Categoria: Pouso Alegre

Famílias estão sendo amparadas desde o último dia 7 de janeiro / Foto: Ascom PMPA

Mais sete pessoas que estavam no abrigo temporário em Pouso Alegre, retornaram para os seus lares nesta terça-feira (18), no bairro São Geraldo. Até o momento, duas famílias, com um total de sete pessoas, permanecem amparadas no local estruturado pela Prefeitura Municipal no CIEM do Fátima desde o último dia 7 de janeiro, após ficaram desalojadas por conta das fortes chuvas que atingiram o município.

De acordo com levantamento da prefeitura, cerca de 200 pessoas foram afetadas pelas fortes tempestades neste início de 2022. Deste número, 51 famílias seguiram sendo acompanhadas e parte optou por abrigo na casa de amigos e familiares.

“O nível dos rios, Rio Sapucaí Mirim e Mandu, que passam pela cidade, têm baixado, e após um intenso trabalho, as residências foram avaliadas e liberadas para o retorno dos moradores que seguem sendo acompanhados pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Para as famílias liberadas, a prefeitura tem distribuído kits de materiais de limpeza, higiene pessoal e cestas básicas”, afirmou a prefeitura.

Gesto de solidariedade

A população pouso-alegrense se destacou pela solidariedade. Mesmo com a prefeitura afirmando que estava prestando assistência, os moradores quiseram ajudar e a prefeitura se propôs a receber e entregar as doações de roupas e itens de higiene pessoal para as famílias desalojadas. De acordo com o Executivo, empresas também se movimentaram para doações.

“Nesse triste momento vivido pela população, atuamos em prol de viabilizar necessidades imediatas de moradia, saúde, alimentação e higiene das famílias impactadas. Alinhado a isso, tivemos a procura de empresas e da população buscando maneiras de ajudar. Ficamos honrados e felizes com ações em prol do coletivo”, afirma o prefeito, Rafael Simões.

Bombas de sucção foram instaladas para ajudar na drenagem da água no bairro São Geraldo / Foto: Ascom PMPA

Rios Sapucaí Mirim e Mandu

O nível do Sapucaí Mirim nas últimas 24 horas passou de 1,10 metros para 0,60 centímetros. Já o Rio Mandu, no mesmo período passou de 1,10 metros para 0,80 centímetros.

“A Defesa Civil de Pouso Alegre continua com o monitoramento periódico nas regiões mais afetadas, como o bairro São Geraldo, realizando vistorias constantes na região com o intuito de avaliar possíveis danos e buscar evitá-los”, encerrou a prefeitura.

Nível dos rios que cortam Pouso Alegre continua baixando / Foto: Ascom PMPA
Pouso Alegre - foto aérea da cidade com catedral de frente - Imagem reprodução prefeitura

Categoria: Pouso Alegre

Pouso Alegre - foto aérea da cidade com catedral de frente - Imagem reprodução prefeitura
Imagem reprodução prefeitura

A Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) liberou um levantamento nesta semana que mostra as principais menções de destinos turísticos mineiros na internet. E o Sul de Minas apareceu com quatro cidades entre as 25 mais procuradas no estado, segundo o levantamento: Poços de Caldas, Pouso Alegre, Lavras e Varginha.

A cada hora passada, entre janeiro e novembro de 2021, em média pelo menos oito menções e postagens em redes sociais foram feitas sobre destinos mineiros. Ao todo, em 11 meses foram feitas 68 mil menções sobre viagens. O levantamento foi realizado por meio do relatório de Monitoramento Online do Turismo, disponibilizado pelo Observatório do Turismo de Minas Gerais (OTMG), instância de pesquisa vinculada à Secult.

A pesquisa foi feita pela Sentimonitor, empresa de inteligência artificial, com o desafio de coletar, analisar e disponibilizar dados sobre o turismo e experiências em Minas Gerais com o objetivo de embasar políticas públicas. O objetivo do levantamento é utilizar as menções ao turismo como indicador do engajamento do turista com o destino, podendo contribuir para a análise de desejo pelo destino e seu nível de divulgação nas redes. Os dados são constituídos de menções espontâneas em modo público nas redes sociais: Twitter, Facebook e YouTube.

