Categoria: Polícia

Três homens foram presos no bairro Jatobá. Com eles, foram encontrados materiais de roubos avaliados em R$ 60 mil. Os homens são suspeitos do roubo o bairro das Cabritas, quando a moradora Jandira Ribeiro da Costa, de 59 anos, morreu com as mãos amarradas.

Homens presos com simulacro de arma de fogo cheques e tocas ninja. Foto: PMMG

A Polícia Militar prendeu, na madrugada desta sexta-feira (17), uma quadrilha suspeita de diversos roubos na região de Pouso Alegre. Segundo a PM, os presos são suspeitos do crime de latrocínio ocorrido na semana passada (07/01), no bairro das Cabritas. Uma mulher de 59 anos foi encontrada morta dentro da própria casa, que estava toda revirada.

A prisão da quadrilha ocorreu no bairro Jatobá, após trabalho de investigação da PM, com o apoio da Polícia Civil. De acordo com a PM, dois suspeitos foram abordados e presos em um carro quando se preparavam para um novo roubo. Com os homens, foi encontrado um simulacro de arma de fogo e duas tocas ninja.

As equipes policiais estiveram na casa onde a quadrilha guardava os produtos dos roubos e furtos e mais um homem foi preso. Na residência, foram encontrados diversos materiais, incluindo fertilizantes e equipamentos agrícolas. Os insumos e maquinário estão avaliados em R$ 60 mil.

Quadrilha guardava produtos de roubo em casa no bairro Jatobá. Foto: PMMG

Latrocínio na zona rural

Na terça-feira (07), a senhora Jandira Ribeiro da Costa, de 59 anos, foi encontrada com as mãos amarradas para trás e já sem vida. Ela era viúva e morava sozinha no bairro das Cabritas, zona rural de Pouso Alegre, região do bairro Canta Galo. A casa da mulher estava todo revirada.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e o corpo de Jandira foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Pouso Alegre. O laudo do IML apontou que a mulher tenha morrido de causas naturais. Ela teria sofrido um infarto por causa da ação dos criminosos.

Os três homens presos nesta sexta-feira estão sendo ouvidos na delegacia da Polícia Civil.

Categoria: Polícia

Crime foi por volta das 12h, próximo ao Hospital Samuel Libânio. Um boletim de ocorrência foi registrado. O veículo não foi levado.

Veículo estava parado nesta rua quando teve a porta arrombada. Foto: imagem Google

Um carro foi arrombado por volta do meio-dia desta quinta-feira (16), em Pouso Alegre. Dentro do veículo, que pertence ao impressor gráfico Luiz Fernando Costa, estava uma maleta com documentos, dinheiro, cartões de banco e boletos de contas que seriam pagos. Essa maleta foi levada pelo criminoso. O veículo não foi levado.

O carro estava estacionado na Rua Izidoro da Silva Cobra, uma rua abaixo da Comendador José Garcia, próximo ao Hospital das Clínicas Samuel Libânio. A Polícia Militar foi acionada e procura imagens de câmeras de segurança da vizinhança para tentar identificar o ladrão.

Além do dinheiro pagamento da semana, na maleta estavam vários documentos pessoas, inclusive a carteira de trabalho do impressor gráfico. O dinheiro seria usado para pagar os boletos de contas telefônicas e de TV.

Luiz e a esposa já registraram um boletim de ocorrência. Cristiane, esposa de Luiz, conta que o marido se ausentou por poucos minutos e ao voltar o carro já estava arrombado.

O casal pede que se alguém encontrar os documentos jogados por aí, avisar a polícia ou deixar o recado aqui nesta matéria que eles iram busca-los. Nome nos documentos é de Luiz Fernando Costa.

Categoria: Polícia

Foi o primeiro ataque a bancos de 2020 na região. Na área da 17ª RPM, esse foi o primeiro ataque desde maio do ano passado, quando houve o roubo à Caixa em Pouso Alegre.

Criminosos atacam agências do Banco do Brasil e Caixa em São Gonçalo do Sapucaí. Foto: redes sociais

Criminosos explodiram caixas eletrônicos do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, na madrugada desta quarta-feira (15), em São Gonçalo do Sapucaí. Esse foi o primeiro ataque a bancos no Sul de Minas em 2020. Até o momento, ninguém foi preso.

A quantidade de caixas estourados ainda não foi informada. Foto: redes sociais

Segundo a Polícia Militar, os criminosos atacaram as duas agências que ficam no centro da cidade. O bando chegou em uma caminhonete e outros veículos davam apoio a ação. Após o roubo, os bandidos fugiram pela rodovia, no sentido ao município de Cordislândia.

Ainda não foi informado quantos caixas eletrônicos foram explodidos e a quantia em dinheiro que a quadrilha levou. As agências estão isoladas para o trabalho da perícia da Polícia Federal, já que se trata de bancos públicos.

A fumaça das explosões dava pra ser vista de vários pontos da cidade. Foto: redes sociais

Oito meses sem ataque

O ataque ocorrido nesta madrugada em São Gonçalo do Sapucaí é o primeiro após oito meses sem esse tipo de ocorrência na área da 17ª Região da Polícia Militar, com sede em Pouso Alegre. O último ataque nessa região, com 72 municípios, tinha sido a Caixa Econômica Federal, no dia 20 de maio de 2019 em Pouso Alegre.

