Categoria: Pouso Alegre

Três homens foram presos no bairro Jatobá. Com eles, foram encontrados materiais de roubos avaliados em R$ 60 mil. Os homens são suspeitos do roubo o bairro das Cabritas, quando a moradora Jandira Ribeiro da Costa, de 59 anos, morreu com as mãos amarradas.

Homens presos com simulacro de arma de fogo cheques e tocas ninja. Foto: PMMG

A Polícia Militar prendeu, na madrugada desta sexta-feira (17), uma quadrilha suspeita de diversos roubos na região de Pouso Alegre. Segundo a PM, os presos são suspeitos do crime de latrocínio ocorrido na semana passada (07/01), no bairro das Cabritas. Uma mulher de 59 anos foi encontrada morta dentro da própria casa, que estava toda revirada.

A prisão da quadrilha ocorreu no bairro Jatobá, após trabalho de investigação da PM, com o apoio da Polícia Civil. De acordo com a PM, dois suspeitos foram abordados e presos em um carro quando se preparavam para um novo roubo. Com os homens, foi encontrado um simulacro de arma de fogo e duas tocas ninja.

As equipes policiais estiveram na casa onde a quadrilha guardava os produtos dos roubos e furtos e mais um homem foi preso. Na residência, foram encontrados diversos materiais, incluindo fertilizantes e equipamentos agrícolas. Os insumos e maquinário estão avaliados em R$ 60 mil.

Quadrilha guardava produtos de roubo em casa no bairro Jatobá. Foto: PMMG

Latrocínio na zona rural

Na terça-feira (07), a senhora Jandira Ribeiro da Costa, de 59 anos, foi encontrada com as mãos amarradas para trás e já sem vida. Ela era viúva e morava sozinha no bairro das Cabritas, zona rural de Pouso Alegre, região do bairro Canta Galo. A casa da mulher estava todo revirada.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e o corpo de Jandira foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Pouso Alegre. O laudo do IML apontou que a mulher tenha morrido de causas naturais. Ela teria sofrido um infarto por causa da ação dos criminosos.

Os três homens presos nesta sexta-feira estão sendo ouvidos na delegacia da Polícia Civil.

Categoria: Pouso Alegre

Moradores isolaram a área e precisam tomar cuidado para sair de suas casas sem serem picados. Eles já pediram ajuda para Cemig e Corpo de Bombeiros, mas enxame ainda não foi retirado do local. Segundo os bombeiros, lei federal proíbe o extermínio de enxames.

Enxame de abelha em rua de Pouso Alegre. Foto: Carla Viviane

Um enxame de abelhas fez morada em um poste na Rua Gilson Camargo Libânio, em Pouso Alegre e não vai embora por nada. As abelhas estão na base do poste e impedem a passagem de pessoas. Os moradores da rua fizeram o isolamento da área para evitar que alguém fosse picado. A rua fica no bairro Jardim Europa, próximo ao Santa Luzia.

Ainda de acordo com os moradores, o enxame vivia em um buraco na ponta do poste. Funcionários da Cemig estiveram no local há cerca de 20 dias e tamparam esse buraco. Foi então que as abelhas desceram e se acomodaram na parte inferior do poste.

Os vizinhos ligaram para Cemig e Corpo de Bombeiros para retirar o enxame, mas as abelhas continuam no local.

A reportagem do Terra do Mandu falou no Corpo de Bombeiros. De acordo com o sargento Ferreira, uma lei federal proíbe que os enxames sejam exterminados. Por isso, costuma aguardar que as abelhas vão embora por conta própria. O indicado é isolar a área para impedir que as pessoas e animais domésticos sejam picados. Mas neste caso, o sargento disse que a situação será averiguada, já que as abelhas permanecem por um longo período.

Ainda de acordo com os bombeiros, o calor e o barulho podem fazer com que o enxame fique alvoroçado. Então, as pessoas devem evitar se aproximar do local nos períodos do dia de maior calor.

Categoria: Pouso Alegre

Arco-íris sobre Pouso Alegre – Foto: Alexandre Oliveira

Fotografia foi feita na tarde desta terça-feira (14) por Alexandre Oliveira. O arco-íris parece encostar no topo de um prédio, no Centro de Pouso Alegre.

 

Mais arco-íris no céu de Pouso Alegre hoje. Esse registro é de Hellen Morais.
Aqui arco-íris duplo às margens da Fernão Dias, registro feito por Rose Assis
Arco-íris também contornou o horizonte na zona rural de Pouso Alegre. Foto: Carolina Almeida

Como se forma um arco-íris?

