0

Homem que matou namorada já tinha tentado matar outra mulher em Santa Rita do Sapucaí, MG

Terra do Mandu
30/07/2019

Aposentado está preso novamente, após matar a cozinheira Cleide Gomes, de 54 anos, com seis golpes de faca. Ele tentou se matar, mas causou apenas ferimentos leves com a faca do crime. Há mais de dez anos ele tentou matar uma ex-namorada e ficou preso por alguns dias.

Homem foi preso em flagrante. Foto: redes sociais

O pedreiro aposentado João Venceslau Cândido, de 64 anos, está preso em Santa Rita do Sapucaí. Ele foi detido pela Polícia Militar na BR-459 com ferimentos leves no tórax após matar a namorada Cleide Maria Gomes, de 54 anos, e tentar suicidar. O aposentado foi atendido no hospital de Itajubá e levado para a delegacia de Santa Rita, onde presta depoimento.

Segundo a PM, há mais de 10 anos, João Venceslau Cândido chegou tentou matar outra ex-namorada em Santa Rita do Sapucaí. A vítima sobreviveu e o pedreiro foi preso. Porém, a prisão durou apenas 15 dias e o homem voltou a viver em sociedade. Até a madrugada desta terça-feira (30) agir de novo e, desta vez, matar a namorada com seis golpes de faca.

A vítima de mais um caso de feminicídio é Cleide Maria Gomes. Ela recebeu seis facadas e morreu ainda na rua, perto de casa. Cleide trabalhava como cozinheira numa empresa da cidade. Ela deixa três filhas e uma sobrinha que também era cuidada por ela.

A reportagem do Terra do Mandu conversou com uma sobrinha da vítima. Ela contou que o casal não morava junto. Para quem via o relacionamento de fora, o homem parecia uma pessoa tranquila. “Foi uma crueldade, o mesmo que levava ela pra passear, se divertir, tirou a vida dela tão brutalmente, uma fatalidade sem tamanho”, lamenta a sobrinha Denise Gomes.

A sobrinha também afirma que a família vai lutar por justiça: “Que vamos juntar forças, lutar. Não ficará impune de forma alguma”.

Cleide tinha 54 anos anos e deixa três filhas e uma sobrinha que vivia com ela. Foto: reprodução facebook

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.