0

Banco XCMG em Pouso Alegre é a primeira instituição com capital 100% estrangeiro no país

Magson Gomes
07/01/2020

O Banco XCMG S.A. inicia as operações no primeiro trimestre com capital de R$ 100 milhões. Gigante chinesa inaugurou sua fábrica de máquinas pesadas em 2014 em Pouso Alegre, depois de investir mais de meio bilhão de dólares. Capacidade é de produzir 7 mil unidades por ano.

Parque industrial da XCMG às margens da Fernão Dias, em Pouso Alegre. Foto: Arquivo Terra do Mandu

Pouso Alegre, no Sul de Minas, será sede do primeiro banco com capital 100% estrangeiro. O Banco XCMG S.A., primeiro banco de propriedade integral do Xuzhou Construction Machinery Group (XCMG), deve iniciar as operações ainda no primeiro trimestre de 2020. A instituição financeira ficará anexa ao Parque Industrial da XCMG Brasil. O Banco XCMG S.A. tem capital inicial de R$ 100 milhões.

Em outubro do ano passado, o Banco Central do Brasil autorizou a criação da primeira instituição do segmento bancário com capital 100% estrangeiro no país. De acordo com a assessoria de imprensa da XCMG, trata-se ainda do primeiro banco do setor industrial chinês no mundo.

“Isso mostra que estamos no caminho certo no que diz respeito aos processos financeiros estabelecidos pela instituição e que seguimos as exigências dos órgãos reguladores brasileiros. Nos sentimos honrados e, ao mesmo tempo, sabemos da responsabilidade que nos foi atribuída”, afirma o CEO do Banco XCMG, GU Shiying.

O objetivo na criação do banco é apoiar os negócios da XCMG no Brasil, além de estender serviços financeiros a empresas chinesas do segmento industrial em operação na América Latina, auxiliando, ao mesmo tempo, no desenvolvimento da rede de distribuição da XCMG.

“A ideia é dar suporte para proteção de risco cambial, por meio de operações de Hedge contra possíveis e eventuais oscilações nas cotações de moedas, atendendo ainda às necessidades dos clientes também quanto à gestão de risco e à volatilidade dos preços de mercado”, enfatiza o vice-presidente do Banco XCMG, Roberto Carlos Pontes.

A criação do Banco com capital 100% estrangeiro foi destaque na imprensa nacional no início dessa semana. Jornais especializados e de abrangência em todo o Brasil noticiaram a criação do banco pela gigante chinesa de máquinas para infraestrutura.

XCMG EM POUSO ALEGRE

A XCMG tem atuado no mercado brasileiro desde 2004. Para facilitar a expansão no país, inaugurou, em 2014, o Parque Industrial de Pouso Alegre. A unidade é a primeira do grupo com operações fora do continente asiático e contou com investimento de mais de meio bilhão de dólares. Nela, são fabricadas máquinas pesadas, tais como escavadeiras, guindastes, retroescavadeiras, motoniveladoras e perfuratrizes. A capacidade é de produção de 7 mil unidades por ano.

Empresa produz máquinas de infraestrutura e a intenção é vender para toda a América Latina, a partir de Pouso Alegre. Foto: Divulgação

SOBRE A XCMG

Fundada em 1943, a Xuzhou Construction Machinery Group (XCMG) é o maior grupo de empresas na indústria de maquinário de construção da China, com a maior variedade e série de produtos, e a mais competitiva e influente no setor. Ocupa atualmente o quinto lugar na indústria mundial de maquinário de construção e a quarta no top 100 da indústria chinesa de maquinário, exportando para mais de 183 países e regiões em todo o mundo.

EXPANSÃO DOS NEGÓCIOS NO BRASIL

De acordo com o CEO América Latina do Grupo, Wang Yansong, a abertura do Banco XCMG S.A. vai apoiar a expansão dos negócios no Brasil.

“O Brasil está caminhando para uma abertura comercial que, consequentemente, vai acirrar a competitividade internacional. Existe uma expectativa muito positiva quanto à retomada econômica local suportada por fatores conjunturais, envolvendo reformas administrativas, queda da taxa de juros no mercado local – Taxa Selic nas mínimas históricas, bem como à expectativa quanto ao aumento dos investimentos e consumo das famílias. Outro fator que vale ressaltar é a expectativa com relação ao programa de privatizações e concessões, que está previsto para os próximos anos. Todo este panorama suporta de forma muito positiva nossas expectativas com relação ao crescimento e geração de negócios no Brasil”, declara Wang Yansong.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.