de Finanças em processo que investiga desvios de cerca de R$ 14 milhões em contratos de capina na prefeitura entre os anos de 2014 e 2016. Messias não chegou a ir para o presídio. Ele passou a noite na delegacia e voltou para casa, onde deve ficar até nova decisão da justiça.

Messias Morais deixou a delegacia na manhã deste sábado (15). Foto: Terra do Mandu

O ex-secretário de Finanças da prefeitura de Pouso Alegre, Messias Morais, conseguiu alvará de soltura na justiça e voltou para casa. O ex-secretário passou a noite na delegacia, para onde foi levado ontem à tarde (14/02) ao ser preso numa ação de desdobramento da ‘Operação Capina’, do Ministério Público Estadual, que investiga desvios de cerca de R$ 14 milhões de recursos da prefeitura de Pouso Alegre que teriam ocorrido entre os anos de 2014 e 2016, atrás de contratos fraudulentos de capina.

A primeira fase da operação Capina foi realizada em dezembro do ano passado, quando dois empresários, donos da empresa que teve o contrato firmado com a prefeitura, foram presos.

O ALVARÁ DE SOLTURA

De acordo com o advogado do ex-secretário, Leandro Reis Roberto de Paula Reis, o alvará de soltura foi expedido ainda na madrugada deste sábado (15). A decisão é do juiz de plantão da 3ª Vara Criminal de Pouso Alegre, Selmo Sila de Souza.

Messias Morais nem chegou a ir para o presídio. Ele passou a noite na delegacia e retornou para sua casa na manha de hoje. Ainda segundo o alvará de soltura, o ex-secretário deverá ficar em casa, aguardando a audiência de custódia sobre o pedido de prisão preventiva. Essa audiência deverá ocorrer já na próxima segunda-feira (17) e vai definir se Morais será preso ou permanecerá em liberdade, aguardando as investigações do caso.

A PRISÃO DUROU POUCO MAIS DE 12 HORAS

O ex-secretário municipal de Finanças de Pouso Alegre, Messias Morais, foi preso na tarde ontem. A prisão preventiva foi decretada pela justiça atendendo a um pedido do Ministério Público. O MP não informou à imprensa que tipo de acusações pesam contra o ex-secretário. Como a denúncia ainda não foi formalizada, os promotores estão proibidos de passar detalhes, respeitando a lei de Abuso de Autoridade.

O ex-secretário foi levado direto para a delegacia de Polícia Civil. Ele chegou na rua da delegacia conduzido em uma viatura da Polícia Militar. Para não ser filmado, ele foi trocado para o carro de um dos advogados e entrou pelos fundos do prédio da delegacia.

 

 

Categoria: Pouso Alegre

Ex-secretário chegou em viatura da PM e foi colocado em carro de advogado para entrar no prédio da delegacia. Foto: Terra do Mandu

Prisão preventiva foi um pedido do Ministério Público que investiga desvios de cerca de R$ 14 milhões da prefeitura, através de contratos fraudulentos de capina. O ex-secretário disse, por meio do advogado, que não há motivos para sua prisão.

O ex-secretário entrou pelos fundos da delegacia, neste carro. Foto: Terra do Mandu

O ex-secretário municipal de Finanças de Pouso Alegre, Messias Morais, foi preso na tarde desta sexta-feira (14). A prisão é preventiva e foi decretada pela justiça atendendo a um pedido do Ministério Público Estadual que investiga o desvio de cerca de R$ 14 milhões de recursos do município entre os anos de 2014 e 2016. Segundo o MP, os desvios teriam ocorrido através de contratos fraudulentos de serviços de capina.

O ex-secretário foi levado direto para a delegacia de Polícia Civil. Ele chegou na rua da delegacia conduzido em uma viatura da Polícia Militar. Para não ser filmado, ele foi trocado para o carro de um dos advogados e entrou pelos fundos do prédio da delegacia.

A prisão do ex-secretário é um desdobramento da Operação Capina, realizada pelo Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal, com o apoio do Gaeco, em dezembro do ano passado.

A OPERAÇÃO CAPINA

Em dezembro, os empresários José Aparecido Floriano Filho e Igor Pacheco Floriano, pai e filho, tiveram a prisão temporária decretada pela justiça. Eles são os donos da empresa Plenax, que teria feitos os contratos fraudulentos com a prefeitura entre 2014 e 2016.

Pai e filho já deixaram o presídio e passaram a usar tornozeleiras eletrônicas e são monitorados pela justiça.

