0

“Vamos ficar dentro de casa!”, alerta jornalista mineira que mora na Itália

Magson Gomes
22/03/2020

Milania é de Machado, Sul de Minas, e se formou em Pouso Alegre. Ela mora na região da Sardenha com o marido e dois filhos. Na ilha são cerca de 100 novos casos por dia. A Itália é o país com o maior números de casos e mortes no mundo. Só neste sábado morreram 793 pessoas. São mais de 50 mil casos confirmados. VEJA O DEPOIMENTO:

 

A jornalista Milania Gonçalves, que mora na Sardenha, uma ilha ao Sul da Itália, enviou um vídeo à redação do Terra do Mandu para contar como está a situação do novo coronavírus por lá.

Milania é natural de Machado, no Sul de Minas, e morou em Pouso Alegre durante o período em que fez faculdade. Há mais de 10 anos ela mora na Itália com o marido e dois filhos.

A jornalista está isolada em casa com a família há três semanas. A região da Sardenha não é uma das mais atingidas. Mas, o número de casos confirmados aumenta em cerca de 100 por dia, conta Milania. Só no bairro onde moram são dois casos já confirmados de pessoas infectadas com a covid-19.

A Itália já ultrapassou a China como o país que mais registrou mortes em decorrência da pandemia. Já são 4.825 óbitos em decorrência de contaminação pelo coronavírus. Apenas ontem, segundo as agências de notícias, foram 793 mortes em um único dia. O número total de casos na Itália subiu para 53.578, segundo informações da Agência de Proteção Civil

O governo italiano ordenou, neste sábado, o fechamento de todas as empresas e fábricas não essenciais.

Os primeiros casos na Itália começaram em janeiro. A crise surgiu no fim de fevereiro, com o aumento exponencial de casos confirmados e mortes.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.