Categoria: Notícia

Uma nova massa de ar frio deve provocar o declínio das temperaturas no Sul de Minas a partir da próxima quarta-feira (28). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as menores temperaturas, mínimas e máximas, deverão ocorrer na quinta (29) e sexta (30), com mínimas entre -2°C e -3°C na Serra da Mantiqueira.

Essa massa, de origem polar, deve se espalhar rapidamente pelo país, ocasionando mais um episódio de friagem. Inclusive a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (SEDEC) emitiu um alerta de frio intenso para as regiões Sudeste, Centro-Oeste e sudoeste da Região Norte. O órgão recomenda dar atenção especial às pessoas mais vulneráveis, como idosos, crianças e aquelas em situação de rua.

LEIA TAMBÉM: Delfim Moreira registra -10°C em estação meteorológica particular

Ainda conforme o Inmet, há previsão de formação de geada de intensidade moderada, na sexta-feira (30), no Sul de Minas (área de divisa com São Paulo – Serra da Mantiqueira).

Pouso Alegre intensifica abordagem social

Com a previsão de frio intenso para o Sul de Minas, a secretaria de Políticas Sociais de Pouso Alegre irá intensificar a abordagem social para encaminhar as pessoas em situação de rua até o CEMAPA. A prefeitura informa que caso haja recusa dos serviços, essas pessoas receberão cobertores e luvas.

“A nossa preocupação é para que essas pessoas em vulnerabilidade não sofram com esse frio intenso. Todos os dias são ofertados café da manhã, almoço, jantar e local para passarem a noite. Mas, infelizmente, por vezes há recusa dos serviços disponíveis, e devido a esse frio intenso que se aproxima, a secretaria dará sequência à entrega de uma quantidade de cobertores e luvas para essas pessoas”, disse o secretário de Políticas Sociais Eyder Lambert.

Categoria: Notícia

Oswaldo Rebelo Filho morre aos 72 anos. Foto: Reprodução

Foi sepultado na manhã desta segunda-feira (26), no Cemitério Municipal de Pouso Alegre, o corpo do advogado e ex-vereador da cidade, Oswaldo Rebelo Filho. Aos 72 anos, Oswaldo faleceu na noite de ontem (25), no hospital Renascentista, onde estava internado para tratamento de uma infecção urinária.

Oswaldo Rebelo Filho foi vereador e presidente da Câmara Municipal de Pouso Alegre no ano de 1986. Em nota, a Câmara lamentou a morte do ex-vereador. A Ordem dos Advogados, Subseção de Pouso Alegre também divulgou nota em que presta homenagem ao advogado e desejos conforto aos familiares.

O advogado deixa esposa, filhos, genros, nora e netos. O corpo de Oswaldo Rebelo foi velado na Funerária Ferraciolli e sepultado, às 09h30, no Cemitério Municipal de Pouso Alegre.

Categoria: Notícia

Fiscalização é no sentido bairro-centro. Foto: Ascom prefeitura

A prefeitura de Pouso Alegre informou que o radar instalado na Avenida Noroeste, ligação entre a BR-459 e o bairro Recanto dos Fernandes, já está funcionando em caráter educativo. E que, a partir do próximo dia 02 de agosto, o equipamento passará a multar os motoristas que excederem a velocidade permitida no local, que é de 40 km/h.

Segundo a secretaria de Trânsito e Transportes, a fiscalização eletrônica de velocidade será realizada para quem está entrando na cidade, no sentido  “bairro-centro”.

Radares dentro da cidade

Outras avenidas de Pouso Alegre já contam com radar de limite de velocidade em funcionamento. Recentemente, foram instalados dois equipamentos na ‘Avenida do Píer’, que muda de nome em alguns trechos.

Eles estão nos pontos da Avenida Ver. Dr. Argentino de Paula, oposto ao nº 140 (Sentido Jardim Esplanada – Bairro Pousada dos Campos); e na Avenida Polycarpo Gonçalves Campos, defronte ao nº 380 (Sentido Bairro Pousada dos Campos – Jardim Esplanada).