Durante o ano, a Polícia Militar realizou reuniões com os comandantes dos quatro batalhões da área da 17ª RPM (Pouso Alegre, Extrema, Itajubá e São Lourenço) para montar estratégias para prevenir esse tipo de ataque.

Categoria: Polícia

Dinheiro levado da mercearia foi recuperado. Foto: Polícia Militar

A Polícia Militar prendeu um homem, de 22 anos, nesta sexta-feira (10), suspeito de assalto a uma mercaria de Pouso Alegre.

Segundo a PM, por volta das 10h30 o homem entrou na mercearia que fica na Rua Coronel Brito Filho e, armado com uma faca, anunciou o assalto. O ladrão pegou o dinheiro do caixa e fugiu.

A polícia fez rastreamento e conseguiu localizar o suspeito. Ele estava com R$ 439, em diversas notas. A faca que teria sido usada no assalto não foi localizada.

Categoria: Polícia

Os homens foram presos no pedágio de Cambuí, após assalto em Perdões. Eles também são suspeito de roubo em loja no Centro de Pouso Alegre, ocorrido no sábado.

Material recuperado com os homens. Foto: Polícia Militar

Na manhã desta quinta-feira (09), a Polícia Militar prendeu três homens suspeitos de assalto a uma joalheria em Perdões horas antes. Eles foram presos no pedágio da Fernão Dias, em Cambuí, Sul de Minas. Com eles, foi apreendida os produtos do roubo. Eram várias joias e relógios. A quadrilha é suspeita de roubo a uma loja de folheados, no Centro de Pouso Alegre, ocorrido no último sábado.

Em Pouso Alegre, a quadrilha roubou cerca de R$ 300 do caixa da loja e algumas peças de folheados, com valor estimado de cerca de R$ 2 mil.

De acordo com a PM, o assalto de hoje ocorreu numa joalheria que fica no Centro de Perdões. Dois homens entraram no estabelecimento e anunciaram o assalto, mas não mostraram nenhuma arma de fogo. Do lado de fora, um comparsa aguardava em um carro HB20 de cor branca. A ação foi idêntica da ocorrida em Pouso Alegre no fim de semana.

Após o roubo, os ladrões fugiram pela rodovia Fernão Dias, sentido São Paulo. A PM comunicou o roubo e informou as características do veículo usado pela quadrilha. Equipes da PM do 59º Batalhão de Extrema fizeram o cerco no pedágio de Cambuí e conseguiram prender os criminosos e o material roubado.

Carro flagrado em Pouso Alegre no momento do roubo na cidade. Foto: reprodução

Ainda de acordo com a polícia, os homens são de Campinas. Eles foram encaminhados para a delegacia da Polícia Civil, juntamente com o material recuperado.

Homens que fizeram o roubo em Pouso Alegre estavam de cara limpa e não mostraram arma para funcionárias. Foto: reprodução circuito interno

Categoria: Polícia

Menor é apreendido com 5 kg de maconha em Ouro Fino. Foto: Polícia Militar

Após denúncia anônima, a Polícia Militar apreendeu um menor, de 17 anos, com nove tabletes de maconha em uma mochila. A apreensão foi nesta quarta-feira (08), no bairro Boa Esperança, em Ouro Fino. Os tabletes de maconha pesaram cerca de 5 kg.

De acordo com a PM, o jovem estava comercializando a droga numa rua do bairro Boa Esperança quando foi abordado pelos policiais.

Depois de ser detido, o rapaz e a droga foram encaminhados para a delegacia da Polícia Civil na cidade.

Categoria: Polícia

A mulher foi encontrada amarrada com as mãos para trás, já sem vida. A casa estava toda revirada. A vítima Ela morava sozinha. A polícia irá investigar o caso e ninguém foi preso, até o momento.

Uma mulher, de 59 anos, foi encontrada morta dentro da própria casa, no bairro das Cabritas, zona rural de Pouso Alegre, região do bairro Canta Galo. A vítima, identificada como Jandira Ribeiro da Costa, foi encontrada no quarto, no início da tarde desta terça-feira (07), já sem vida. Segundo a Polícia Militar, aparentemente, a morte tenha ocorrido na madrugada. A mulher é viúva e morava sozinha.

Segundo a PM, o irmão da vítima foi até a casa e chamou por Jandira. Como ela não atendia, ele pulou o muro e encontrou a irmã com as mãos amarradas para trás. a mulher foi encontrada com as mãos amarradas para trás. Ela estava no quarto da casa.

O imóvel estava todo revirado. O Samu foi chamado e constatou a morte da mulher. A vítima tinha um pequeno corte no pescoço, mas não dá para dizer se foi a causa da morte.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Pouso Alegre onde será verificada a causa da morte.

