0

Minas Gerais prorroga onda roxa até o domingo de Páscoa

Fase com medidas mais restritiva terminaria na quarta-feira da semana que vem, dia 31. Segundo governo, extensão é necessária diante do avanço do número de casos, óbitos e internações

Magson Gomes
24/03/2021

Praça Senador José Bento foi interditada pela prefeitura de Pouso Alegre, como uma das medidas da onda roxa. Foto: Ascom prefeitura

O governo de Minas Gerais confirmou, no início da tarde desta quarta-feira (24), que todas as macrorregiões do estado permanecerão na onda roxa até o fim da Semana Santa, encerrando no domingo de Páscoa, dia 4 de abril. A decisão de estender o protocolo foi tomada durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar o avanço da pandemia no estado.

Segundo o governo, a manutenção das medidas mais restritivas do plano Minas Consciente é necessária para que o sistema de Saúde restabeleça sua capacidade assistencial à população. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) estima que os resultados do isolamento aparecerão com, ao menos, 14 dias de onda roxa nos municípios mineiros.

As medidas são reavaliadas a cada sete dias pelo Comitê, considerando indicadores como taxa de óbitos, número casos e ocupação de leitos. Na próxima quarta-feira (31/3), o grupo se reúne para decidir as orientações a serem seguidas após o feriado da Páscoa.

Aumento de casos nos últimos dias

Os dados atuais da situação da pandemia mostram que a taxa de incidência da Covid-19 vem aumentando no estado, chegando a 42% nas últimas duas semanas, o que indica que, nos próximos dias, subirá também o número de internações. Na última semana, houve aumento de 6,1% no número de casos e de 6,8% nos óbitos. Já a positividade está em 43%.

“Ficou decidido hoje que o Estado vai prolongar até o domingo de Páscoa a onda roxa. Iremos prolongar os 15 dias já estabelecidos previamente para que a gente garanta que a incidência do estado caia e menos pacientes fiquem esperando por leitos nos hospitais”, disse o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti.

Ocupação de leitos
Outro dado que preocupa o Comitê Covid é que 12 das 14 macrorregiões mineiras têm hoje mais de 90% dos leitos de UTI exclusivo Covid ocupados. Em Pouso Alegre, a ocupação está acima de 100% desde a semana passada.

Em entrevista ao Terra do Mandu, a secretária de Saúde, Sílvia Regina Pereira, afirma que a situação é muito grave. Os doentes de Covid estão em leitos que seriam para pacientes de outras doenças. Não há vagas para receber pacientes de cidades vizinhas e já necessita de leitos em outros lugares, que não estão encontrando com facilidade. VEJA A ENTREVISTA NO MANDU NEWS. ÀS 18H30, NO FACEBOOK E NO YOUTUBE DO TERRA DO MANDU.

Isolamento reduz incidência de casos
Ainda de acordo com a SES-MG, as regiões de Minas que passaram para a onda roxa no início de março, antes da determinação para todo o estado, já começaram a apresentar queda na incidência. Triângulo Norte teve queda de 16% na incidência enquanto a macro Noroeste registrou diminuição de 19% nos últimos sete dias, o que indica a eficácia do isolamento social.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.