0

FIVEL 2019: Vale da Eletrônica planeja faturar R$ 1 bilhão com novos negócios nos próximos meses

Por Terra do Mandu
19/08/2019

Nesta semana, entre 20 e 22 de agosto, Santa Rita do Sapucaí sedia mais uma edição da feira de negócios tecnológicos, a FIVEL. A entrada é gratuita. Novidades serão apresentadas ao mercado.

Um dos expositores da FIVEL, o INATEL é um dos líderes no desenvolvimento da tenologia 5G com aplicação para cidades inteligentes, indústria 4.0 e internet das coisas – Foto: divulgação

O Vale da Eletrônica, em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas Gerais, projeta um faturamento de R$ 1 bilhão em novos negócios nos próximos 18 meses. São cerca de 150 empresas de base tecnológica que investem, em média R$ 300 milhões por ano em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e faturam com os resultados.

As novidades em equipamentos e produtos criados nas empresas e faculdades do Vale da Eletrônica serão mostradas na 15ª Feira do Vale da Eletrônica (FIVEL), que acontece essa semana, entre terça-feira, dia 20, e quinta-feira, dia 22 de agosto. Organizada pelo Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel), a feira está entre as mais importantes rodadas de negócios da indústria de base tecnológica no Brasil, com grande capacidade de influenciar dezenas de setores que dependem de plataformas tecnológicas para seguirem competitivos.

Produtos já desenvolvidos

Foi em Santa Rita do Sapucaí que foi desenvolvida a tecnologia do padrão brasileiro de TV digital, urna eletrônica e atua de forma pioneira na internet 5G.

Entre os novos produtos estão soluções para indústria 4.0, a chamada Internet das Coisas, biotecnologia sustentável para o campo, o mais avançado equipamento eletrônico de medida protetiva para a mulher e eletromédicos de diagnóstico à distância.

Investimentos garantem inovação e fazem Vale da Eletrônica prosperar na crise

Para o presidente do Sindvel, Roberto de Souza Pinto, não há como inovar e desenvolver novas aplicações tecnológicas sem investimento. Por outro lado, o ambiente colaborativo existente no Vale da Eletrônica é uma vantagem competitiva que, não apenas estimula a inovação, como garante dinamismo mesmo em momentos de crise. “Ao colaborarem entre si e seguir inovando, atentas à vanguarda da tecnologia mundial, as empresas estão sempre um passo à frente e se mantêm competitivas mesmo em momentos de baixa atividade econômica”, avalia.

Para o presidente do Sindvel, Roberto de Souza Pinto, não há como inovar e desenvolver novas aplicações tecnológicas sem investimento. Foto: Divulgação

Não é para menos. Com investimentos mantidos, o berço da tecnologia de ponta no país segue empregando quase um terço da mão de obra da indústria eletrônica em Minas Gerais, com cerca de 14,7 mil pessoas atuando na produção de 14.500 diferentes produtos.  Em 2018, as empresas que integram o APL faturaram R$ 3,2 bilhões.

Serviço: 15ª Feira Industrial do Vale da Eletrônica

Data: 20, 21 e 22 de agosto de 2019

Local: Escola Técnica de Eletrônica “Francisco Moreira da Costa” – ETE, localizada à Avenida Sinhá Moreira, nº 350, Centro – Santa Rita do Sapucaí – MG

Horário: das 14h às 21h

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.