Também tem radar na Rua Alferes Augusto Gomes de Medela, numa das entradas do bairro São João. Há radar na Avenida Perimetral, no bairro Jardim Yara e na Avenida Prefeito Olavo Gomes de Oliveira, próximo ao bairro Morumbi.

Categoria: Notícia

Carros bateram de frente na MG-173. Foto: redes sociais

Duas pessoas ficaram feridas após uma batida entre dois carros, na rodovia MG-173, entre Conceição dos Ouros e Cachoeira de Minas, na noite deste domingo (25).

De acordo com o Samu, que atendeu a ocorrência, o acidente foi na saída de Conceição dos Ouros, a três quilômetros da cidade, próximo ao clube de campo da cidade. O impacto frontal deixou os carros bastante danificados.

Ainda segundo o Samu, um dos feridos, de 56 anos, foi encaminhado ao hospital de Paraisópolis. A outra pessoa foi socorrida pela ambulância da prefeitura.

O Corpo de Bombeiros de Pouso Alegre e a Polícia Militar Rodoviária também estiveram no local da ocorrência.

Acidente foi entre Ouros e Cachoeira de Minas. Foto: redes sociais

Categoria: Notícia

Carros que estavam na parte inferior da oficina foram danificados. Foto: cedida ao Terra do Mandu

Um incêndio destruiu, ao menos, 13 carros e uma moto em uma oficina automotiva, na manhã deste domingo (25). Não havia ninguém no momento em que o fogo começou e não tiverem feridos. A oficina fica no bairro Faisqueira, em Pouso Alegre, numa rua com vários galpões de empresas, incluindo distribuidoras.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 09h, pela empresa que faz o monitoramento da oficina mecânica. Ao chegar no local, as chamas já consumiam a parte inferior do prédio, onde estava a maior parte dos carros. Na parte superior também havia veículos, mas o fogo não se propagou para essa área.

O dono da oficina e funcionários foram para o local acompanhar o trabalho dos bombeiros. Familiares e amigos do dono chegavam a cada momento. O pai do empresário era um dos mais abalados ao ver o tamanho da destruição. Quem estava com carro para ser reparado na oficina também esteve por lá.

De acordo com o sargento dos bombeiros, Ricardo Vilela, disse que, além dos carros, muitas máquinas da oficina foram danificadas. O tamanho do prejuízo ainda será verificado. Outras máquinas e carros que estavam mais no fundo da oficina foram preservados, após os militares trabalharem no resfriamento dessas áreas para impedir a expansão do incêndio.

As causas do incêndio serão apontadas através de perícia. Ainda de acordo com o sargento Vilela, a estrutura do prédio não chegou a ser comprometida.

Oficina tem seguro

O dono da oficina mecânica disse à reportagem do Terra do Mandu que o local tem seguro. Ainda bastante abalado com o fato, ele não conseguiu gravar entrevista.

A reportagem do Terra do Mandu esteve no local:

Categoria: Notícia

Desde que encerrou a carreira de goleiro de futebol, em 2018, Mario Lúcio Duarte Costa, ou apenas Aranha, se dedica, exclusivamente, ao trabalho que já desenvolvia nos tempos de atleta: o combate ao racismo contra os negros. Entre palestras e lives, Aranha acaba de lançar seu primeiro livro sobre assunto.

O tema escolhido para a publicação é uma nova perspectiva da história dos negros no Brasil. O título do livro é ‘Brasil Tumbeiro’ (editora Mostarda), que se contrapõe ao termo usado na época em que os negros eram trazidos em navios da África para a América, principalmente, para o Brasil.

“A gente se acostumou a ouvir navio negreiro. E isso me incomoda porque passa a impressão que aquele navio era para transportar negros. E não. Era para transportar mercadorias. E tumbeiro era mais apropriado. Naquela época, algumas pessoas já usavam esse termo porque, do contingente que vinha da África, metade ou mais da metade acabava morrendo. Era um volume muito grande de pessoas que morriam. Então, se remetia mais a uma tumba”, conta Aranha.

