0

Líder religioso da Umbanda dá palestra em Pouso Alegre neste sábado (08)

Terra do Mandu
07/02/2020

Pai Élcio de Oxalá é considerado um dos mais importantes líderes religiosos do movimento umbandista no Brasil. Ele participa de evento no Centro Cultural, às 17h30. Inscrição é gratuita. No ano passado, vereadores criaram o Dia da Umbanda em Pouso Alegre.

Pai Élcio de Oxalá visita Pouso Alegre neste sábado (08). Foto: divulgação

Neste sábado (08) tem palestra sobre Umbanda em Pouso Alegre. O palestrante será o Pai Élcio de Oxalá, considerado um dos principais líderes religiosos e personalidade da Umbanda no Brasil. Considerado a voz do samba de terreiro Paulista, Pai Élcio tem alguns cds de pontos de Umbanda de autoria própria e é dono da primeira escola de Curimba, ensinando cantores e percussionistas os pontos e cantigas de terreiro.

O evento será às 17h30, no Centro Cultural Cleonice Bonillo Fernandes. As inscrições são gratuitas, mas pede-se que os participantes levem um quilo de alimento não perecível que será doado ao Asilo Betânia da Providência.

Contatos para mais informações e inscrições 35 99929-5333 / 99822-3369.

DIA DA UMBANDA EM POUSO ALEGRE

Seguidores da Umbanda em Pouso Alegre durante reunião da Câmara para votar o projeto. Foto: Magson Gomes/Terra do Mandu

No fim do ano passado, a Câmara Municipal criou o Dia da Umbanda, Candomblé e religiões afro-brasileiras é criado em Pouso Alegre.

Segundo o advogado e dirigente espiritual do terreiro de Umbanda Tenda de Luz, Vinícius da Silva Gonçalves, em Pouso Alegre existem cerca de 150 terreiros de Umbanda. Porém, não existe um levantamento oficial e muitos desses locais estão na informalidade, não têm uma estrutura jurídica. Segundo o dirigente, porque as pessoas têm receio de se manifestar diante do pré-conceito que ainda existe na sociedade contra as religiões de raízes africanas.

“Na verdade, a criação do Dia da Umbanda é de grande relevância não só para a comunidade umbandista e candomblecista, mas também para os cidadãos. Não podemos perder o foco que a nossa sociedade tem raízes na cultura negra, em África. Essas religiões, por terem pilares em deuses negros, é mais um reconhecimento do povo brasileiro da importância que a mãe África tem em nossas vidas”, afirmou o líder espiritual na época da votação do projeto na Câmara.

Sobre o Candomblé e a Umbanda

A religião do Candomblé tem o registro do seu início no Brasil no século XIX, na Bahia. Já a Umbanda nasce no início do século XX. Quem trouxe o Candomblé para o Brasil foram os negros que vieram como escravos da África. Entre eles se destacavam dois grupos: os bantos, que vinham de regiões como o Congo, Angola e Moçambique, e os sudaneses, que vinham da Nigéria e do Benin.

Mais sobre Pai Élcio de Oxalá

Élcio Xavier nasceu em Varginha, sul de Minas Gerais no ano de 1937.

Influenciado pela criação religiosa, encontrou na religião a essência cristã através da prática da caridade e do amor fraterno. Aos 20 anos de idade recebeu o cargo de sacerdote dentro do culto da Umbanda e passou a ser chamado de Pai Élcio de Oxalá, mas foi através da música que sua missão religiosa foi designada.

Pai Élcio canta e compõe músicas que são entoadas nos terreiros de Umbanda do Brasil e Portugal, e que resultaram em dezoito álbuns dedicados a mensagem dos orixás, além de ter fundado em 1975, a Escola de Curimba Pai Élcio de Oxalá, da qual é mestre de canto e toque.

Por conta da popularidade adquirida com seus trabalhos artísticos, Pai Élcio tornou-se uma personalidade importante na representação do movimento umbandista.

Através da sua participação em eventos tem levado o conhecimento da cultura umbandista, inclusive em Portugal onde é recebido por dirigentes de diversos templos.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.