0

Violeiro Zé Helder lança ‘Os leões de Aleijadinho’, seu mais novo trabalho

Por Terra do Mandu
09/08/2019

Apresentação será no Teatro do Inatel. Músicas autorais também serão lançadas no formato digital.

Violeiro Zé Helder (reprodução)

Neste sábado (10), tem lançamento do mais recente trabalho do violeiro de Pedralva, radicado em Pouso Alegre, Zé Helder. A primeira apresentação de “Os leões de Aleijadinho”, um espetáculo criado coletivamente com canções autorais, será no Teatro do Inatel, em Santa Rita do Sapucaí, às 20h. Os ingressos para o show estão à venda por R$ 20. As músicas de “Os leões de Aleijadinho” também serão lançadas em formato digital, tendo como mote uma imagem curiosa: os leões das esculturas de Aleijadinho.

Zé Helder, violeiro do Moda de Rock e do Matuto Moderno, Diovani Bustamante, baterista e produtor musical, Guilherme Cordeiro, baixista que se destaca na cena sul mineira e Fabrício Santos, guitarrista fluminense que hoje vive em Campos do Jordão. O show traz algumas canções de trabalhos anteriores de Zé Helder, que tem oito discos e um DVD lançados.

Há uma história, que não certeza de ser verdadeira, mas é bem interessante da mesma forma, de que Aleijadinho (Antônio Francisco Lisboa – 1730/1814), o famoso escultor do barroco mineiro jamais viu um leão de verdade, nem em gravura. Suas esculturas de leões são, portanto, animais totalmente imaginados. sem nenhuma referência real, coisa que a distância do tempo torna impossível de conceber na atual ‘Era da Informação’.

Zé Helder – Leões de Aleijadinho

Esse foi o mote das composições desse trabalho, que adotando uma estética bastante livre faz versões de célebres histórias de domínio público, como a do sapo que foi à festa do céu no bojo da viola do urubu ou da famosa “A cigarra e a Formiga”, sobre o texto original de Jean de La Fontaine (1621-1695). Há momentos como uma homenagem ao Iogue Paramahansa Yogananda em “Harmonia” e outras lições aprendidas com o Ioga como em “Pequena lição de Santosha”. E outros momentos mais densos e nebulosos como na canção que leva o título do trabalho, “Os leões de Aleijadinho”.

Sobre Zé Helder

Os CDs do Moda de Rock (Folguedo/Tratore 2010, 2016 e 2018) marcaram a viola caipira com um trabalho ousado, largamente difundido em programas de TV em rede nacional e na imprensa em geral, adaptando conhecidos temas de rock em ritmos caipiras. Esse trabalho, masterizado em Abbey Road Studios, Inglaterra, radicaliza de vez os rumos que a viola vem tomando, se inserindo em todas as vertentes musicais. Com este trabalho, Zé Helder e Ricardo Vignini viajam por todo Brasil, Estados Unidos, França, Argentina, Canadá e México.

Além do Moda de Rock, Zé Helder integra a banda Matuto Moderno, que já tem mais de 15 anos de história e cinco CDs lançados. O violeiro é endorsee das cordas D’Addario e das violas Terra Brasil (Tagima). Em sua carreira solo, Zé Helder tem três CDs lançados: O primeiro é A Montanha (2004), o segundo é no Oco do Bambu (2010).

Com informações de Mariana Sayad

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.