VEJA A ENTREVISTA DE ARANHA AO MANDU NEWS:

Conteúdo do livro

No livro, Aranha faz uma relação entre o passado da escravidão com o Brasil atual, onde se ‘tem morrido muito negros’. Ao mesmo tempo que fala de heróis e heroínas negros da história do país; da importância de existir exemplos em todas as áreas profissionais para estimular as novas gerações.

“A princípio, seria um livro somente escolar. Eu tinha a ideia de trazer para o aluno e para o jovem, a participação negra na história do Brasil para que, nas aulas, quando o assunto foi sobre a escravidão, não fosse uma aula vergonhosa para quem está ali ensinando, e que não fosse uma coisa humilhante, desagradável para quem estava aprendendo”, explica o autor.

“A gente sempre estudou e aprendeu a história do Brasil, principalmente a parte da escravidão, como se os negros só fizessem parte de uma modalidade. Como se eles fossem escravos e, num belo dia, a princesa Isabel acordou e decidiu acabar com tudo e libertar todos os negros. E não foi bem essa a história. Então, eu procurei contar de uma maneira mais justa essa história da escravidão, como ela começa, como ela chegou no Brasil. Como ela se desenvolveu e terminou”, narra.

A importância das referências

Aranha lembra que o Brasil tem grandes personagens negros na sua história, que poderiam servir de exemplos, espelho, e mostrar para os jovens que não é só na arte, só no futebol que existe oportunidade.

“Se no pior período para ser negro, no período da escravidão, tivemos engenheiros, médicos, advogados, escritores… porque hoje, que as coisas estão mais fáceis, a gente não tem esses grandes exemplos, não tem uma grande maioria nessas áreas? Se você não tem exemplos, referências, como é que você vai se estimular em ser alguma coisa que nem passou pela sua mente, que você julgava uma coisa impossível?”, questiona.

O próprio Aranha, que nasceu e cresceu no bairro São João, periferia de Pouso Alegre, no Sul de Minas, não teve referências para seguir uma carreira que não fosse no futebol, como muitos jovens que saem das periferias para buscar vencer no esporte ou na arte.

“Eu nunca pensei em ser um advogado, um médico, um engenheiro. Nunca tive estímulo para estudar. E nem a minha família me cobrava isso. Porque ninguém, próximo da nossa realidade, chegou a ser. Porque nós seríamos? Então, o exemplo vem daí”, destaca.

Racismo no futebol: Episódio de 2014

Aranha encerrou a carreira em 2018 no Avaí, time de Santa Catarina. Passou por Ponte Preta, Joinville, Palmeiras, Santos e Atlético-MG. Quando estava no Santos, ele viveu um dos mais marcantes episódios de racismo no futebol brasileiro.

Em 2014, numa partida contra o Grêmio pela Copa do Brasil, parte da torcida do time gaúcho começou a emitir sons de macaco quando Aranha pegava na bola. As câmeras da televisão flagraram as ofensas racistas e o clube de Porto Alegre foi punido com a exclusão da competição.

Aranha já trabalhava para combater o racismo contra os negros. Após o episódio de 2014, ele passou a ter ainda mais voz sobre o assunto. “A grande mídia, principalmente, começou a me dar atenção e espaço para falar de outras coisas que não fosse sobre futebol, sobre o esporte, sobre a minha carreira. E, quanto mais eu falava, mais gente interessada em ouvir aparecia”.

Prêmio Direitos Humanos

A luta contra o racismo e pela igualdade deu a Aranha o reconhecimento do Governo Federal, em homenagem entregue pela então presidente Dilma Rousseff. O ex-goleiro, campeão da Libertadores, considera o troféu do ministério dos Direitos Humanos como um dos maiores títulos da vida e da carreira.

Mário Aranha reforça que não existe outra maneira de resolver um problema que não seja falando e debatendo sobre ele. O autor de Brasil Tumbeiro ainda cita que não tem como combater, firmemente o racismo no Brasil sem magoar alguém.

“Direta ou indiretamente, quem não é negro acabou levando uma vantagem. Enquanto os negros eram proibidos de estudar, outras pessoas, filhos de fazendeiros, ganhavam bolsas em universidades. Então assim, teve todo esse lance em que muitas coisas refletem hoje. Um tema muito complicado que os próprios negros não gostam de tocar, de debater porque acaba magoando alguém. Mas hoje é necessário. Como disse, não tem como resolver um problema, sem discutir, sem falar sobre ele”, finaliza o ex-goleiro.