Segundo as investigações, havia uma organização criminosa que praticou fraude à licitação, peculato (por meio de pagamentos feitos por serviços de locação de mão de obra não prestados) e lavagem de dinheiro.

Empresário se entregou no dia seguinte, depois de ter prisão temporária decretada. Foto Terra do Mandu

De acordo com o promotor de Defesa do Patrimônio Público, Agnaldo Cotrim, as investigações apontam para fraude à licitação em dois contratos de capina que vigoraram no município durante os anos de 2014, 2015 e 2016, durante a administração do ex-prefeito Agnaldo Perugini (PT).

“Segundo apuramos, até o momento, há elementos que nos leva a crer que houve fraude na licitação e que determinada empresa saiu vencedora, baseado nesses elementos”, afirmou o promotor em coletiva na época da primeira fase da operação.

Promotores de vários núcleos do MP e polícias Civil e Militar que participaram da operação Capina em dezembro. Foto: Terra do Mandu

Ainda segundo o promotor, a empresa vencedora da licitação, recebia valores por mão de obra e serviços não prestados. “Durante a própria execução do contrato, a prestação do serviço, nós apuramos que a empresa não tinha potencial humano suficiente para dar cabo no serviço no qual ela foi contratada. Os documentos nos levam a crer também que ocorreu a comprovação de serviço que teria sido prestado quando, na verdade, não foi prestado”, explicou Agnaldo Cotrim.

Sobre a prisão do ex-secretário Messias Morais, o Ministério Público não informou à imprensa que tipo de acusações pesam contra ele. Como a denúncia ainda não foi formalizada, os promotores estão proibidos de passar detalhes, respeitando a lei de Abuso de Autoridade.

O OUTRO LADO

A defesa do ex-secretário emitiu uma nota à imprensa de que a ordem de prisão foi recebida com indignação por Messias Morais. Ainda de acordo com a nota, não foi informado as razões para a decretação da prisão preventiva. Assina a nota o advogado Leandro Reis.

Nota à imprensa.

O professor Messias Morais recebeu com indignação a ordem de prisão preventiva, uma vez que entende que não incorreu em nenhum dos motivos autorizadores para sua decretação. No mais é o que tem a se manifestar uma vez que ainda não foi cientificado e não tem conhecimento das razões que ensejaram a referida medida.

Leandro Roberto de Paula Reis advogado.

Categoria: Pouso Alegre

A festa tem entrada gratuita e começa às 10h, na Praça Senador José Bento. A animação é com Samba Brazucas e DJ Chibante. Terá barracas de comidas e cervejarias artesanais.

O carnaval é só semana que vem. Mas neste sábado (15) já tem esquenta em Pouso Alegre e reúne os blocos que vão sair para as ruas da cidade a partir da sexta-feira (21). Entidades filantrópicas montam barracas de comidas e tem quiosques de cervejarias artesanais. O batuque e samba fica por conta do grupo Samba Brazucas e DJ Chibante.

O Esquenta começa às 10h e vai até às 18h, na Praça Senador José Bento. O evento tem entrada gratuita. Organizado pela Associação do Comércio e Indústria de Pouso Alegre (Acipa), o objetivo é promover o carnaval na cidade.

Para o carnaval desse ano, serão oito blocos, com expectativa de público de seis mil pessoas. Os blocos comercializam abadás, mas tem opções de participar da festa na pipoca.

A intenção do pessoal envolvido na organização, é tornar o carnaval de Pouso Alegre mais atrativo para o turismo nos próximos anos, com mais blocos.

De acordo com o diretor de Turismo da Acipa, Rolando Brandão, o objetivo é seguir o exemplo de Belo Horizonte onde o carnaval de rua foi retomado em 2009 e hoje atrai milhões de foliões, movimentando mais de R$ 600 milhões na capital mineira. A intenção é que a Associação Comercial, prefeitura e blocos atuem juntos.

A programação do carnaval 2020

Dia 15/02 – Lançamento do carnaval na Pç Senador José Bento, evento organizado pela Acipa com barracas de entidades, cervejarias e música ao vivo.

Dia 21/02 – O carnaval começa com o bloco Carnacarlinhos, na sexta-feira (21/02), das 17h às 22h. A concentração é na esquina das ruas Cel Ribeiro e Monsenhor Dutra, no bar do Carlinhos e Tereza.