Pouso Alegre

Pouso Alegre figura ao lado de Poços de Caldas, Lavras e Varginha como destinos mais mencionados na internet, no Sul de Minas; ao todo, 23 cidades foram mencionadas. Lembrando que o estado possui 44 Circuitos Turísticos que abrangem cerca de 513 cidades.

Tendo como melhor mês o de abril (9° lugar) e pior o de setembro (22° lugar), Pouso Alegre foi mencionada por 189 pessoas ficando em ; a pesquisa somou 15.438 menções, sendo que 7.930 foram menções da capital Belo Horizonte, 1.060 de Uberlândia e 769 de Capitólio, as três mais mencionadas. Poços de Caldas aparece em 8° com 407 menções, Lavras em 19° com 158 e Varginha em 20° com 157 menções.

“Analisando os dados coletados desde janeiro/2021 até novembro/2021, é visível um aumento gradual de menções no contexto de viagens à Minas Gerais, o que pode ser por consequência do avanço na vacinação contra à Covid-19 e reabertura da economia, onde algumas medidas de restrição que antes afastavam viajantes agora foram abandonadas, possibilitanto uma retomada no turismo no estado. É possível perceber a diminuição do número de menções de viagens em meses posteriores ao aumento de casos de covid no estado, a exemplo da segunda onde da epidemia no qual houve um aumento significativo de casos em março, que levou a uma queda de viagens em abril”, explica a empresa responsável pela pesquisa.

LEIA TAMBÉM: Pouso Alegre lança projeto de incentivo ao turismo

Entre os setores mais procurados e mencionados na internet, em Pouso Alegre, estão o de Natureza em 1°, Gastronomia e Esporte em 2° e Religião, Família e Estudo em 3°. As menções aumentaram em relação a 2020, quando a porcentagem foi de 40%, elevando para 60% em 2021.

“É ganhando cada vez mais importância que a cidade vai crescendo, atraindo novos empresários, gerando mais empregos e ampliando a inclusão social”, afirma o Prefeito, Rafael Simões.

Vem para Pouso Alegre

E para quem está pensando em visitar a cidade, o município possui um site com guia completo dos pontos turísticos, destacando atrativos da natureza, a hospitalidade do povo pouso-alegrense, gastronomia, cultura e a diversidade de atrações existentes em Pouso Alegre. Além disso, foi criado também um aplicativo turístico chamado “Caminhos da Mantiqueira”, para guiar os turistas.

O projeto “Vem para Pouso Alegre” foi lançado há cerca de três meses, em outubro de 2021, com o objetivo de investir no turismo como um grande pilar de desenvolvimento econômico e social para o município.

O programa tem parceria com o Sebrae, Associação do Comércio e Indústria, Sindicato dos Hotéis, Restaurantes e Similares, Câmara Municipal e Governo de Minas. Mais informações acesse o site.

Dados coletados

O aumento de 67% menções em relação ao ano de 2020 também pode ser interpretado como um maior interesse e viagens feitas para Minas Gerais. O crescimento também comprova o sucesso das ações do programa Reviva Turismo, lançado em maio do ano passado, pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo.

A capital Belo Horizonte teve um volume de dados significativamente superior às demais cidades. Sem considerar a capital, Uberlândia ocupa o primeiro em quase todos os meses, com exceção do mês de março, o qual a cidade de Poço de Caldas ganha destaque, e abril, a cidade de Capitólio. O destino de Ouro Preto é mais procurado entre os meses de julho a setembro, enquanto Montes Claros é mais procurado no verão (região que abriga uma série de cachoeiras).

Quanto a divisão dos segmentos por municípios, conforme maior quantidade de menções, a temática Natureza é a que mais se apresenta em quase todas as cidades. Com a flexibilização do isolamento social, passeios ao ar livre em paisagens naturais têm sido mais procurados.