Categoria: Notícia

Acidente BR-459 entre Pouso Alegre e Congonhal. Foto: redes sociais

Um carro bateu na traseira de um caminhão, na tarde desta sexta-feira (23), na BR-459, entre Pouso Alegre e Congonhal. O acidente foi na altura do KM 92, sentido Congonhal, próximo ao bairro dos Coutinhos, numa subida. Metade do carro ficou debaixo da carroceria do caminhão, que estava carregado com mandioca.

A imagem impressiona. O teto do veículo de passeio foi quase arrancado com a força do impacto. A reportagem do Terra do Mandu apurou com a Polícia Militar, que esteve no local antes da chegada da Polícia Rodoviária Federal, que a motorista do carro, que estava sozinha, teve apenas ferimentos em uma das mãos. Ela foi encaminhada para o hospital de Congonhal.

A suspeita é que o sol de fim de tarde possa ter atrapalhado a visão da motorista e o caminhão fazia uma subida lenta, devido ao peso da carga. O carro de passeio tem placas de Santo Antônio do Pinhal. Já o caminhão é de Congonhal. O trânsito no local ficou com uma faixa interditada.

Teto do carro foi arrancado até metade. Foto: redes sociais

Categoria: Notícia

Carreta com couro de boi tomba na MG-290 e pega fogo. Foto: redes sociais

Uma carreta que transportava couro de boi tombou na MG-290, entre Borda da Mata e Inconfidentes, e começou a pegar fogo. O acidente aconteceu na manhã desta sexta-feira (23), após o motorista perder o controle do veículo e sair da pista.

O incêndio atingiu a carga, que se espalhou pelo asfalto após a carreta tombar. O fogo além de atingir o veículo, em virtude do vento, também se propagou para a vegetação da margem – no sentido Borda da Mata.

O Corpo de Bombeiros de Pouso Alegre esteve no local e conseguiu controlar as chamas. Porém, a carreta já havia sido destruída, e uma área de aproximadamente 10 hectares da vegetação foi queimada.

Não houve vítimas no acidente. O motorista da carreta saiu ileso. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o veículo carregado de couro de boi estava indo de Juiz de Fora para o interior de São Paulo.

Categoria: Notícia

A Polícia Civil prendeu, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, um jovem de 25 anos suspeito de se passar por investidor para praticar estelionato no Sul de Minas e região do Triângulo Mineiro. O suposto golpista estava foragido, e teria causado prejuízos superiores a R$ 2 milhões nas cidades de Pouso Alegre e Uberlândia.

Conforme as investigações, o homem se passava por “trader”, um investidor do mercado financeiro, para convencer as vítimas a investir grande quantidade de dinheiro com a promessa de rápido retorno financeiro. Após um tempo, o suspeito desaparecia com os valores investidos.

Em Pouso Alegre, segunda apuração da polícia, o suposto golpista teria causado prejuízos superiores a R$ 2 milhões. Uma vítima, que preferiu não se identificar, contou ao Terra do Mandu que investiu R$ 10 mil há um ano e meio, após uma colega indicar os serviços dele. O contrato, registrado em cartório, previa retorno financeiro em oito meses, com repasse mensal dos juros. Porém, ela não recebeu nenhuma parcela.

“Chegou o dia dele me pagar a primeira parcela, e não pagou. Eu comecei a cobrar, e ele parou de responder. Falei com a minha amiga, ela disse que às vezes atrasava um pouco. Mas ele não me respondia mais. Foi então que fiz um boletim de ocorrência coletivo”, afirma. A vítima ainda afirmou que existe um grupo no WhatsApp com mais de 20 pessoas que contrataram o serviço do suposto golpista.

Em Uberlândia também foi instaurado um inquérito a partir da denúncia de prejuízo de R$ 130 mil por uma das vítimas. Agora, a polícia procura identificar se o homem agia com comparsas no município, e se teria aplicado golpe em mais pessoas.

