0

A força das mulheres empreendedoras

Mariana Sayad
26/08/2019

Mulheres empreendedoras, entre elas esta colunista, que participaram do evento Ela Pode este fim de semana em Pouso Alegre.

Jornalista, gestora cultural
Editora do site Cultura não é Perfumaria 
Co-fundadora do Observatório Luneta

Muita gente pergunta: por que empreendedorismo para as mulheres? Porque durante muitos anos acreditamos que não podíamos empreender, porque deveríamos ser mães, donas de casa ou, no máximo, trabalhar para alguém. Porém, o que estamos descobrindo é que podemos ser tudo isso ou nada disso e empreender também. Mesmo trabalhar para alguém, pois empreendedorismo dentro das empresas é tão importante, quanto ter nossa própria empresa.

Nesta semana, o tema não podia ser outro, já que durante este fim de semana aconteceu em Pouso Alegre o Ela Pode, que é uma capacitação da Rede Mulher Empreendedora (RME), que se não é a maior, é uma das maiores redes de mulheres que empreendem do país. O Ela Pode tem o apoio do Google e tem como meta capacitar 135 mil mulheres. Aqui, em Pouso Alegre quem veio realizar o curso foi a multiplicadora Ligia Martins, de Alfenas, que é muito reconhecida na região pelo trabalho com as mulheres empreendedoras.

Para trazer o Ela Pode para Pouso Alegre, nós contamos com o apoio do Sebrae, sempre parceiro, da UNIS Pouso Alegre que nos cedeu uma sala maravilhosa e da Marmitaria da Bru e da Gengibre & Canela que ofereceram um coffee break delicioso, saudável e inclusivo (com opções veganas) para os dois dias da capacitação. Este é o poder da rede, da convergência e da colaboração, onde muitos se unem para realizar algo que é bom para todos. Acreditamos nisso, trabalhamos assim, pois faz parte do propósito da nossa empresa, Observatório Luneta, e do nosso pessoal.

No Ela Pode, treinamos nossos Pitchs, aprendemos sobre negociação, finanças, liderança, sobre como somos importantes para os nossos negócios, conhecemos muitas mulheres incríveis que empreendem. No domingo a tarde, tivemos uma grande empresária e empreendedora falando para nós, a Isa Carrozza, do Buffet Vienna, que nos presenteou com uma palestra inspiradora contando sobre sua história e o buffet.

Fomentar o empreendedorismo para mulheres é oferecer capacitação para todas, manter o ecossistema saudável, pois todas são importantes para isso. Quando paramos de pensar apenas nos nossos negócios e começamos a pensar no todo, nossos negócios se desenvolvem mais, porque a rede fica mais forte e todo mundo cresce junto. Se todo mundo crescer junto, nossa cidade fica melhor, se muitas cidades ficarem melhores, nosso país se desenvolve mais e se muitos países se desenvolverem melhor, mudamos o mundo!

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.