O relatório completo pode ser acessado no site do OTMG, na aba sobre o Monitoramento Online do Turismo, na parte de ’Indicadores’. Onde está publicado o relatório e também o painel de monitoramento das menções online.

Categoria: Pouso Alegre

Davi Arouca recebe 1ª vacina infantil contra a Covid em Pouso Alegre. Imagem Ascom PMPA.

Davi Arouca, de 11 anos, é a primeira criança a receber a vacina contra a Covid, em Pouso Alegre. Ele foi junto com a mãe Tatiana de Souza Arouca até a Casa da Cultura, na manhã desta terça-feira (18). O local e calendário ainda não tinham sido informados anteriormente pelo município. A primeira etapa será para crianças de 11 anos ou as com deficiência ou comorbidade que tenham entre 5 e 11 anos.

A Casa da Cultura funciona a partir desta semana como ponto exclusivo de vacinação infantil contra Covid. O horário de atendimento é de 8h às 16h. É preciso estar com um dos pais ou responsáveis. Ministério da Saúde recomenda que crianças acompanhadas de outras pessoas levem autorização dos pais. Primeira remessa enviada ao município tem 740 doses e Pouso Alegre já tinha cerca de 700 crianças cadastradas.

Saiba como agendar e vacinar

Antes de levar a criança para vacinar é preciso fazer o cadastro em www.pousoalegre.mg.gov.br/imunizapa e aguardar agendamento para vacinação. “As crianças com deficiência permanente ou comorbidade grave, podem procurar a Casa da Cultura. Elas possuem total prioridade e não precisam de agendamento”, destaca a secretária de saúde, Silvia Regina.

Categoria: Pouso Alegre

Categoria: Pouso Alegre

Um veículo foi totalmente destruído após pegar fogo na Fernão Dias, próximo à Pouso Alegre, na tarde desta segunda-feira (17/01). De acordo com o Corpo de Bombeiros, quatro ocupantes estavam no veículo, um casal e dois filhos, e todos conseguiram sair antes do incêndio tomar conta do carro. Um problema mecânico teria causado o incêndio.

O casal ainda conseguiu retirar os pertences do veículo. O Corpo de Bombeiros realizou o respaldo ao chegar no local, mas o veículo já tinha sido totalmente destruído.

Categoria: Pouso Alegre

Acompanhadas pela prefeitura, mais famílias deixaram o abrigo temporário nesta segunda-feira / Foto: Ascom PMPA

A Defesa Civil continua monitorando os rios que cortam a cidade de Pouso Alegre e nas últimas 24 horas, o nível do rio Sapucaí Mirim caiu de 1,50 metros para 1,30 metros e o Mandu subiu de 1,70 metros para 1,90 metros. Com a estabilidade do nível dos rios e a ‘trégua’ das chutas intensas, mais famílias que estavam em um abrigo temporário na cidade retornaram para casa.

De acordo com a Prefeitura Municipal, cerca de 59 pessoas precisaram de acolhimento no CIEM do Fátima desde o início das enchentes e alagamentos na cidade. Destas, 14 permanecem no local nesta segunda-feira (17/01); ao todo, das 16 famílias que ficaram desabrigadas, somente três continuam no abrigo temporário.

“O município, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), segue acompanhando as famílias que retornaram para os seus imóveis dando todo o apoio necessário. Durante o retorno eles receberam kits de higiene pessoal, produtos de limpeza e cestas básicas”, explicou.

Aproximadamente 200 famílias foram afetadas pelas chuvas e estão sendo acompanhadas pela prefeitura.  O bairro São Geraldo está entre os mais atingidos e segue sendo monitorado durante 24 horas, segundo a Prefeitura Municipal.

