0

Funcionário de distribuidora em Pouso Alegre morre durante escalada em pedra de Piranguçu

Magson Gomes
30/07/2019

Wallace Scottini caiu e não resistiu. O Corpo de Bombeiros conseguiu resgatar a vítima depois de 24 horas de trabalho. Parentes do rapaz acompanharam os trabalhos no local. Um amigo que estava com Wallace foi resgatado ileso durante a madrugada.

Wallace era natural de Elói Mendes e trabalhava em Pouso Alegre. Foto: reprodução facebook

O Corpo de Bombeiros de Itajubá resgatou no início da tarde desta terça-feira (30) o corpo de Wallace Scottini, que caiu durante a escalada da Pedra da Boa Vista, em Piranguçu, e não resistiu, morrendo no local. O acidente foi por volta das 13h de ontem (29). Wallace trabalhava numa distribuidora de Açaí em Pouso Alegre e estava acostumado de fazer escaladas em vários locais. A empresa que ele trabalhava decretou luto e voltará ao atendimento na quinta-feira (01). Wallace era natural de Elói Mendes. Parentes dele foram para a região do acidente para acompanhar o resgate.

Segundo testemunhas contaram aos Bombeiros, Wallace caiu de uma altura de cerca de 40 metros do cume da Pedra da Boa Vista. Foto: Corpo de Bombeiros

De acordo com os Bombeiros, a pedra tem cerca de 450 metros de altura. Outro escalador que estava com Wallace ficou pendurado numa certa altura e foi resgatado durante a madrugada já desta terça-feira. Ele estava consciente, sem ferimentos e foi levado para casa, em Itajubá.

O trabalho dos Bombeiros iniciaram por volta das 14h desta segunda. No fim da tarde de ontem, os militares tiveram o apoio do helicóptero da Polícia Militar de São Paulo, que fica na base de São José dos Campos, mas, devido ao horário de fim de tarde, não foi possível resgatar o corpo de Wallace. Hoje, foi acionado o helicóptero Arcanjo, dos Bombeiros de Minas Gerais, que chegou ao local no início da tarde para auxiliar no resgate do corpo do rapaz. Além dos militares do Corpo de Bombeiros, escaladores que conhecem a área participaram do trabalho no local.

O corpo do escalador foi entregue à funerária e será encaminhado ao IML de Itajubá, antes de ser liberado para a família.

Empresa onde rapaz trabalhava decretou luto. Foto: reprodução

 

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.