A polícia faz diligências no intuito de localizar algum suspeito do crime. A ocorrência foi registrada como latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Categoria: Polícia

Vídeo que circula nas redes sociais mostra viaturas em perseguição a moto e carro pela Avenida Vicente Simões. Um homem detido por direção perigosa. Ele também estava com um pino de cocaína, uma bucha de maconha e ainda apresentava sinais de embriaguez. Veja o vídeo e leia as informações abaixo:

A Polícia Militar prendeu um homem, de 24 anos, por direção perigosa e posse de porção de cocaína. A ocorrência foi na noite do último sábado (04). Um vídeo foi divulgado nas redes sociais nesta segunda-feira (06) e mostra parte da perseguição.

Duas viaturas da PM perseguem um carro e uma motocicleta pela Avenida Vicente Simões. Os veículos fazem um retorno na avenida e entra sentido bairro Nova Pouso Alegre.

No momento em que a moto e o carro mudam de direção dá para ouvir dois estampidos que seriam de tiros. Segundo informou a assessoria de impressa da Polícia Militar, não há relatos de tiros disparados pelos policiais. A suspeita é que o motociclista possa ter feito os disparos, já que ele parece pilotar com uma das mãos e está com o corpo voltado para trás quando passa em frente à moça que grava o vídeo.

A PM ainda informou que o motorista do carro foi alcançado e abordado. O rapaz de 24 anos foi preso por direção perigosa. Ele também estava com um pino de cocaína e uma bucha de maconha e ainda apresentava sinais de embriaguez.

O homem da motocicleta não foi encontrado.

 

Categoria: Polícia

Criminosos levaram dinheiro do caixa, peças folheados e celulares de funcionárias e clientes. Ninguém foi preso até o momento.

Homens estavam de cara limpa e não mostraram arma para funcionárias. Foto: reprodução circuito interno

Dois homens assaltaram uma loja de acessórios de moda, na tarde deste sábado (04), em Pouso Alegre. A dupla roubou cerca de R$ 300 do caixa da loja e algumas peças de folheados com valor estimado de cerca de R$ 2 mil.

De acordo com a Polícia Militar, os homens não teriam mostrado arma. Eles também estavam de cara limpa. Os ladrões entraram na loja e anunciaram o assalto. Duas funcionárias e dois clientes estavam no estabelecimento. Os criminosos pediram os celulares das vítimas e, em seguida, pegaram alguns objetos e colocaram na mochila que carregavam nas costas.

A ação foi rápida. As imagens do circuito interno da loja e do comércio da vizinhança mostram os rostos dos criminosos e do carro usado na ação.

As imagens também já estão com a polícia que procura pelos homens. A suspeita da PM é que a dupla não seja de Pouso Alegre.

Apesar do material levado, o dono da loja considera o prejuízo financeiro até irrelevante. “O que fica é a frustração e a indignação de que esse tipo de coisa aconteça em nossa cidade. Agradeço a Polícia Militar pela agilidade e comprometimento com o caso e chegou na loja assim que comunicamos o roubo”, disse o comerciante que prefere não se identificar.

Câmeras do comércio ao lado também mostram a dupla. Foto: reprodução

Categoria: Polícia

Márcia das Dores foi encontrada três dias após ex-marido matar a ex-companheira a facadas e jogar corpo no rio. Foto: Corpo de Bombeiros

O corpo da costureira Márcia das Dores Silvério, de 52 anos, foi encontrado na manhã deste domingo (05) no Rio Sapucaí, em Santa Rita do Sapucaí. Márcia foi morta a facadas na última quinta-feira pelo ex-marido, de 51 anos. O homem confessou o crime de feminicídio e está preso no presídio da cidade. Ele não aceitava o fim do relacionamento.

De acordo com os bombeiros, o corpo da vítima foi avistado por populares boiando no rio no local conhecido como ‘Porto Sapucaí’, já no limite entres os municípios de Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí, a cerca de 13 km do local onde o suspeito teria jogado o corpo. Os militares que faziam as buscas se deslocaram até esse ponto e resgataram o corpo da costureira.

Familiares de Márcia das Dores reconheceram o corpo. A perícia da Polícia Civil esteve no local e liberou o corpo para ser encaminhado ao Instituto Médico Legal de Pouso Alegre.

De acordo com a Polícia Militar, na quinta-feira (02), o ex-marido da costureira teria perseguido a ex-mulher por algumas ruas da cidade. Câmeras de monitoramento da prefeitura registraram o carro do suspeito. Depois de várias tentativas, o homem conseguiu convencer a ex a entrar no carro dele.

Ainda de acordo com a PM, após matar a ex-mulher e jogar o corpo no rio, o homem voltou para casa e confessou o crime para os filhos. O homem ainda tentou lavar o carro e remover as marcas de sangue e lama.

Numa rua próxima à casa do suspeito, a PM encontrou o carro com a faca usada no crime e a bolsa da vítima. A polícia iniciou as buscas pelo suspeito ainda na noite de quinta-feira. Mais de 25 locais na área urbana e zona rural foram checados.

Ronaldo foi preso no loteamento Dr Luiz Renno Mendes, quando tentava fugir para a zona rural. Em depoimento aos policiais, ele confessou o crime e disse que matou a ex porque não aceitava o fim do relacionamento.