Prisão do suposto investidor

A Polícia Civil em Pouso Alegre expediu um mandado de prisão preventiva para o suspeito no ano passado. Desde então, ele estava foragido. Foi a partir do cruzamento de informações entre as equipes policiais mineiras que o paradeiro do foragido foi descoberto em Angra dos Reis, onde forças policiais do Estado do Rio de Janeiro prenderam o suposto golpista na última quarta-feira (21).

Na casa onde ele morava, os policiais encontraram contratos em branco, procurações de supostas vítimas, cartões de visita, planilhas de cálculos de rendimentos do dinheiro aplicado, além de cartões de bancos e notebooks, cujos bens, conforme a apuração, foram comprados com o dinheiro subtraído dos cartões bancários de vítimas.

A reportagem do Terra do Mandu tentou contato com a defesa do suspeito, mas não obteve retorno.

Categoria: Notícia

O secretário de Turismo da cidade e um amigo mostram o gelo que se formou nas bexigas. Atrás, o branco da geada. Foto: Mateus Ribeiro

A estação meteorológica instalada no bairro do Charco, zona rural de Delfim Moreira, Sul de Minas, registrou -10°C na manhã desta sexta-feira (23). Ontem, o equipamento já havia marcado -9.1°C. A estação é particular, instalada por um estudante de geografia da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), que procurava o que seria o ponto mais frio da Serra da Mantiqueira, numa altitude de 1.712 metros.

Nesta sexta, quando o pessoal da prefeitura e moradores do bairro acordaram bem cedinho para ver o que os esperavam, encontraram muito, mas muito gelo pelo caminho. A paisagem estava branca, coberta pela forte geada. Pequenos lagos e a água de bebedouro dos animais estavam com uma grossa camada de gelo. A água que escapava de um canal também formou gotas congeladas no capim.

Sabendo que viria mais uma madrugada gelada, o secretário de Turismo, Esporte e Lazer da cidade mineira, Mateus Ribeiro, colocou encheu bexigas com água e foi conferir o resultado nesta manhã. Tudo congelado. Mais parecia um ovo de gelo (foto acima).

Estação está numa altitude de 1.712 metros. Foto: Mateus Ribeiro
Gotas que saíam de canal congelam na vegetação. Foto: Mateus Ribeiro
-10°C – Bairro do Charco em Delfim Moreira MG – Foto – reprodução prefeitura
-10°C – Bairro do Charco em Delfim Moreira MG – Foto: Mateus Ribeiro

Menor temperatura do Brasil

Nas medições oficiais da rede do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), que não tem estação em Delfim Moreira, a menor temperatura desta sexta no Brasil foi a registrada no distrito de Monte Verde, em Camanducaia, também no Sul de Minas. Por lá, a mínima foi de -2.4°C. Já em Maria da Fé o registro foi de 1.4°C.

De acordo com a meteorologista do INMET, Anete Fernandes, é realmente possível que a temperatura no bairro do Charco, em Delfim Moreira, tenha sido essa mesmo, considerando a altitude em que está localizada. Mas isso não representa a temperatura na cidade.

As estações da rede do INMET seguem critérios internacionais, já que os dados são compartilhados com outros países. Entre esses critérios está o de sensores terem o mesmo fabricante.

Vem nova massa de ar frio

A atual onda de frio extremo nem foi embora e a notícia é que outra já está vindo aí. Nos próximos dias as temperaturas terão uma ligeira elevação, mas o fim de semana é de mínimas capaz de continuar com as geadas em áreas do Sul de Minas, informa Anete.

Já no meio da próxima semana, a temperatura máxima volta a cair, seguida da diminuição também da mínima. “Ainda não é possível afirmar como será essa nova onda de frio. É preciso esperar a evolução da massa de ar pelo continente. Mas a tendência é que seja um episódio ainda mais forte do que o atual”, alerta a meteorologista.

 

No bairro Reserva em Maria da Fé o frio foi de -4.4°C em estação particular. Foto: William Siqueira
No bairro Reserva em Maria da Fé o frio foi de -4.4°C, em estação particular. Foto: William Siqueira