Dia 22/02 – No sábado de carnaval tem o bloco Leões do Horto, das 13h às 20h, concentração na Av. Tuany Toledo.

Dia 22/02 – Também no sábado tem a novidade desse o bloco Caminhada Boteco, das 15h às 22h, no bar do Afonso, no bairro Santo Antônio.

Dia 22/02 – praticamente no mesmo horário, das 16h às 22h, tem o bloco Pinto da Manhã, concentração na Casa da Cultura, Centro da cidade.

Dia 23/02 – No domingo de carnaval tem o bloco Folia dos Reis, das 13h às 20h, concentração no colégio São José e sai pelas ruas do Centro da cidade.

Dia 23/02 – O Bloco da Vaca sai às 12h do barracão do Mandu e sobe a Dr Lisboa e retorna para a concentração.

Dia 24/02 – Na segunda de carnaval tem a estreia do bloco Barbas do Profeta, das 14h às 22h, na Pç Senador José Bento.

Dia 25/02 – Na terça de carnaval tem o bloco Brazucas, das 14h às 22h, em frente ao Kid festas.

PROGRAMAÇÃO DO ESQUENTA DESTE SÁBADO:

Categoria: Pouso Alegre

Teve gente que madrugou para ir ao Centro de Apoio ao Cidadão (CAC) onde teve a seleção dos candidatos. A empresa que oferecia mais vaga, 10 ao todo, exigia que fosse homem, deixando muitas mulheres sem opção. VEJA NO VÍDEO:

Nesta quinta-feira (13), quase 600 pessoas fizeram uma fila que deu a volta nos quatro lados do prédio da Câmara Municipal de Pouso Alegre, que ocupa esse quarteirão do bairro Primavera. Esse tanto de gente estava atrás de uma das 15 vagas de emprego anunciadas por três empresas do ramo de alimentos. Se considerasse a concorrência geral, era cerca de 40 pessoas para uma vaga disponível.

A primeira pessoa a chegar na fila foi Luzia de Souza, às 04h45 da manhã. Ela esperou até às 08h, quando o portão foi aberto.

José Roberto é de Carmo de Minas. Ele está desempregado há sete meses. Se mudou para Pouso Alegre para tentar voltar ao mercado de trabalho e está topando qualquer função.

A seleção das vagas foi realizada com a ajuda do Centro de Apoio ao Cidadão, CAC, que serviço da Câmara em parceria com a Acipa.

Senhas foram distribuídas para as centenas de candidatos. O auditório da Câmara ficou lotado. O empresário Túlio Rezende oferecia 10 vagas para a área de produção de sua empresa.

Os pré-requisitos exigidos dos candidatos era ser homem e ter disposição para trabalhar. A escolaridade mínima era de ensino fundamental. Antes de anunciar as vagas no serviço do CAC da Câmara, não estava sendo fácil encontrar esse tipo de profissional. VEJA OS DETALHES NA REPORTAGEM EM VÍDEO ACIMA.

A fila deu voltas em torno do prédio da Câmara. Foto: Terra do Mandu

Categoria: Pouso Alegre

De acordo com assessoria do hospital, estado de saúde de Anderson Vagner é estável. Ele foi atropelado na Av. Ver. Antônio da Costa Rios quando seguia para o trabalho em um supermercado. Os ferimentos foram na altura do quadril, onde foi atingido pelos pneus traseiros da carreta.

Empacotador de supermercado sofre acidente na avenida do São Geraldo em Pouso Alegre. Foto: Adélia Oliveira

O ciclista atropelado por uma carreta no início da tarde desta quarta-feira (12) em Pouso Alegre deverá passar por cirurgia nas próximas horas. A informação é da assessoria do Hospital das Clínicas Samuel Libânio para onde Anderson Vagner da Mota, de 38 anos, foi levado após o acidente.

Anderson trabalha como empacotador em um supermercado e seguia para o trabalho, quando sofreu o acidente na Avenida Vereador Antônio da Costa Rios, que atravessa o bairro São Geraldo. Ele foi atropelado pelas rodas traseiras de uma carreta que transporta máquinas. A carreta estava sem carga.

O senhor Adilson Gonçalves Machado mora bem de frente foi o acidente. Ele estava na rua e viu quando tudo aconteceu. “Fui eu que gritei com o carreteiro, senão o carreteiro tinha passado por cima dele. Aí seria pior. Eu vi que o rapaz passou por um carro e, na sequência, já desequilibrou e caiu debaixo do pneu da carreta. A sorte dele foi que a bicicleta saiu derrapando junto. O motorista parou, mas não sabia o que era. Engrenou a carreta de novo e iria continuar, foi quando eu gritei de novo”, conta o morador.

