0

Prefeito de Varginha renuncia ao cargo em meio à crise do coronavírus

Magson Gomes
06/04/2020

Pressionado, Antônio Silva (PTB) havia assinado decreto para liberar a volta ao funcionamento de parte do comércio. Em seguida, houve nova pressão de outros setores contra a medida e o prefeito revogou o decreto. Em seu quarto mandato, Silva afirmou que perdeu as condições de administrar a prefeitura.

Antônio Silva, de 77 anos, estava no 4º mandato. Foto: Márcio Borges/ Varginhaonline

O prefeito de Varginha, no Sul de Minas, Antônio Silva (PTB), renunciou ao cargo em carta enviada à Câmara Municipal na manhã desta segunda-feira (06). A renúncia ocorre em meio à crise do novo coronavírus.

Após pressão de empresários locais, o prefeito editou um decretou autorizando a reabertura de maior parte do comércio, fechado por causa da pandemia da COVID-19.

Porém, neste domingo (05), o prefeito editou um novo decreto municipal para rovogar o que anterior que autorizava a reabertura do comércio da cidade. O cancelamento da medida que permita a volta do comércio de rua ocorreu após questionamentos de diversos órgãos como o Ministério Público, a Associação Médica, a comissão de enfrentamento à COVID-19, o Conselho Municipal de Saúde e a Superintendência Regional de Saúde, bem como grande parte da população.

Na carta ofício enviada à presidente do Legislativo Municipal, Zilda Silva, o prefeito afirma que “nas atuais circunstâncias, de foro íntimo, reconheço não ter condições de continuar administrando a Prefeitura”.

Antônio Silva é advogado e tem 77 anos. Ele está em seu quarto mandado de prefeito de Varginha, hoje a terceira cidade em número de habitantes no Sul de Minas, com 135 mil moradores. Silva foi reeleito em 2016 com 43,98% dos votos para o mandato que se encerra no final desse ano. Ele já havia governado a cidade entre 2012 e 2016, 1997 e 2000 e 1989 e 1992.

Em conversa com o blog da cidade ‘Blog do Madeira’, Antônio Silva disse: “falta pouco tempo para acabar o mandato, não vai fazer falta. O Vérdi (vice-prefeito) está bem preparado, não vou fazer falta nenhuma. Tem hora pra tudo. Acho que a minha hora chegou”.

O político continuou: “Consultei a família, a quem a política me subtraiu por vários anos. Agora vamos passar juntos e vencer esse desafio enorme aí”, finalizou ao blog.

A presidente da Câmara já respondeu ao pedido de renúncia do prefeito dizendo que recebeu com pesar tal pedido e que convocará uma sessão extraordinária para deliberar sobre o assunto.

A reunião foi marcada para esta terça-feira (07), às 14h, quando os vereadores irão votar o pedido de afastamento definitivo do cargo do Chefe do Executivo Municipal.

Após a confirmação da renúncia, quem assumirá a prefeitura de Varginha é o vice-prefeito Vérdi Lúcio Melo.

Carta de renúncia enviada à Câmara:

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.