0

Com controle de entrada, Monte Verde deve receber 5 mil turistas no feriadão

Luíza Carvalho
04/09/2020

O distrito de Monte Verde, na Serra da Mantiqueira, se prepara para mais um feriadão. Dessa vez a intenção é controlar o fluxo de turistas que procuram o destino para os quatro dias do feriado da Independência, seguindo os protocolos do turismo consciente por causa da pandemia da Covid-19.

Três meses após a retomada do turismo, o distrito de Camanducaia recebeu cerca de 50 mil pessoas. Desde o dia 01° de junho, a conhecida Suíça Mineira reabriu para visitação. Em seguida, no dia 04 de junho, as pousadas foram liberadas para a hospedagem de turistas, com 50% da capacidade total, conforme decreto municipal.

O controle dos visitantes é feito através de um sistema integrado de reservas, criado exclusivamente para o distrito, que se baseia na ocupação das pousadas e casas de aluguel. Foto: reprodução secretaria de turismo

A ferramenta foi implantada pela Secretaria de Turismo, em parceria com a Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região (Move). “O sistema de monitoramento surgiu a partir da necessidade de controlar com efetividade o fluxo turístico no local,” explica a secretária de Turismo, Carolina Cerrato Tuller.

Ela explica que “cada meio de hospedagem tem o seu próprio acesso para lançar as reservas no sistema” e que o aplicativo bloqueia novas reservas quando a porcentagem da capacidade permitida é atingida.

O feriado do Dia da Independência do Brasil, celebrado na próxima segunda-feira, dia 07 de setembro, se aproxima e é necessário que os turistas sejam responsáveis e conscientes para aproveitarem a data com a maior segurança possível.

A expectativa da secretaria de turismo para os quatro dias (de sexta a segunda) é receber aproximadamente 5 mil turistas, seguindo todas as medidas de segurança, controle de entrada e ocupação.

Além do sistema de controle de entrada dos turistas, algumas medidas de segurança foram implantadas em Monte Verde. Os visitantes de um dia, conhecidos também como turistas de passagem, podem fazer a visitação de segunda a quinta-feira.

Nas sextas, sábados, domingos e feriados prolongados, só são permitidos a entrada de turistas com reservas e hospedagens confirmadas e lançadas no sistema da secretaria de Turismo. “Isso faz com que a gente controle a quantidade de pessoas, pois, o fluxo de turismo nesses dias é muito maior. Se a gente também permitir o turista de passagem, podemos perder o controle e superlotar a cidade”, explica Carolina.

O uso de máscaras é obrigatório no distrito. Foto: reprodução secretaria de turismo

Turismo consciente e seguro

O “Selo do avanço consciente” foi criado e implantado pela vigilância sanitária, que visita todos os estabelecimentos e verifica se eles estão seguindo as medidas implantadas para a reabertura consciente do local.

Os restaurantes funcionam com capacidade reduzida e distanciamento entre as mesas e o comércio está limitando o acesso de pessoas, para que não haja risco de aglomeração.

O uso de máscaras é obrigatório em todo o município de Camanducaia e há disponível em lugares espalhados pela cidade, álcool em gel e lavabos para higienização.

Antes da pandemia

No inverno de 2019, o distrito bateu recorde de ocupação. Foram mais de 500 mil turistas que aproveitavam as baixas temperaturas do local. A média de visitação por mês, na alta temporada, entre os meses de maio e agosto, é de 75 mil pessoas. Mas com a pandemia, os números caíram em aproximadamente 84%.

Covid-19 em Camanducaia

De acordo com último boletim da prefeitura de Camanducaia, divulgado ontem (03), o município tem 431 casos confirmados. Desse total, já são 385 moradores curados e oito mortes por complicações pelo coronavírus.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

TV Terra do Mandu