Um arco-íris aparece quando a luz branca do sol é interceptada por uma gota d’água da atmosfera. Parte da luz é refratada para dentro da gota, refletida no seu interior e novamente refratada para fora da gota. A luz branca é uma mistura de várias cores. Quando a luz atravessa uma superfície líquida – no caso, a gota da chuva – ou sólida (transparente), a refração faz aparecer o espectro de cores: violeta, anil, azul, verde, amarelo, laranja e vermelho.

Categoria: Pouso Alegre

Programa de melhoramento genético da prefeitura tem 30 pequenos produtores cadastrados, com 110 vacas inseminadas. 17 animais já deram cria. Quando estiver produzindo, as crias vão dobrar a produção de leite da mãe.

Josafá José de Faria é produtor de leite no distrito São José do Pantano. Ele busca no pasto um bezerro nascido a menos de 15 dias, após inseminação artificial. Josafá é um dos 30 pequenos produtores rurais de Pouso Alegre beneficiados pelo Programa de Melhoramento Genético da prefeitura (PROGEN).

O pequeno produtor tem um rebanho de 10 vacas. Seis delas receberam sêmen selecionado. Duas já tiveram crias.

Com o melhoramento genético, o produtor espera dobrar a quantidade de leite, usando o mesmo número de animais. “A produção hoje são 95 litros. Com o melhoramento genético eu quero ver se consigo passar dos 200 litros por dia”, diz Josafá, que entrega o leite produzido em sua propriedade na cooperativa do distrito de São José do Pantano.

O produtor afirma que fazer o melhoramento genético por conta própria seria mais difícil. Cada tentativa de fecundação particular custa cerca de R$ 160.

“A gente até conseguiria. Demorava mais e iria ficar mais caro. [O PROGEN] foi uma ótima coisa que a gente recebeu. Não só eu, mas todos os companheiros que receberam. Excelente coisa que fizeram para gente aqui”, comemora o produtor.

É essa bezerra nascida a 10 dias da vaca morgana, com sêmen de um toro de raça holandesa, de genética apurada, que vai melhorar a produção de leite na propriedade, explica o técnico da Emater José Abílio.

“Exatamente. O objetivo da inseminação é você potencializar essas crias para um padrão de produção maior do que o produtor tinha. No primeiro ano, vai agregar de 30% a 40% de produção em relação ao produto que ele tinha. Isso com certeza. Mas há casos maiores”, afirma o extencionista da Emater

O programa de melhoramento genético foi iniciado a cerca de um ano. O resultado até o momento é de 17 bezerras e bezerros nascidos após a inseminação. Mais de 100 vacas receberam sêmen de bois selecionados das raças girolando e holandesa.

“O objetivo é trazer para o pequeno produtor um gado mais apurado, para melhor produção de leite. A produção sempre dobra. A bezerra nascida de inseminação vai dobrar o que era produzido pela mãe dela. Então, o produtor vai ter mais produtos para vender e obter mais lucros”, explica o secretário de Agricultura Dionício Pereira.

Os produtores interessados devem procurar a Secretaria Municipal de Agricultura e fazer o cadastro para participar do programa.

“O ganho de qualidade é exponencial. Todo animal inseminado, que vem de um touro central, tem um ganho de produtividade muito acima da média”, conta o extencionista da Emater José Abílio.

O técnico da Emater diz também que o produtor precisa ficar atento a outros parâmetros para cuidar de seu rebanho, com vacinas, alimentação e local de confinamento. “E assim, objetivando, não só a qualidade de vida do produtor, mas também a qualidade de vida do animal no ambiente que está vivendo.

Um casal nasceu no início do ano na propriedade de Josafá. Foto: Magson Gomes/Terra do Mandu

Números

Segundo a Emater, na região de Pouso Alegre são 8.740 propriedades com produção de leite que se enquadra na agricultura familiar. Juntas, elas respondem por 70% da produção de leite na região, com cerca de 20 milhões de litros por mês.

No município de Pouso Alegre são 1046 pequenos produtores de leite, com produção mensal de pouco mais de um milhão de litros/mês, percentual de 85% de toda a produção leiteira no município.

Categoria: Pouso Alegre

Executivo de Pouso Alegre diz que precisa se adequar à Reforma da Previdência. Lei municipal que permite a incorporação é de 1998. Segundo a prefeitura, cerca de R$ 4 milhões são pagos, por ano, a servidores já apostilados.

O prefeito de Pouso Alegre, Rafael Simões (PSDB), enviou para a Câmara de Vereadores uma proposta de emenda à Lei Orgânica Municipal onde extingue a possibilidade do benefício do apostilamento para servidores públicos efetivos que ocupam cargos de confiança por determinado período na prefeitura.

O apostilamento é uma incorporação salarial paga para servidores públicos que ocupam cargo de confiança por um período sete anos a 10 anos. Após deixar o cargo, esse servidor continua recebendo parte ou o salário integral do cargo que ocupou em comissão. A incorporação é de 70% para quem ficou no mínimo de sete anos e de 100% para quem ficou 10 anos ou mais no cargo de confiança. A lei municipal que garante esse benefício é de 1998.

