0

Multinacional em Pouso Alegre elimina envio de resíduos para aterro e recebe certificação internacional

A Berry Global tem duas unidades na cidade e gera até seis toneladas de resíduos por dia. O material é enviado para reciclagem ou compostagem.

Magson Gomes
20/08/2021

As duas unidades em Pouso Alegre da multinacional Berry Global acabam de receber a certificação internacional de lixo zero. Por dia, são cerca de seis toneladas de resíduos produzidas. Todo esse material é reaproveitado de alguma maneira.

A indústria produz tecido não tecido, o TNT. Material que é utilizado para a fabricação de máscaras higiênicas, jalecos hospitalares, fraldas e tecido para cobertura de lavouras.

O gerente de Meio Ambiente, Saúde e Segurança, Samuel Martins, conta que o processo de melhoria da gestão ambiental teve início em 2019, quando parou de enviar resíduos para o aterro sanitário de Pouso Alegre.

“Que é uma destinação ambientalmente legal, porém, não é o melhor tipo. O aproveitamento desse recurso a gente não teria mais. Então, o primeiro passo foi eliminar aterro e passamos para reciclagem, ou processamento ou compostagem desses resíduos”, explica. ASSISTA A REPORTAGEM ACIMA

Após análises, a água utilizada no processo produtivo dos tecidos também deixou de ser descartada via incineração para ser usada em processo de compostagem. Com isso, a empresa atingiu o nível de excelência acima de 96% em uma unidade e 97% na outra unidade de destinação correta no entendimento dessa certificadora internacional, que define como correto e desejável, destinar todo resíduo para reciclagem ou compostagem. Nunca ser incinerado e, principalmente, não ter nada de aterro sanitário.

“Com esses processos e com projetos de redução na geração de resíduos, nós participamos de auditorias, fomos auditados nas últimas semanas. Fomos agraciados com essa certificação, sendo a primeira empresa de Minas Gerais, a primeira empresa do ramo de não tecido e a primeira unidade da Berry das mais de 350 que temos no mundo”, conta Samuel Martins

A Berry Global é uma multinacional americana que, há quatro anos, adquiriu as duas unidades em Pouso Alegre que pertenciam a outro grupo, e já produzia TNT.

A capacidade de produção é de até 80 toneladas por dia somando as duas unidades. Disso, sobram até seis toneladas por dia de resíduos entre papel, madeiral, metal e água. ASSISTA A REPORTAGEM ACIMA E VEJA MAIS DETALHES!

Projeto teve início com horta orgânica

Dentro da fábrica da Berry Global em Pouso Alegre existe uma horta orgânica repleta de hortaliças, legumes, frutas e plantas medicinais. O que é cultivado na horta abastece a cozinha da indústria e ainda sobra produção para que os funcionários levem para suas casas ou faça doação a outras pessoas.

Toda a horta foi construída com material reciclável da própria fábrica, desde a cerca, o chão, os canteiros e o adubo.

Horta orgânica abastece cozinha de indústria em Pouso Alegre. Foto: Terra do Mandu

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.