“A Prefeitura mobilizou uma força-tarefa para atendimento às vítimas das intensas e constantes chuvas que assolaram parte da cidade nos últimos 10 dias. Os atingidos que não puderam ser encaminhados para a casa de familiares e amigos foram acolhidos no abrigo temporário estruturado pela Administração Municipal CIEM do Fátima”, concluiu o Executivo.

Cerca de 200 famílias foram afetadas pelas chuvas em Pouso Alegre  / Foto: Ascom PMPA

Categoria: Pouso Alegre

Simone trabalhava como motorista de aplicativo, além de técnica de enfermagem. Imagem: reprodução Facebook

Morreu, no início da noite deste sábado (15/01), a mulher que teve o carro atingido por outro veículo em acidente Avenida Dique 2, em Pouso Alegre. Simone Aparecida Faria, de 50 anos, foi socorrida com vida e faleceu depois de dar entrada ao Hospital das Clínicas Samuel Libânio. Simone era técnica de enfermagem e trabalhava também como motorista de aplicativo. De acordo com os bombeiros, que socorreram a motorista, Simone havia sofrido múltiplas fraturas.

O acidente

Carros batem de frente na Dique 2 e duas pessoas ficam feridas. Imagem: redes sociais
Carros batem de frente na Dique 2 e duas pessoas ficam feridas. Imagem: redes sociais

O acidente foi na tarde deste sábado. Um carro que subia a avenida Dique 2, sentido bairro, invadiu a pista contrária, depois que o motorista perdeu o controle da direção. Simone descia no sentido Centro, quando teve o veículo atingido de frente. Em ambos os carros estavam apenas os motoristas. O homem, de 33 anos, sofreu fratura nos membros inferiores e também foi levado ao hospital pelos bombeiros.

Segundo o boletim da Polícia Militar, o motorista do carro estava consciente e negou a fazer o teste do etilômetro. Ainda conforme a PM, o homem estava confuso e disse não lembrar do que havia ocorrido. Testemunhas contaram que o homem estava em um jogo de futebol, antes do acidente. Ele não apresentava sinais visíveis de embriaguez, ele foi autuado pela recusa de soprar o equipamento, além do acidente de trânsito.

Irmã da primeira-dama

Simone tinha cinco irmãos, entre eles a primeira-dama de Pouso Alegre, Ana Simões. O velório de Simone Aparecida será na funerária Santa Edwiges, a partir das 07h deste domingo (16/01). O sepultamento será às 11h, no cemitério Jardim do Céu.

Até a publicação desta matéria não havia mais informações sobre o quadro de saúde do outro motorista. O acidente será investigado pela Polícia Civil. A perícia esteve no local da batida ainda na tarde de sábado.

Carros batem de frente na Dique 2 e duas pessoas ficam feridas. Imagem: redes sociais

Categoria: Pouso Alegre

Carros batem de frente na Dique 2 e duas pessoas ficam feridas. Imagem: redes sociais
Carros batem de frente na Dique 2 e duas pessoas ficam feridas. Imagem: redes sociais

Duas pessoas ficaram feridas após dois carros baterem de frente na Avenida Dique 2, em Pouso Alegre, Sul de Minas. O acidente foi na tarde deste sábado (15/01). Os feridos são os motoristas dos veículos, uma mulher de 50 anos, e um homem de 33 anos. Socorro às vítimas foi feito pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo os bombeiros, o homem ficou presos às ferragens, sendo necessário o uso de equipamentos para cortar a lataria do veículo para a retirada da vítima. O motorista teve fraturas nos membros inferiores e foi levado pela ambulância da corporação para o Hospital das Clínicas Samuel Libânio.

Já a mulher que dirigia o outro carro teve suspeita de múltiplas fraturas e também foi encaminhada ao hospital. Ainda conforme os militares, a mulher teria apresentado quadro de parada cardíaca ao dar entrada no hospital. Não há novas informações sobre a situação das vítimas.

No acidente, um dos veículos invadiu a pista contrária, batendo de frente com o carro que descia a avenida sentido centro. A perícia da Polícia Civil esteve no local para apurar as causas do acidente.