De acordo com a prefeitura, atualmente, são pagos cerca de R$ 4 milhões a servidores municipais apostilados em Pouso Alegre. Ainda segundo o executivo, apenas para nove servidores que foram apostilados com o salário de secretários (CC1), o custo anual é de R$ 1,5 milhão.

A proposta da atual administração é acabar com o apostilamento para se adequar à Reforma da Previdência aprovada no ano passado no Congresso Nacional. Segundo a justificativa da proposta, a prática é inconstitucional.

“A prática aumenta, significativamente, as despesas com pessoal de um município, comprometendo recursos que poderiam ser direcionados a toda população por meio de políticas públicas nos mais variados setores, como saúde, educação, infraestrutura etc”, informa texto do Executivo Municipal.

O QUE DIZ O SINDICATO DOS SERVIDORES

Para o advogado do Sindicato dos Servidores Públicos Municipal de Pouso Alegre, Donizetti de Andrade, a lei do apostilamento deveria ser mantida para os servidores que estão próximo de garantir esse direito.

“Quem já adquiriu não vai mexer mesmo. E quem vai adquirir que mantivesse a lei. E para os que forem entrar no serviço público, depois da aprovação dessa proposta, aí não teria esse direito do apostilamento. É o que nós entendemos mais correto, mais justo”, afirma o advogado que ainda cita o exemplo de uma servidora que já trabalhou seis anos e nove meses em cargo de confiança, faltando apenas três meses em um novo cargo para ter direito à gratificação.

Ainda de acordo com o jurídico do sindicato, existem cerca de 400 servidores que já somaram tempo em cargos de confiança. Mas, a maioria está em seus cargos efetivos.

Categoria: Pouso Alegre

Dinheiro levado da mercearia foi recuperado. Foto: Polícia Militar

A Polícia Militar prendeu um homem, de 22 anos, nesta sexta-feira (10), suspeito de assalto a uma mercaria de Pouso Alegre.

Segundo a PM, por volta das 10h30 o homem entrou na mercearia que fica na Rua Coronel Brito Filho e, armado com uma faca, anunciou o assalto. O ladrão pegou o dinheiro do caixa e fugiu.

A polícia fez rastreamento e conseguiu localizar o suspeito. Ele estava com R$ 439, em diversas notas. A faca que teria sido usada no assalto não foi localizada.

Categoria: Pouso Alegre

Poste cedeu quando um caminhão manobrava para entrar na fábrica de sorvetes. Motorista diz que não chegou a atingir o poste.

Foto: Terra do Mandu

Moradores de parte dos bairros Jardim Floresta e Santa Edwiges, em Pouso Alegre, ficaram sem energia elétrica, na manhã desta quarta-feira (08), depois que um poste de concreto cedeu na Avenida Waldemar Azevedo Junqueira.

O poste, com transformador, ficou escorado no baú de um caminhão que manobrava para entrar na fábrica de sorvetes. O motorista do caminhão disse que não acertou o poste. Ele só percebeu que algo tinha ocorrido quando o pessoal da fábrica avisou que o poste caiu sobre o baú.

Vídeo da câmera de segurança da fábrica mostra o momento em que o poste cede e encosta no baú do caminhão. Veja abaixo.

A empresa que presta serviço para a Cemig foi para o local para fazer a retirada do transformador e realizar a substituição do poste. Um dos funcionários da empresa terceirizada também não soube informar o que pode ter ocorrido para o poste ceder.

O trabalho das equipes para a troca do poste deve durar cerca de três horas. A energia deve voltar na região no início da tarde desta quarta.

Equipes trabalham no local para fazer a substituição do poste. Foto: Terra do Mandu

Categoria: Pouso Alegre

Carros pequenos conseguem dar volta dentro do bairro e seguir até a rodovia. Já veículos maiores devem seguir pela Perimetral até a MG-290. Vejas as opções abaixo.

Interdição é nos dois sentidos da avenida a partir desta terça (07). Foto: Ascom prefeitura

Até o próximo dia 21 a avenida Alferes Gomes de Medela, no bairro São João, ficará interditada para obras de construção de galerias pluviais. A informações foi divulgada nesta terça-feira (07) pela prefeitura de Pouso Alegre.

O trecho interditado fica a partir do primeiro acesso ao bairro São João, próximo a ‘oficina do Raimundinho’. Segundo a secretaria municipal de Transporte e Trânsito, a interdição é feita nos dois sentidos.

OPÇÕES PARA OS MOTORISTAS:

Como opção para seguir até a MG-290, sentido Borda da Mata, veículos de pequeno porte poderão entrar no bairro São João e seguir pelas Ruas Lecir Augusto de Paula ou Rua Guaxupé, saindo após o trecho em obras.

