0

População se mobiliza para arrecadar alimentos para o HCSL, que passa por crise financeira

Magson Gomes
13/06/2019

Governo estadual deve mais de R$ 30 milhões para o Hospital das Clinicas Samuel Libânio, em atrasos de repasses. Nesta semana, foi anunciado um jogo beneficente com a equipe do Flamengo Master em prol da instituição. A partida será no dia 14 de julho.

Reunião de lançamento de mais um evento beneficente. Foto: Terra do Mandu

Diante da situação de crise financeira que atravessa, o Hospital das Clínicas Samuel Libânio tem recebido ajuda de vários lugares. Pessoas de cidades vizinhas e de Pouso Alegre tem feito campanhas para doações lençóis, dinheiro e, principalmente, mantimentos (veja alguns exemplos no final desta reportagem). Toneladas de arroz, feijão, óleo de soja já foram entregues nos últimos meses. Mas, a necessidade de novas campanhas continua.

Segundo a presidência da FUVS, instituição que mantém o hospital, a dívida do governo do estado com o Samuel Libânio ultrapassa os R$ 30 milhões. O hospital atende uma população de mais de 2 milhões de pessoas, de 153 municípios. O Hospital oferece, diariamente, mais de mil refeições, que são distribuídas para pacientes e acompanhantes. Por dia, são utilizados cerca de 32 quilos de feijão, 50 quilos de arroz e 08 litros de óleo.

Nesta semana, foi anunciado mais um evento que tem o objetivo de arrecadar donativos. Será um jogo com o time máster do Flamengo, no dia 14 de julho. O vereador Wilson Tadeu Lopes é um dos organizadores da partida beneficente.

O lançamento do jogo ocorreu na sala da presidência da FUVS e contou com as presenças do Conselho Diretor da fundação, do prefeito Rafael Simões e de vereadores. VEJA NO VÍDEO:

São mais de 3 toneladas de alimentos doados nos últimos meses, além de valores em dinheiro.

Um dos exemplos de solidariedade vem de Bom Repouso. Na semana passada foi feita a entrega oficial do cheque de prestação de contas do leilão de gado feito na cidade em prol do Hospital. O organizador da festa, Benedito Andrade dos Santos, apresentou o cheque de R$ 294.670.

Empresas de Pouso Alegre também se mobilizaram para ajudar. A União Química doou 815 quilos de alimentos e a Adient do Brasil Bancos Automotivos Ltda também entregou centenas de alimentos. A Faculdade de Direito do Sul de Minas (FDSM) reuniu alunos e durante um congresso arrecadou 640 litros de leite. A empresa D.D.Disk também fez questão de doar 150 quilos de alimentos para o Hospital.

Empresas também tem feito campanhas para arrecadar alimentos. Foto: Ascom FUVS

A auxiliar de Farmácia do HCSL, Quelem Cristine Moreira de Oliveira, também organizou uma campanha para arrecadar alimentos em Congonhal, onde mora. Forma doados 659 quilos em produtos. A Igreja Presbiteriana, juntamente com a comunidade de Cachoeira de Minas, fez a doação de 669 quilos de alimentos. Voluntários da cidade de Estiva arrecadaram mais de uma tonelada de alimentos em prol do Hospital que foram entregues em maio.

Já o prefeito de Turvolândia, Elivelto Carvalho, ajudou o HCSL com a doação de R$18 mil em medicamentos enquanto o paciente Michelangelo Crestani fez a doação de mil cartões para o setor de Oncologia. Até mesmo os colaboradores das unidades Central e Fátima da Univás realizaram uma campanha e doaram dezenas de litros de óleo ao Hospital.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.