0

Secretária lamenta medicamentos jogados em lixeira da UPA em Pouso Alegre

Secretária de Saúde da cidade afirmou que é "desmotivante e desesperador" ver pessoas ganhando medicamentos e descartando

Iago Almeida
11/01/2022

Pouso Alegre registrou mais de mil casos positivos para Covid-19 em 10 dias. Os dados estão no boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (10/01) pela prefeitura, com dados até domingo (09/01). Foram exatos 1.164 moradores contaminados em relação ao boletim anterior, divulgado em 30 de dezembro.

Além disso, segundo secretária municipal de saúde, Silvia Regina, usuários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) estão recebendo medicação grátis e descartando em lixeiras da própria unidade. Os remédios foram identificados pelos servidores da saúde como os mesmos que foram entregues a pacientes que passaram por atendimento. O flagrante de medicamentos descartados ocorreu nesta terça-feira (11/01).

“Os profissionais de saúde, a gente sai de casa todos os dias para fazer o melhor e aí quando se vê, um morador receber a medicação, para que ele não tenha que circular por local nenhum, pegar essa medicação e jogar no lixo, na própria unidade de saúde. É desmotivante isso, é desesperador, a gente infelizmente ter que conviver com esse tipo de problema ainda na população”, enfatizou a secretária.

“Nós olhamos tudo isso com muita tristeza, porque tem quem precisa de verdade e quando um joga fora, o outro está na fila aguardando para ser atendido e talvez, esteja de fato precisando. Nós estamos atendendo uma média de 500 pessoas por dia, nossas equipes estão exaustas e com vários profissionais de saúde afastados que estão contaminados, então, a colaboração da população é muito importante nesse momento,” lamenta a secretária.

Pacientes jogaram medicamentos ganhados em lixeira da UPA / Fotos: Prefeitura de Pouso Alegre

A secretária ainda afirmou que os medicamentos são novos e foram prescritos aos pacientes durante consulta. O prefeito Rafael Simões pede a colaboração da população para não fazer esse tipo de atitude.

“As pessoas tem sido atendidas e medicadas, e encontrar a medicação no lixo é um absurdo! Os funcionários da UPA tem feito todo o possível para atender a todos, e isso não pode ser admissível. Por isso pedimos a colaboração da população, se não quer tomar os medicamentos, então avise o médico que não quer, porque tem quem precisa dessa medicação”, afirmou.

Além disso, a secretária ainda falou sobre o aumento da procura por testes e a alteração de protocolos, de isolamento, de distanciamento, anunciados pelo Ministério da Saúde recentemente. Confira a entrevista completa com a secretária:

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.