0

Restaurante aumenta doação de comida a moradores de rua e desempregados em Pouso Alegre

Magson Gomes
18/06/2020

Ação é feita a quase 10 anos, desde que o garçom Paulinho montou seu próprio negócio. Ele diz que ajuda porque todos devem ser caridosos com o próximo. VEJA O VÍDEO:

Este restaurante que fica no Centro de Pouso Alegre, no Sul de Minas, doa comida para moradores de rua e pessoas desempregadas. O dono do estabelecimento faz essa ação desde que começou o próprio negócio, há cerca de 10 anos e nós já mostramos aqui no Terra do Mandu.

Com a crise da pandemia do novo coronavírus a distribuição de refeições teve que aumentar porque mais pessoas entraram nessa fila. São cerca de 20 marmitas por dia.

“Aumentou. Na pandemia teve muita gente de fora, que estava na cidade e não pôde voltar, veio e pediu ajuda e a gente ajudou. Outras pessoas daqui mesmo, que estava passando por necessidade, vinha pegar também” conta Paulo Henrique Vilas Boas, conhecido como Paulinho.

Seu Edelso é vendedor ambulante de balas, doces e picolé. Mas não tem conseguido fazer dinheiro suficiente para cobrir todas as despesas. “Estou há dois anos desempregado. Já distribuí currículos e não arrumo serviço. Hoje estou como ambulante. A gente não ganha aquele dinheirão por causa do frio e por causa desse negócio de coronavírus. A gente vem aqui e ele ajuda a gente, dando o almoço de graça”.

Fernando conta que trabalhava na construção civil e ficou desempregado. A refeição do dia ele pega comida no restaurante do Paulinho. “Cheguei aqui em Pouso Alegre há pouco tempo e arrumei serviço. Mas por causa do coronavírus eu perdi o serviço. Agora estou em situação de rua faz dois meses”, diz.

No início da pandemia alguns restaurantes interromperam todo o atendimento, mas Paulinho fez questão de manter o serviço para garantir a distribuição de comida aos mais necessitados. “A gente continuou com o delivery e, no final do expediente, montava as marmitas para doação para os moradores de rua que vem pegar, os menos favorecidos”, explica o comerciante.

A comida servida de graça é a mesma que é servida aos clientes do restaurante. Assim que termina o horário de almoço, as pessoas vêm chegando com suas marmitas para receber a doação.

As opção são variadas e as marmitas saem cheias para cada pessoa que vai buscar sua refeição. Foto: Terra do Mandu

Paulinho conta que faz essa ação “simplesmente pelo ato de ter que ajudar o ser humano, ser pessoas caridosas. Acho que Deus veio à Terra para deixar o exemplo de a gente ser caridoso. Quem tem deve compartilhar, mesmo que seja pouco. Acho que não faz diferença para ninguém”, afirma o empresário em seu jeito simples de ser.

Paulinho diz que algumas pessoas que receberam ajuda algum tempo, conseguem emprego e voltam para agradecer.

Paulinho distribui comida a moradores de rua desde que tinha um pequeno restaurante numa outra rua da cidade. Mudou o ponto e continuou com a ação. Foto: Terra do Mandu

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

TV Terra do Mandu