Acesso para o bairro São João neste ponto segue normal. Foto: Ascom prefeitura

Outra opção, principalmente para veículos de maior porte, é dar preferência em trafegar pela Avenida Perimetral.

ITINERÁRIO DAS LINHAS DE ÔNIBUS URBANO TAMBÉM SERÁ ALTERADO:

LINHAS BAIRRO SÃO JOÃO E OUTROS:

– Sentido CENTRO/ BAIRRO:  Av. Alferes Augusto Gomes de Medela – acesso no primeiro trevo do Bairro São João pela Rua Três Corações, conversão à esquerda para a Rua Osório Malaquias Prado, conversão à direita para a Rua Piranguinho, conversão à esquerda para Rua Caldas … (dando sequência normal ao itinerário)

Sentido BAIRRO/ CENTRO: Não sofrerá nenhuma alteração.

LINHAS BAIRROS PANTANO/IMBUIA/ANHUMAS:

Sentido CENTRO / BAIRRO:  Av. Alferes Augusto Gomes de Medela, acesso no primeiro trevo do Bairro São João pela Rua Três Corações, conversão à esquerda para a Rua Osório Malaquias Prado, conversão à direita novamente para Av. Alferes Augusto Gomes de Medela … (dando sequência normal ao itinerário pela MG-290)

Sentido BAIRRO / CENTRO:  Rodovia MG-290, Av. Alferes Augusto Gomes de Medela, acesso à rotatória da entrada do Bairro São João, conversão a esquerda na Rua Osório Malaquias Prado, conversão à direita para a Rua Três Corações (até o final), sequencia novamente na Av. Alferes Augusto Gomes de Medela … (normal ao itinerário até Centro).

Obras vão de 7 a 21 de janeiro. Foto: Ascom prefeitura

Categoria: Pouso Alegre

Apresentações serão a partir das 19h30 na Pç Senador José Bento.

Companhias celebram o Dia de Reis em Pouso Alegre. Foto: Ascom prefeitura

Nesta segunda-feira, 6 de janeiro, tem encontro de folias de Reis no Centro de Pouso Alegre. A cantoria está marcada para às 19h30, em frente à Catedral Metropolitana e celebra o Dia dos Reis, comemorado hoje. O evento também marca o encerramento das festividades natalinas na cidade.

O encontro de Folias de Reis é organizado pela superintendência municipal de Cultura. São esperadas quatro companhias vindas da zona rural de Pouso Alegre e de municípios vizinhos.

Segundo a tradição, as Folias de Reis, conhecidas também como reisado, reúnem gerações de músicos que se dedicam à cultura popular e à tradição cristã e fazem parte do folclore do interior do Brasil.

Para celebrar a visita dos três Reis Magos ao Menino Jesus, um grupo ou companhia de Folia de Reis é formado por um mestre ou embaixador, um contramestre, os três Reis Magos, os palhaços, os alferes e os foliões.

Os integrantes usam fantasias coloridas, dançam e tocam músicas típicas com diversos instrumentos (violas, reco-reco, tambores, acordeões, sanfonas, pandeiros, gaitas). Cada grupo tem a sua própria bandeira ou estandarte.

Categoria: Pouso Alegre

Criminosos levaram dinheiro do caixa, peças folheados e celulares de funcionárias e clientes. Ninguém foi preso até o momento.

Homens estavam de cara limpa e não mostraram arma para funcionárias. Foto: reprodução circuito interno

Dois homens assaltaram uma loja de acessórios de moda, na tarde deste sábado (04), em Pouso Alegre. A dupla roubou cerca de R$ 300 do caixa da loja e algumas peças de folheados com valor estimado de cerca de R$ 2 mil.

De acordo com a Polícia Militar, os homens não teriam mostrado arma. Eles também estavam de cara limpa. Os ladrões entraram na loja e anunciaram o assalto. Duas funcionárias e dois clientes estavam no estabelecimento. Os criminosos pediram os celulares das vítimas e, em seguida, pegaram alguns objetos e colocaram na mochila que carregavam nas costas.

A ação foi rápida. As imagens do circuito interno da loja e do comércio da vizinhança mostram os rostos dos criminosos e do carro usado na ação.

As imagens também já estão com a polícia que procura pelos homens. A suspeita da PM é que a dupla não seja de Pouso Alegre.

Apesar do material levado, o dono da loja considera o prejuízo financeiro até irrelevante. “O que fica é a frustração e a indignação de que esse tipo de coisa aconteça em nossa cidade. Agradeço a Polícia Militar pela agilidade e comprometimento com o caso e chegou na loja assim que comunicamos o roubo”, disse o comerciante que prefere não se identificar.

Câmeras do comércio ao lado também mostram a dupla. Foto: reprodução