0

Depoimento Covid-19: A dor de sepultar um familiar sem velório

Magson Gomes
21/09/2020

Família conta a tristeza do ritual o protocolo quando se perde uma pessoa com a Covid-19. VEJA A REPORTAGEM EM VÍDEO ABAIXO:

O aposentado Valdomiro Pereira de Faria, de 85 anos, é uma das vítimas da Covid-19. Ele faleceu no dia 14 de setembro, no Hospital das Clínicas Samuel Libânio, em Pouso Alegre. Perder um ente querido é triste em qualquer circunstância. E a dor da família é ainda maior por não poder fazer o velório para uma pessoa tão querida.

Foi com esse sentimento que a filha de seu Valdomiro, Maria Aparecida Pereira da Silva, e o filho dela e neto do aposentado, Rafael Pereira da Silva, conversaram com a reportagem do Terra do Mandu.

Eles lembram que seu Valdomiro estava contando os dias para a festa de 86 anos, no próximo dia 10 de outubro. O idoso não tinha nenhum problema grave de saúde e ainda fazia suas tarefas no dia a dia no sítio onde morava. “Mas veio a Covid e despedaçou o pulmão dele”, conta a filha.

O aposentado foi diagnosticado com a Covid no dia 29 de agosto. Ele foi internado na UPA no dia 08 de setembro. No dia 09, segundo a família, ele foi transferido para a enfermaria comum do Hospital das Clínicas Samuel Libânio.

Mas o quadro de saúde do seu Valdomiro piorou e o idoso valeu no dia 14. A família chegou a questionar a maneira como o aposentado seria sepultado. Chegaram a cogitar fazer um boletim de ocorrência para ter direito ao velório, por considerar que o idoso faleceu sem o vírus ativo no corpo.

Depois de ouvir que o protocolo adotado era aquele, a família aceitou sepultar sem despedida.

Veja a reportagem em vídeo:

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.