O empacotador foi atingido na altura do quadril, onde teve ferimentos graves e passará por cirurgia.

Bicicleta usada pelo homem ficou com parte retorcida. Foto: Terra do Mandu

 

Categoria: Pouso Alegre

Mulher cadeirante foi retirada em bote do Corpo de Bombeiros. Pelo menos, três casas que ficam na área de reservatório do Dique 2 estão ilhadas. Uma dessas famílias foi para casa de parentes.

Mulher cadeirante é resgatada pelos bombeiros. Foto: reprodução redes sociais

O rio Mandu, em Pouso Alegre subiu mais de um metro nas últimas 24 horas e alagou áreas próximas ao dique 2. Um casal que mora numa casinha abaixo da ponte, margeando o rio e a Avenida Perimetral, precisou ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros. A mulher é cadeirante e foi retirada no bote dos militares.

O casal foi levado para um abrigo temporário da prefeitura. 11 animais domésticos do casal (cães e gatos) também foi resgatado e levados para o canil municipal.

Na parte de cima do dique 2 há três residências com famílias. A casa azul que fica mais próxima do leito do rio Mandu já foi invadida pela água e a família de cinco pessoas deixou o local e foi para casa de parentes.

Casal alagadas ficam na parte onde forma o reservatório do dique 2. Foto: Terra do Mandu

As pessoas que moram nesses outros dois imóveis permanecem em suas casas. Essa casa que fica mais perto do dique já foi tomada pela água. Já aquela casa verde foi construída numa área mais alta e está ilhada, mas a água não invadiu os cômodos.

Moradores permanecem nesse imóveis. Foto: Terra do Mandu

NÍVEL DOS RIOS DE POUSO ALEGRE

Segundo a Defesa Civil, o rio Mandu está 3,70 acima do nível normal, isso é 1,20 metro acima da medição de ontem (11/02).

Já o rio Sapucaí Mirim está a 2,90 metros acima do nível normal.

O coordenador da Defesa Civil, Ailton de Souza Alves, informou que os rios estão sendo monitorados ao longo do dia, com medições. As equipes da prefeitura das secretarias de Defesa Social e de Políticas Sociais também estão dando apoio às famílias que necessitam de ajuda.

Categoria: Pouso Alegre

Menor, de 15 anos, tinha deixado material escondido em terreno baldio, no bairro São Geraldo. Droga foi encontrada com ajuda de cães farejadores.

Material estava em pontos diferentes de terreno onde menor foi abordado. Foto: Polícia Militar

A Polícia Militar apreendeu 463 buchas de maconha na tarde desta terça-feira (11) em Pouso Alegre. A droga estava escondida em um terreno baldio no bairro São Geraldo, onde um menor foi apreendido com dinheiro trocado, que seria da venda das buchas de droga.

Segundo a PM, o menor u estava próximo ao terreno demonstrou nervosismo ao perceber a aproximação da viatura. Ele foi abordado e não soube explicar a origem do dinheiro. Diante das suspeitas, os policiais utilizaram os cães farejadores (Eva e Macho).

Durante as buscas na área, foram localizadas as 463 buchas de maconha, que estavam enterradas em pontos distintos do terreno.

O menor foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil, juntamente com a droga apreendida.

PM apreende quase 500 buchas de maconha com menor em Pouso Alegre
Cadela Eva e cão Macho encontraram os embrulhos com as buchas de maconha. Foto: Polícia Militar

Categoria: Pouso Alegre

Segundo a Defesa Civil Municipal, choveu 70 mm entre segunda-feira e a manhã desta terça. A previsão é de mais chuvas para as próximas horas. Não há risco de enchentes, mas possibilidade de transbordamento de córregos é monitorada.

Rua Antônio Scodeler ficou cheia de água. Foto: reprodução Wagner Wellington

Na manhã desta terça-feira (11) o córrego que atravessa os bairros Fátima 3 e Faisqueira transbordou, invadindo a Rua Antônio Scodeler. O trânsito no local teve que ficar com um veículo passando por vez.

Máquinas da prefeitura abriram um rasgo na parte onde a água estava sendo represada para aumentar a vazão. O trânsito no local já foi normalizado e equipes da Defesa Civil e agentes da secretaria de Trânsito permanecem no monitoramento.