Carros batem de frente na Dique 2 e duas pessoas ficam feridas. Imagem: Corpo de Bombeiros
Carros batem de frente na Dique 2 e duas pessoas ficam feridas. Imagem: Corpo de Bombeiros
Pouso Alegre com tempo chuvoso. Foto: Madu Macedo

Categoria: Pouso Alegre

Pouso Alegre com tempo chuvoso. Foto: Madu Macedo
Foto: Madu Macedo

Com 160% de aumento dos casos diários de Covid, Pouso Alegre chega a média de 300 pacientes confirmados a cada dia. Boletim divulgado pela prefeitura na noite desta quinta-feira (13/1) aponta 902 casos confirmados de 10 a 12 de janeiro. Na segunda-feira (10/01), a prefeitura teve 1.164 confirmações de Covid no boletim referente a 31 de dezembro a 9 de janeiro. As internações aumentaram de acordo com dados atuais. Exames foram realizados 95.839 vezes até o último boletim.

São 27.213 contaminações e 474 vidas perdidas desde o início da pandemia. O boletim recente não teve registro de morte por Covid. Em três dias aumentou a ocupação de leitos em hospitais. Os leitos clínicos passaram de 15% para 40% de ocupação, com oito pacientes de Pouso Alegre e oito da região. Na UTI a ocupação de leitos passou de 6% no domingo (9/1), para 20% na quarta-feira (12/1). São seis pacientes na UTI, sendo quatro do município e dois do Sul de Minas.

Vacina para prevenir casos graves e óbitos

Na semana em que o Brasil recebeu a primeira remessa de vacinas infantis, Pouso Alegre reforça a importância de cadastrar o público de 9 a 11 anos para ser vacinado contra a Covid. O cadastro é feito em pousoalegre.mg.gov.br/imunizapa. Profissionais da saúde de todo o país reforçam a importância da vacinação para proteger contra casos graves e mortes por Covid, ainda mais com recente aumento de contágio em todo o Brasil.

Público acima de 12 anos deve buscar unidades de saúde para tomar inclusive, reforço do imunizante em segunda e terceira dose. Intervalo entre as doses é de quatro meses. Quem recebeu vacina da Janssen que era de dose única anteriormente, agora tem que tomar o reforço. A campanha em Pouso Alegre vacinou 129.604 com a primeira dose, 120.353 com a segunda dose, 33.105 com a terceira dose e 3.713 com dose única (Janssen). Pelo vacinômetro, mais de 96% das pessoas receberam duas doses da vacina.

 

Categoria: Pouso Alegre

No início da semana mostramos imagens de uma casa que foi tomada pela enchente no bairro São Geraldo, em Pouso Alegre. Maria Inez Firmino Machado, de 53 anos, chorou muito ao ver a situação de sua residência. Agora, após a água baixar, a mulher retornou para casa juntamente com o marido, Sebastião Donizetti Machado de 61 anos. Ela e a família fizeram um dia de limpeza nesta quinta-feira (13/01) para um novo recomeço após enfrentarem dias difíceis.

Em imagens enviadas ao Terra do Mandu, o filho da moradora, Jonas Donizetti, mostra a mãe e outros membros da família realizando a limpeza dos cômodos e móveis da casa. Além disso, ele ainda registra que do lado de fora da residência ainda tem água, mas sem levar perigo aos moradores.

De acordo com o filho, a água começou a entrar na residência da família no sábado (08/01). Os moradores ainda precisaram quebrar um muro, com a ajuda de vizinhos, para retirada de alguns móveis da casa. O filho disse ainda que a família perdeu um guarda-roupas e mantimentos; ele afirmou que a família conseguiu recuperar o fogão.

Os móveis que a família conseguiu retirar da residência foram levados para a casa de amigos no bairro Foch. Já Maria Inez Firmino e seu esposo, Sebastião Donizetti Machado de 61 anos, se abrigaram durante os últimos dias na casa da filha do casal no bairro Morumbi.