0

Gaeco faz operação para prender quadrilha responsável por ataques a bancos no Sul de Minas

Terra do Mandu
31/07/2020

Foram seis meses de investigações. Estão sendo cumpridos nove mandados de prisão preventiva e 10 mandados de busca e apreensão.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, realiza, nesta sexta-feira (31), uma operação para prender integrantes de uma quadrilha especializada em roubos a bancos, mediante uso de explosivos e armas de grosso calibre.

Estão sendo cumpridos nove mandados de prisão preventiva e 10 mandados de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pelo juíz da 2ª Vara Criminal de São Gonçalo do Sapucaí, no Sul de Minas. As investigações duraram seis meses e foram conduzidas pelo Gaeco regional de Pouso Alegre.

Segundo os promotores e policiais que formam o Gaeco, os investigados moram em Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas e estão diretamente envolvidos com os roubos às agências bancárias ocorridos em, pelo menos, quatro municípios do Sul de Minas em 2020.

A quadrilha é suspeita de atacar as agências em São Gonçalo do Sapucaí, no dia 15 de janeiro, Elói Mendes, no dia 03 de abril, Campo Belo, no dia 05 de maio e Pedralva, no dia seguinte, 06 de maio.

Para cumprimento dos mandados, foi solicitado o apoio ao Gaeco-unidade regional de Divinópolis, onde são cumpridos seis mandados de prisão e 10 mandados de busca e os apreensão. Grande número de policiais foi mobilizado para o êxito da operação. Também é cumprido um mandado de prisão em Itaúna e outros dois em Francisco Sá.

Ainda não há detalhes dos desdobramentos da operação, de pessoas presas e material apreendido.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.