0

Banco da indústria chinesa XCMG inicia operações no Brasil

Terra do Mandu
01/07/2020

Sede é em Pouso Alegre, no Sul de Minas, que abriga o parque industrial da gigante chinesa da construção civil. Essa é a primeira instituição financeira com capital 100% estrangeiro a ter autorização para operar no Brasil. A expectativa é de movimentar entre R$ 400 milhões e R$ 500 milhões em operações de crédito no primeiro ano,

Parque industrial da XCMG às margens da Fernão Dias, em Pouso Alegre. Foto: Arquivo Terra do Mandu

Entrou em operação nesta quarta-feira, dia 1º julho, o primeiro banco da indústria chinesa no Brasil: o XCMG S.A, de propriedade do Xuzhou Construction Machinery Group (XCMG). Com capital inicial de R$ 100 milhões, trata-se da primeira instituição financeira com capital 100% estrangeiro a obter autorização de funcionamento e operação junto ao Banco Central (BC). Com sede em Pouso Alegre, no Sul de Minas, o banco contará também com escritório em São Paulo.

A expectativa é de movimentar entre R$ 400 milhões e R$ 500 milhões em operações de crédito no primeiro ano, com meta é atingir o break even point em três anos.

A licença de operação foi concedida em 15 de junho pelo BC. A autorização de abertura foi conferida em outubro de 2019, após o cumprimento de todos os requisitos para a regulamentação de instituições financeiras no Brasil e participação de recursos estrangeiros no capital nacional.

O objetivo inicial do Banco XCMG é apoiar os negócios do próprio grupo no Brasil e também ampliar o leque de serviços para empresas chinesas do ramo industrial em operação na América Latina.

Dessa forma, em um primeiro momento o banco irá ofertar produtos financeiros diversos, como financiamento de máquinas, leasing e investimentos, aos clientes do grupo, revendedores e a indústria de modo geral.

Em um segundo momento, outros serviços serão oferecidos, como modalidades de crédito e de capital de giro, incluindo linhas de crédito do Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Finame) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A intenção de uma abertura comercial e um ambiente propício para a livre concorrência foram determinantes para a decisão de operar no Brasil. A recuperação econômica antes da pandemia, a baixa taxa de juros e a sinalização do governo brasileiro em colocar em prática um programa de privatizações e concessões também foram pontos importantes para o investimento no país.

Uma cerimônia online marcou o início das atividades do Banco XCMG S.A, às 8h, com a participação do CEO Global XCMG, Wang Min, do CEO América Latina XCMG, Wang Yansong, e do presidente do Banco XCMG Brasil S.A., Gu Shiying. O evento teve ainda a participação de executivos dos bancos chineses ICBC e BOC, e de representantes de instituições financeiras brasileiras – Banco Daycoval e Safra.

Sobre a XCMG 

Empresa produz máquinas de infraestrutura e a intenção é vender para toda a América Latina, a partir de Pouso Alegre. Foto: Divulgação

Fundada em 1943, a Xuzhou Construction Machinery Group (XCMG) é o maior grupo de empresas na indústria de maquinário de construção da China, com a maior variedade e série de produtos, e a mais competitiva e influente no setor. Ocupa atualmente o quinto lugar na indústria mundial de maquinário de construção e a quarta no top 100 da indústria chinesa de maquinário, exportando para mais de 183 países e regiões em todo o mundo.

A XCMG tem atuado no mercado brasileiro desde 2004. Para facilitar a expansão no país, inaugurou, em 2014, o Parque Industrial de Pouso Alegre. A unidade é a primeira do grupo com operações fora do continente asiático e contou com investimento de mais de meio bilhão de dólares. Nela, são fabricadas máquinas pesadas, tais como escavadeiras, guindastes, retroescavadeiras, motoniveladoras e perfuratrizes.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.