Máquina da prefeitura abriu espaço para escoamento de água em área alagada. Foto: Ascom prefeitura

A QUANTIDADE DE CHUVA

De acordo com a Defesa Civil, nas últimas 24 horas choveu 70 milímetros de água em Pouso Alegre. A previsão para as próximas horas é de mais 50 mm de chuva para a cidade.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Ailton Souza Alves, os níveis dos dois rios que cortam a cidade estão acima do normal, mas ainda não traz preocupação em relação a enchentes na área urbana.

O rio Sapucaí Mirim, do desce passando pelo bairro Shangrilá até a ponte da Dique 1, está 1,80 metro acima do nível normal. Já o rio Mandu, que desde paralelo à Avenida Perimetral, passando pelo São Geraldo, está 2,5 metros acima do nível normal.

Ainda segundo o coordenador da Defesa Civil, a preocupação maior é que, caindo esse volume de chuva previsto para as próximas horas, e considerando o nível que estão os córregos que passam por outras áreas da cidade, possa haver o transbordamento nessas áreas, como aconteceu na Rua Antônio Scodeler na manhã de hoje.

Categoria: Pouso Alegre

Até o dia 29 o atendimento é feito no bairro São João. Apenas fêmeas de cães e gatos, de pessoas de baixa renda, estão sendo esterilizados.

Castramóvel está no pátio da Sec de Agricultura até dia 29/02. Foto: Ascom prefeitura

Até o próximo dia 29 de fevereiro, o Castramóvel da prefeitura de Pouso Alegre faz atendimento no bairro São João. A clínica veterinária itinerante está no pátio da Secretaria Municipal de Agricultura, na Rua Três Corações, 1325. Nessa etapa estão sendo esterilizadas apenas fêmeas de cães e gatos.

A previsão é realizar uma média de 25 cirurgias diariamente. O atendimento é destinado aos donos de animais que são de baixa renda cadastrados na Superintendência de Defesa Social. Animais que são cuidados por ONGs de proteção animal, e protetores independentes também poderão ser castrados.

O superintendente de Defesa Social Aylton Alves de Souza, explica que para ter a cadela ou gata esterilizada, o responsável deve fazer o cadastro na sede da Defesa Social, que fica na Av. Abreu Lima, nº 84 (Centro – sede da Guarda Municipal), de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h. Os documentos necessários são cópias do RG, CPF e comprovante de residência.  A documentação passa por avaliação socioeconômica e, se aprovada, o agendamento da cirurgia é feito por telefone.

Durante o atendimento itinerante, o morador do bairro pode procurar diretamente a base onde está sendo oferecido o serviço. Outros bairros da cidade deverão receber o Castramóvel esse ano. Mas as datas e os locais de cada região da cidade ainda estão sendo definidos.

Nesta quinta-feira (06) a reportagem do Terra do Mandu esteve no local da ação. Veja na live!

Castramóvel atende no bairro São João em Pouso Alegre

Castramóvel atende até o dia 29 no bairro São João, em Pouso Alegre.Gatas e cadelas estão sendo castradas na clínica veterinária itinerante.Famílias de baixa renda fazem o cadastro na secretaria de Defesa Social ou no local do Castramóvel para ter seu animal castrado.Machos são castrados apenas no Canil Municipal.VEJA NA LIVE!#PousoAlegre #TerraDoMandu #Serviço

Posted by Terra do Mandu on Thursday, 6 February 2020

 

QUASE 3 MIL CASTRAÇÕES

O Castramóvel foi adquirido pela prefeitura em 2016, mas só começou a fazer as primeiras castrações em 2018. De lá para cá, são mais de 2.800 animais esterilizadas, segundo a prefeitura, somadas também as realizadas no Canil Municipal.

Ainda de acordo com a prefeitura, simultaneamente à ação do Castramóvel, o Centro de Bem Estar Animal (Canil)  segue com o programa de castração para animais em situação de abandono ou pertencentes a tutores de baixa renda. O atendimento é realizado no local, no bairro do Algodão, cujo acesso é feito pela Rodovia Fernão Dias.

Segundo técnicos da Defesa Social, a castração traz muitas vantagens aos animais, como prevenção de zoonoses, redução de doenças como câncer e aumento da expectativa de vida.

Para obter outras informações, os interessados podem entrar em contato com o Centro de Bem Estar Animal pelo telefone 3449-4020, ou com a Defesa Social pelo telefone 3449-4317.