0

Boxe Chinês atrai pessoas em busca de condicionamento físico em Pouso Alegre

Por Terra do Mandu
09/10/2019

Mestre Denilso Santos introduziu o esporte na cidade há 20 anos e hoje tem atletas espalhados pelo Brasil, inclusive campeões mundiais. Denilso também é instrutor de defesa pessoal credenciado pela Polícia Federal. VEJA VÍDEO QUE MOSTRA TREINO E EXAME DE FAIXA NA EQUIPE TOP TEAM, NA ACADEMIA CORPO EM AÇÃO.

O Boxe Chinês ganha cada dia mais adeptos em Pouso Alegre. A arte marcial é praticada por pessoas de todas as idades, que buscam os diversos benefícios do esporte, como flexibilidade, condicionamento cardiovascular, equilíbrio e força. Os praticantes ainda aprendem defesa pessoal e ganham autoestima e autoconfiança.

Em Pouso Alegre, o Boxe Chinês foi introduzido pelo mestre Denilso Santos, há cerca de 20 anos. Denilso é o atual presidente da Confederação Brasileira da modalidade. Ele também é instrutor de defesa pessoal credenciado pela Polícia Federal e ministra cursos para policiais e empresas de segurança privada.

“Boxe Chinês é um apelido para o Sanda no Brasil (se pronuncia “sandá”), um estilo de Kung Fu. Só na cidade de Hong Kong existem mais de 400 estilos de arte marcial chinesa, que a gente também apelida de Kung Fu, apelido que se dá a todas artes marciais chinesas. Na nossa academia são quatro estilos de luta, dentro do Kung Fu: o Boxe Chinês, Wing Chun, Tai Chi Chuan e Shuai Jiao”, explica mestre Denilso.

De acordo com o professor, 99% das pessoas que procuram a academia Corpo em Ação, onde são ministradas as aulas, estão em busca de condicionamento físico.

Mas tem aquele 1% que tem o interesse em participar de competições de luta. São os atletas que passam a fazer parte da equipe Top Team, coordenada pelo mestre e que tem profissionais campeões em várias partes do Brasil.

“Então, nós trabalhamos a competição, como trabalhamos simplesmente a preparação física. Mas dentro de um aprendizado de arte marcial; a pessoa ganha condicionamento físico e leva um ensinamento de arte marcial, que é para vida toda”, explica Denilso Santos.

Esporte para todas as idades. Foto: Terra do Mandu

DIA DE TREINO

Nós acompanhamentos um dia de treino e um dia de exame de faixa na academia. No dia de treino, os alunos fazem um aquecimento de deixar muita gente já sem fôlego. Em seguida, vem a parte de aprender as técnicas e golpes.

Se você pensa que a atividade é violenta, pode ter certeza que está enganado. Para quem quer apenas se exercitar, aprender a arte, ganhar qualidade de vida e diversão, as aulas são dinâmicas, atraentes e sem combate direto entre alunos. Ou seja, você pode voltar para casa cansado, mas voltará com o corpo bonito, sem qualquer tipo de hematoma.

“O treinamento do Boxe Chinês é muito dinâmico. A aula de amanhã não é como a de hoje e é isso que o torna atrativo. Não tem a monotonia de movimentos repetitivos”.

A farmacêutica Michelle Santos pratica o esporte há seis meses e já percebe os benefícios da modalidade. “Faz muito bem para o corpo, para respiração, pra gente viver melhor. Estou gostando muito. Percebi melhoras na minha resistência, minha memória melhorou bastante, minha condição física. O jeito de eu trabalhar melhorou porque relaxa mesmo”, conta.

EXAME DE FAIXA

Depois de alguns meses de treino, os alunos são submetidos aos exames de graduação de faixa. Começa com a branca e pega a verde no segundo estágio.

Mas para chegar ao topo e conseguir a faixa preta, aí são muitos anos de dedicação, disciplina e treinos, muitos treinos.

“Para chegar a faixa preta do boxe Chinês, em média, são 15 anos de treinos. Não dá para chegar nesse posto com menos de 10 anos de muito treino e dedicação”.

Michelle acabou de fazer o exame para a faixa verde, ela quer evoluir mais sete graduações, até a preta. “É um esporte muito gostoso, que me encontrei de verdade”.

Farmacêutica quer ir até faixa preta. Foto: Terra do Mandu

O empresário Zé Clévio acaba de alcançar esse posto. No dia do exame, ele teve que demonstrar todas as técnicas e golpes aprendidos em poucos mais de 10 anos para uma banca examinadora composta pelo mestre Denilso e mais quatro professores. Foram duas horas aplicando os golpes.

Para algumas demonstrações, era necessária a participação dos instrutores. No final, o empresário estava exausto. Depois de todas as técnicas apresentadas, Zé Clévio ainda passou pelo batismo, tendo que lutar com os cinco examinadores.

A emoção de conseguir pegar a faixa preta estava no suor e nas lágrimas. A comemoração também foi com a família, presente no exame.

ATLETAS DO TOP TEAM

Mestre Denilso com seus alunos faixas preta. Foto: Terra do Mandu

Como já mencionamos, o mestre Denilso também coordena a equipe Top Team e conta com academias e atletas em várias partes do Brasil.

O professor Joelson Brandenbug mora no Paraná e é um desses atletas do mestre Denilso. Nesse ano, Joelson foi campeão mundial de Boxe Chinês na Itália e se classificou para participar de um torneio promovido pela China, criadora da arte marcial.

O atleta é treinado pelo Denilso há 13 anos, após se encontrarem em um campeonato. “Vi que o sistema dele era bom, um dos melhores que eu vi até hoje de Boxe Chinês, a didática, a forma como trata o aluno. Vi que era importante pra mim. Eu já treinava e dava aula de Boxe Chinês no Paraná”, conta Joelson que vem até Pouso Alegre para treinar.

O professor Thiago Di Lorenzo está com o mestre Denilso há 20 anos. Ele ministra aulas em cambuí, onde também organiza competições e participa de campeonato como atleta.

“Com o Boxe Chinês a gente consegue resultados dentro e fora dos tatames, abrangendo todas as áreas da vida. O esporte transforma as pessoas” enfatiza o professor Thiago.

CONTATOS

Para conhecer mais sobre o Boxe Chinês procure a Academia Corpo em Ação (Fight Gym).

O endereço em Pouso Alegre é:

Av. Moisés Lopes, 984 – Bairro Árvore Grande.
WhatsApp (35) 9 9139-0073

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.