0

Sul de Minas permanece na onda vermelha do Minas Consciente

De acordo com o secretário de Saúde do estado, houve aumento na fila de espera por leitos de UTI na região Sul nos últimos dias.

Gabriella Starneck
27/05/2021

Nesta quinta-feira (27), o Comitê Extraordinário Covid-19 decidiu manter dez das 14 macrorregiões do estado na onda vermelha do Programa Minas Consciente, incluindo o Sul de Minas. Apenas as regiões Norte, Triângulo do Norte, Vale do Aço e Sudeste estão na onda amarela.

De acordo com os dados apresentados pelo Comitê, a taxa de incidência da doença em Minas Gerais apresentou crescimento de 6%. Já o número de pedidos de solicitações de internações aumentou 15,87% na última semana. O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, também afirmou, em entrevista coletiva, que a fila de espera por leitos de UTI na região Sul aumentou nos últimos dias, especialmente na região de Passos.

“A região Sul teve um comportamento um pouco diferente na onda roxa, ela não teve uma queda importante da ocupação de leitos. Então qualquer pico, mesmo pequeno, é capaz de gerar um estresse no sistema de saúde”, afirma Fábio Baccheretti. A região Oeste também preocupa devido ao aumento da fila de espera, e a região do Triângulo Sul por causa no número de casos confirmados.

Inclusive o secretário destaca que para aliviar o sistema de saúde dessas regiões, já foram feitas transferências de pessoas internadas do Sul de Minas para a macrorregião de Juiz de Fora e da Oeste para o Vale do Aço. Além disso, nesta quinta (27), uma força-tarefa da SES esteve em Passos, no Sul de Minas, para acompanhar a situação do município, que está com o sistema de saúde sobrecarregado.

“Nossa equipe está avaliando as condições, reconhecendo os pacientes possíveis de transferência. Estamos fazendo ações junto ao município para que a gente consiga melhorar e reduzir a ocupação dos leitos hospitalares, diminuindo a pressão neste momento de maior estresse na região Sul, especialmente na região de Passos”, afirmou Baccheretti.

Ocupação de leitos em MG

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), a ocupação de leitos de UTI exclusivos para pacientes com a Covid-19 está em 79,55%, enquanto a ocupação de leitos de enfermaria está em 78,21%. Em todo o estado, 253 pacientes aguardam por internação em UTI e outros 410 por um leito de enfermaria.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.